Procure no JP

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Grêmio destrói a invencibilidade palmeirense no Brasileiro sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


Quem é leitor antigo do Jogos Perdidos sabe que éramos figurinhas carimbadas quando a base e o time B palmeirense atuavam Parque Antarctica. Com a inauguração do Allianz Parque em novembro de 2014 tudo mudou. Como somente o elenco profissional atuou ali durante muito tempo, me fiz presente apenas em três partidas no local até a semana passada: Brasil 2-0 México em junho de 2015, Palmeiras 1-0 Jorge Wilstermann em março de 2017 e Palmeiras 3-1 Atlético Tucumán em maio do mesmo ano.

Ficou tão complicado ver bola rolando que eu tinha mais shows do que pelejas. Tive o enorme prazer de ver de perto Paul McCartney, Foo Fighters, Roger Waters e The Who, o melhor de todos, entre outros. Mal imaginava que nessa época pandêmica eu teria a chance de voltar a ver futebol no (agora) gramado sintético do estádio alviverde. Não sei quem é o responsável, o fato é que as categorias de base do clube da Zona Oeste irão atuar ali bastante em novembro e dezembro e não há dúvida que me farei presente algumas vezes. Comecei a série com o Palmeiras x Grêmio pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro sub-17.

O certame teve uma rodada disputada em março, antes da suspensão em virtude da pandemia (inclusive teve cobertura do JP na jornada inicial em Cotia com o confronto entre São Paulo e Fluminense). Para os paulistas, será o único torneio da categoria em 2020 já que o estadual foi cancelado. O retorno foi em outubro e ambos chegaram invictos a esse duelo, porém dentro das quatro linhas foi o tricolor gaúcho que mostrou serviço.

Antes de falar especificamente do que rolou em campo, vale dizer que é muito doido estar num estádio tão enorme praticamente sozinho. Como disse acima, só tinha estado lá com casa cheia, então é estranho e algo único ficar numa das confortáveis cadeiras na companhia de poucas almas, nenhuma minimamente próxima de mim. Com tudo que está rolando no nosso país, é um privilégio poder continuar mantendo a agenda futebolística em dia, afinal, sabe-se lá quando o torcedor vai poder retornar.

Voltando ao que nos interessa, os donos da casa começaram bem e chegaram a criar duas boas oportunidades e nas duas o arqueiro gremista Thiago Beltrame foi bem. Só que aos 18 minutos, no primeiro ataque de perigo, o onze gaúcho abriu o marcador. Cuiabano avançou pela esquerda e cruzou na área. Rubens se antecipou ao goleiro verde e marcou. O Palmeiras quase empatou na sequência em nova defesa do camisa 1 visitante.


Michel (4) tentando se mandar para o campo de ataque


Detalhe do gol de Rubens aos 18 do primeiro tempo


Bom momento palmeirense em busca do empate no tempo inicial


O Grêmio atacou menos, mas foi muito mais perigoso do que o onze local

A partir daí, o ímpeto mandante desapareceu e até o último trilar do apito do árbitro, o Grêmio dominou por completo seu adversário. Pedro Clemente e Rubens, este com gol incorretamente anulado por impedimento, assustaram a zaga paulista. Na etapa final o domínio se intensificou. Pedro Clemente perdeu gol feito no começo e aos 13 finalmente o segundo saiu dos pés de Zinho.



No segundo tempo o time verde até tentou, porém o Grêmio não deu chances


Cobrança de falta a favor dos gaúchos

Apesar de continuar dominando e criando momentos em profusão, o placar foi alterado apenas aos 42 minutos quando Válber se aproveitou de falha do goleiro da casa e fechou a fatura em Palmeiras 0-3 Grêmio. O escrete da Zona Oeste paulistana perdeu a invencibilidade, mas certamente estará nas quartas de final. Já o Grêmio mostra que é candidato real ao título.

Voltei à pauta livre do JP no domingo com um genial jogo do Brasileiro Feminino da Série A2. Foi a melhor partida que acompanhei depois que retornei aos campos pós-pandemia.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Palmeiras 0-3 Grêmio

Local: Allianz Parque (São Paulo); Árbitro: Humberto José Junior/SP; Público e renda: Portões fechados; Cartões amarelos: Giovani, Thiago, Cheron; Gols: Rubens 18 do 1º, Zinho 13 e Válber 42 do 2º.
Palmeiras: Natan; Thiago, Jhow (Ruan Santos), Michel e Ian; Pedro Lima, Yago Santos (Carlos) e João Pedro (Robert Santos); Vitor Hugo, Ruan Ribeiro (Marcio) e Giovani. Técnico: Artur Itiro.
Grêmio: Thiago Beltrame; Lucas Kawan, Paulo, João Pedro e Cuiabano (Mateus Henrique); Ronald (Cheron) e Mila; Rubens (Tiba), Lustosa (Matheus) e Zinho (Luan); Pedro Clemente (Valber). Técnico: Douglas Rodrigues.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário