Procure no JP

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Corinthians vence a 24ª partida seguida no Paulista Feminino

Texto e fotos: Fernando Martinez


Hoje é inegável que a maior força do futebol feminino tupiniquim é o Corinthians. O time vem dominando a categoria nos últimos anos e em 2020 faz outra ótima campanha no nacional. Além disso começou o Campeonato Paulista Feminino com tudo. Pena que eu dê tanto azar em compromissos "comuns" do atual campeão da competição. O duelo contra o Juventus, realizado no Estádio Conde Rodolfo Crespi, tinha a promessa de uma boa peleja, mas quando a bola rolou não foi bem assim.

No último domingo as meninas alvinegras venceram o Grêmio e estão na semifinal do Brasileiro. O adversário será o Palmeiras e o primeiro encontro será realizado na segunda-feira. No meio disso tudo pinta um jogo de fase inicial de um campeonato diferente contra um adversário nitidamente inferior. Não tem jeito, acaba virando um "amistoso de luxo" e a concentração cai bastante. Nove entre dez equipes do futebol sofrem desse “mal”.




No glorioso gramado da Rua Javari, as equipes do Juventus e do Corinthians posando para as fotos oficiais e o registro do quarteto de arbitragem com as capitãs

De todos os torneios realizados pela FPF o estadual das meninas foi certamente um dos mais afetados. Originalmente seriam 16 equipes com a primeira fase disputada em turno, num total de 15 rodadas. Acabou que a pandemia fez o formato virar pó. Agora são 12 participantes divididos em duas chaves de seis. O turno único na primeira fase foi mantido, mas as quinze jornadas se transformaram em apenas cinco. Os quatro melhores dos dois grupos se classificam para as quartas de final.

Os dois não poderiam ter começado o Paulista com campanhas mais opostas: as mosqueteiras conquistaram três vitórias e as grenás foram derrotadas três vezes. Assim como as moças alvinegras, o escrete da Moóca está disputando um nacional, no caso a Série A2 do Brasileiro, e vinha de uma antológica vitória contra o América Mineiro no último domingo. Com compromisso marcado para o próximo final de semana, atuou com um elenco alternativo. As corintianas eram mais favoritas ainda.

Fez calor na Rua Javari e a meia dúzia de presentes também pensou que veria um confronto animado na medida do possível. Conforme o esperado, o domínio foi todo visitante, porém embora as comandadas de Arthur Elias tenham ocupado o campo de defesa local durante todo o tempo, faltou um cuidado maior nas finalizações. O toque final foi falho e as atletas perderam um caminhão de gols.

Nos primeiros 45 minutos as visitantes marcaram duas vezes. Primeiro quando Suellen bateu escanteio e Giovanna Campiolo completou firme aos 28. Depois a artilheira Gabi Nunes recebeu cruzamento rasteiro de Gabi Portilho e finalizou com estilo aos 32. Dani Soares, arqueira juventina, impediu um placar mais elástico com boas intervenções.




Como não poderia deixar de ser, as meninas do Corinthians tomaram conta das ações ofensivas durante todo o jogo contra o Juventus



Gabi Portilho cruzou da direita e Gabi Nunes marcou o segundo gol corintiano. Na segunda foto, a comemoração das atletas alvinegras

Já na etapa final as atacantes do Corinthians retornaram ao gramado com ainda menos inspiração e a partida se arrastou. As investidas foram naquele esquema meia-bomba e o marcador foi alterado apenas uma vez, aos 11 minutos. Gabi Portilho, de novo ela, cruzou no chão e Diany, voltando de contusão, fez o terceiro. No restante do tempo, muito sono nas arquibancadas e gols perdidos na histórica cancha da Zona Leste paulistana.






No segundo tempo o cenário foi o mesmo e somente o Corinthians atacou. Só que as comandadas de Arthur Elias marcaram apenas mais uma vez, Diany aos dez minutos, e só. O número de gols desperdiçados foi enorme

O resultado de Juventus 0-3 Corinthians foi meio sem graça, mas foi justo. O alvinegro manteve os 100% de aproveitamento - agora são 24 vitórias seguidas no Paulista - e as grenás continuam sem nenhum ponto conquistado. Não há dúvida que o Timão é SUPER favorito ao bi. Vai ser bem complicado alguém tirar o título do Parque São Jorge.

Desde que o futebol pandêmico se tornou realidade só tinha marcado presença em pelejas na capital. Isso vai mudar no sábado pois não tem como ficar de fora da decisão do acesso entre São Bernardo e Comercial na Série A3. Histórico demais para ficar de fora.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Juventus 0-3 Corinthians

Local: Estádio Conde Rodolfo Crespi (São Paulo); Árbitro: Elder Patrick Dantas; Público e renda: Portões fechados; Cartões amarelos: Dani Ortolan; Gols: Giovanna Campiolo 28 e Gabi Nunes 31 do 1º, Diany 10 do 2º.
Juventus: Dani Soares; Sabrina Rocha (Renata), Isa Matos, Kemillyn (Bia Cardoso) e Alê Brito; Sabrina Ramos, Cynthia (Karol Mineira), Barbara e Drika (Iara); Marcella (Dani Ortolan) e Thais Gabrielle (Martinha). Técnico: Welington Souza.
Corinthians: Tainá Borges; Paulinha (Pardal), Giovanna Campiolo, Mimi e Suellen (Juliete); Grazi, Diany, Ingryd e Cacau; Gabi Nunes e Gabi Portilho (Maiara). Técnico: Arthur Elias.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário