Procure no JP

segunda-feira, 27 de março de 2006

Paulista Série A1: Juventus 1-2 Santos

Opa,

Continuando com a saga do fim-de-semana, agora vamos com a segunda parte da rodada dupla que fiz no último sábado. Saindo no gás do Nacional, corremos (eu, o Jurandyr e o David) até o Pacaembu, para ver a partida entre Juventus e Santos, decisiva para as duas equipes no Paulistão. Ao time da Vila, o interesse era a luta pelo título e aos grenás a classificação à Série C desse ano.

Chegando lá, tivemos a feliz informação de que havia acabado os ingressos para a torcida juventina. Nessa hora, encontramos o Alfredo e o Mílton, e grande parte dos doidos que sempre aparecem na Javari. Com todo mundo indignado e sem informação, quase acontece uma besteira por lá. Nesse meio tempo, o mundo caiu, e um temporal deixou todo mundo encharcado e ainda sem ingresso. Foi quando uma feliz alma nos informou que os ingressos estavam com um cara da FPF e que a venda tinha sido interrompida por causa que torcedores do Santos estavam comprando ingressos na torcida do Juventus.

Fica aqui a reclamação para a diretoria juventina, que não se organizou para uma venda normal, e nem colocou venda antecipada de ingressos na Javari. Para ver como a diretoria é 100%, a venda antecipada foi em Osasco e Santo André (!!!). Com o Jurandyr encarando a chuva e trazendo os ingressos para nós (nesse meio tempo o Mílton já tinha ido embora e continuávamos encharcados), conseguimos - depois de mais de uma hora - entrar a tempo de curtir o jogo.


Time juventino saudando a grande torcida presente no Pacaembu. Alfredo, David e Jurandyr, felizes e encharcados nas arquibancadas. Fotos: Fernando Martinez.

Como se não bastasse o sofrimento, vimos uma atuação parcial do juizão no jogo. Invertendo faltas, deixando o Santos bater nos primeiros momentos e minando o jogo juventino, o árbitro influenciou no placar final. O jogo começou equilibrado, e o Juventus marcou seu primeiro gol numa bela cobrança de escanteio, quando a bola acabou sobrando para o jogador Manu fazer 1 a 0. Depois disso, dois lances capitais: uma agressão do jogador Reinaldo, do Santos, num jogador grená, que o juizão nada fez, e a falta que originou o gol santista, que para mim não aconteceu. Com isso o jogo foi para o intervalo em 1 a 1.


Lance que originou o primeiro (e único) gol juventino na partida. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo, o Juventus fez o favor de recuar demais, deixando o jogo livre para a equipe da baixada. Mesmo assim, ainda o juiz invertia faltas e irritava o onze da Móoca. Mas, inegavelmente, o Santos foi superior. O ponto é que não precisava ter sido do jeito que foi, com influência do árbitro. Assim, depois de algumas ótimas defesas do goleiro Marcelo, do Juventus, o Santos chegou ao seu segundo gol, com o jogador Reinaldo.


Vista geral do Pacaembu no jogo entre Juventus e Santos. Foto: Fernando Martinez.

O Juventus ainda acabou o jogo com três jogadores a menos, em expulsões bem esquisitas. Mas o placar final foi mesmo: Juventus 1-2 Santos. Fica o registro: o Santos jogou mais, mas o juiz prejudicou o Juventus sim, isso é fato! Agora, o time da Vila está bem próximo do seu título. Ao Juventus, com o tabu de não vencer o Santos desde o dia 1 de julho de 1986 (Santos 1-3 Juventus), resta a árdua tarefa de manter sua vaga na Série C, fazendo dois jogos fora de casa, nos três restantes desse Paulistão.


Ataque juventino ainda no primeiro tempo do jogo contra o peixe. Foto: Fernando Martinez.

Depois foi chegar em casa, tomar mais chuva e sair para curtir o sabadão. Depois vem o post do grande jogo que estive no domingo.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário