Procure no JP

sábado, 14 de setembro de 2013

Portuguesa joga fácil e vence o Vasco no Canindé

Opa,

Depois da partida em São Bernardo do Campo, a agenda futebolística do JP na quarta-feira marcava mais um compromisso da Portuguesa válido pelo Campeonato Brasileiro. Pela primeira rodada do returno o time paulista recebeu o Vasco da Gama em busca do quinto triunfo no certame.


Portuguesa e Vasco da Gama perfilados antes da estreia do returno do campeonato nacional 2013. Foto: Fernando Martinez.

Antes de fazer esse post fui fuçar nos meus arquivos em busca de informações sobre o confronto em questão. Confesso que fiquei abismado ao ver o tamanho da freguesia da Lusa para o Time da Colina. Contando jogos do nacional em todos os tempos com mando paulista, o rubro-verde havia vencido o alvinegro apenas UMA VEZ. Isso mesmo, em 12 confrontos, a Portuguesa saiu-se vencedora somente em uma única oportunidade.

O mais legal é que eu me fiz presente nessa peleja antológica, acontecida em 4 de novembro de 2001. Naquela tarde de domingo, vi um dos jogos mais sensacionais da minha extensa lista na vitória dramática dos donos da casa por 5x4. Após abrir 4x1, a Portuguesa sofreu o empate aos 44 do segundo tempo, mas na saída de bola fez o quinto gol. Foi a primeira vez que vi esse placar in loco.


Ataque vascaíno pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

Doze anos e três jogos no Canindé depois dessa solitária vitória (todos com vitórias vascaínas, claro), a Lusa foi a campo com grande chance de quebrar esse pequeno tabu. Apesar de estar há muito tempo na zona de rebaixamento, a chegada do ex-comandante da Ponte Preta no paulistão fez muito bem ao time.


Visão geral do Canindé na noite de quarta-feira. Foto: Fernando Martinez.

Com um público de pouco mais de 4 mil torcedores a Portuguesa fez outra grande exibição, colocando o Vasco da Gama na roda na maior parte do tempo. Logo no começo o árbitro não deu pênalti claro para a Lusa, mas minutos depois Diogo fez passe brilhante para Corrêa, que apareceu livre na pequena área para marcar o primeiro.


Cobrança de falta para a Portuguesa no tempo final. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo ficou no 1x0. No segundo, Juninho Pernambucano entrou para tentar dar alguma vida ao morto ataque vascaíno. Mas nem ele salvou a inoperância do ataque carioca, e a equipe da casa foi cozinhando o galo com segurança. Jogando fácil, o time ainda fez o segundo, mais uma vez em grande jogada de Diogo, agora pela direita, e conclusão do bom atacante Gilberto.


Comemoração de jogadores e torcida no segundo gol rubro-verde. Foto: Fernando Martinez.

No final, o placar de Portuguesa 2-0 Vasco da Gama não só fez com que o time paulista dormisse fora da zona de rebaixamento - a equipe acabou voltando ao Z4 depois dos jogos de quinta - como marcou a maior vitória da equipe contra o time do Rio de Janeiro em todos os tempos dentro do Canindé. Surreal, mas é a mais pura verdade.

Até a próxima!

Fernando

Um comentário: