Procure no JP

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Vitória da Portuguesa Santista ao apagar das luzes contra o EC São Bernardo

Salve amigos!

A Fênix retorna! O JP reinaugura sua sucursal na Baixada Santista. Agora acho que é pra valer! E para começar, nada melhor do que uma partida noturna pela liderança do Grupo 6 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão: frente a frente, na Pinheiro Machado (mais precisamente no Estádio Ulrico Mursa), AA Portuguesa e EC São Bernardo. Sozinho em campo, contei com a ajuda de minha namorada Bruna. No Rio de Janeiro, ela fazia as anotações pra mim, para que eu pudesse ficar mais atento aos lances. Viva a tecnologia, que permitiu o contato durante toda a partida.

Agradeço ainda, a São Pedro, que contrariou todas as previsões do tempo, e não permitiu que caissem mais do que fracas gotas durante o jogo. Sorte, também, que a partida foi transferida de horário, pois um verdadeiro dilúvio atingiu a cidade de Santos à tarde, horário inicial para o qual estava marcado o confronto.


AA Portuguesa - Santos/SP. Foto: Estevan Mazzuia.


EC São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Estevan Mazzuia.


Arbitragem, comandada pelo simpaticíssimo Leandro Camargo Costa, os assistentes Humberto Lellis Talarico Leite e Gustavo Rodrigues de Oliveira e capitães dos times. Foto: Estevan Mazzuia.

A partida começou bastante movimentada, com leve predomínio da Briosa, e perigosos contrataques do Cão. Os visitantes tiveram a primeira grande chance de gol, aos 28 minutos, quando o arqueiro Luciano mandou para escanteio um voleio que tinha endereço certo.


Detalhe da partida, em seu eletrizante início. Foto: Estevan Mazzuia.

A Briosa respondeu à altura, conseguindo uma bola na trave depois da cobrança de uma falta pela esquerda. No rebote, o goleiro Jeferson não teve dificuldades para defender uma cabeçada fraquinha.


Visão geral da partida, em sua primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

Mas a correria terminou, as chances minguaram, e os atletas foram para o intervalo sem mexerem no placar de Ulrico Mursa. Se o equilíbrio prevaleceu na primeira etapa, o mesmo não se pode dizer do segundo tempo. O domínio rubro-verde foi amplo. Não fosse a boa marcação e o excelente posicionamento da equipe do ABC, o gol teria sido marcado logo no início.


Ataque da Briosa na etapa final. Foto: Estevan Mazzuia.

Aos 3 minutos, o onze rubro-verde teve excelente chance após um cobrança de falta. Aos 10 minutos, em novo ataque, obrigou Jeferson a fazer excelente defesa. Ancorada pelo talentoso Filipi, a Portuguesa chegava perto, mas não conseguia abrir o placar. Nem o nervosismo repentino da equipe bernardina facilitou. A exigente torcida segurou até os 45 minutos a revolta presa na garganta. Mas enquanto cobrava jogadores, viu o zagueiro Danilo Bahia fazer uma lambança e encobrir seu próprio goleiro, no último lance da partida.


Lance do gol que decretou a vitória da Briosa contra o Bernô. Foto: Estevan Mazzuia.

Placar final, AA Portuguesa 1 x 0 EC São Bernardo. Salva pelo gongo a Briosa, punidos pelo excesso de zelo, os visitantes. Mas, ao que parece, a Portuguesa deu muita sorte com a tabela, o que explica sua arrancada inicial. Em que pese a boa equipe no Bernô, a Briosa tem história e tradição, recentes, pra superar essa primeira fase com tranquilidade. Mas pelo que se viu em campo nas últimas partidas, terá mais trabalho do que espera. Foi isso.

Abraços

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário