Procure no JP

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

JP em Aracaju na Série D do Brasileiro

Olá,

No último fim de semana foi realizada a derradeira rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série D e objetivando, sempre que possível, apresentar algo diferente aos internautas que acompanham o JP, voei até a belíssima cidade nordestina de Aracaju, para ver de perto o confronto entre uma equipe que começa a ter destaque no âmbito nacional, no caso a S.E. River Plate da cidade de Carmópolis/SE contra o tradicional Treze F.C. de Campina Grande/PB. O palco da partida foi o Estádio Estadual Lourival Baptista, popularmente conhecido como Baptistão.


Escudo da S.E. River Plate. Foto: Orlando Lacanna.

A equipe sergipana entrou na competição nacional por ter conquistado o título estadual da Série A1 de 2.010. Sua sede fica na cidade de Carmópolis, distante 47 km da Capital, contando com 13.000 habitantes aproximadamente. Normalmente manda seus jogos no Estádio Idalito Oliveira com capacidade para 2.500 espectadores, sendo que no ano passado disputou a Série A2.

Chegando ao estádio, fui recepcionado pelo Diretor Técnico da FSF, o gentil Prof. Orliandes, que me conduziu ao interior do gramado e também me apresentou aos repórteres das rádios locais. Após os cumprimentos, passei a acompanhar a segunda partida preliminar que envolveu as equipes do Cotinguiba E.C. e do S.C. Aracaju, valendo por uma das semifinais da categoria sub-13. No tempo regulamentar houve empate (1x1) e na decisão por pênaltis, o centenário Cotinguiba levou a melhor por 4 a 3, se habilitando a disputar a final contra o Paulistano que eliminou o Flusão Tricolor na primeira preliminar. Foi gratificante ver em ação a molecada e, no intuito de homenageá-la, publico as fotos dos times posados.


Cotinguiba E.C. - Aracaju/SE (sub-13) e S.C. Aracaju - Aracaju/SE (sub-13). Fotos: Orlando Lacanna.

Depois do show da meninada, fui para o centro do gramado e lá aguardei a entrada das equipes que iriam jogar a partida principal, as quais, juntamente com o trio alagoano de arbitragem, posaram com exclusividade para as lentes do JP. As fotos estão apresentadas abaixo:


S.E. River Plate - Carmópolis/SE. Foto: Orlando Lacanna.


Treze F.C. - Campina Grande/PB. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem de Alagoas ao lado dos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Voltando ao foco principal da minha viagem, a partida envolvia uma equipe já classificada para a próxima fase, no caso o Treze, contra uma outra, o River Plate, que além de vencer, teria que torcer por um mal resultado do Fluminense de Feira/BA na sua partida em casa contra o Central de Caruaru/PE já eliminado da competição. Sem dúvida tratava-se de uma missão muito difícil, mas só ao final dos noventa minutos das duas partidas, saberíamos o desfecho da classificação do Grupo 5 do campeonato.

Com a bola rolando, o que se viu foi um Treze melhor armado na primeira meia hora, tendo criado o primeiro bom momento aos 9 minutos, numa cabeçada perigosa desferida pelo atacante Vavá, que obrigou o goleiro Pablo a praticar a primeira boa defesa do jogo.


Primeiro lance mais agudo do ataque paraibano no início da partida. Foto: Orlando Lacanna. 

Até por volta do vigésimo minuto, a jogo foi disputado num ritmo morno, com o time da Paraíba controlando a maior parte das ações, enquanto os sergipanos apresentavam dificuldades em criar jogadas ofensivas. Aos 21 minutos, o Treze chegou a marcar através do atacante Thiago Cunha, mas a arbitragem não validou o gol, apontando impedimento. Sete minutos depois, o time alvinegro chegou forte ao ataque, mas novamente o arqueiro do River Plate acabou com a festa.


Disputa acirrada pela bola junto à lateral. Foto: Orlando Lacanna.


Arrancada do Treze ao campo de ataque. Foto: Orlando Lacanna. 

Somente na marca dos 37 minutos o River Plate chegou com perigo à área dos visitantes, numa arrancada do lateral direito Fabiano que culminou num cruzamento rasante para o interior da área, mas aí apareceu o zagueirão André Lima e despachou o perigo, Dois minutos mais tarde, o mesmo Fabiano desferiu um tiro da intermediária, exigindo difícil defesa do goleiro Wanderson (ex-XV de Piracicaba). No último minuto da primeira etapa, o River Plate voltou a apertar e, para variar, novamente através do lateral Fabiano e mais uma vez, o goleiro visitante mostrou serviço. Logo depois o árbitro encerrou o primeiro tempo sem abertura de contagem. 


Tentativa de ataque do River Plate no final da primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Na segunda etapa, o River Plate voltou determinado a assumir a vantagem no placar, até porque só a vitória lhe daria esperança de continuar sonhando em seguir na competição. Aos 6 minutos o lateral esquerdo Piauí cobrou uma falta com categoria, porém, mais uma vez, o goleiro Wanderson foi chamado a intervir e o fez muito bem. Um minuto depois, o meia Álisson desperdiçou a melhor chance até então dos donos da casa, ao bater com estilo do interior da área próximo à marca de pênalti, mas para sua infelicidade, a bola subiu muito e a chance foi embora.


Defesa do goleiro Wanderson em cobrança de falta. Foto: Orlando Lacanna. 

A resposta dos paraibanos foi dada aos 11 minutos, num chute rasante do volante Rone que obrigou o goleiro Pablo a se virar em outra boa defesa. Ao longo da segunda etapa, o River Plate melhorou o seu rendimento ofensivo e como consequência, chegou ao seu gol, anotado por Fabiano aos 21 minutos, após ótima triangulação pelo lado direito.


Início de mais uma ação ofensiva do River Plate na segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no marcador, o Treze foi com tudo na busca da igualdade, tendo chegado muito perto de conseguí-la aos 24 minutos, num contra-ataque pelo meio, cuja conclusão do centroavante Vavá foi defeituosa e com isso, foi perdida uma chance incrível. Aos 36 minutos, o Treze chegou perto do empate novamente, agora num arremate de Jociano que explodiu contra o poste direito da meta dos anfitriões.


Oportunidade de ouro desperdiçada pelo Treze. Foto: Orlando Lacanna. 

Nos últimos dez minutos, os dois times se esforçaram para chegar ao gol adversário, criando algumas chances, porém nenhuma delas foi convertida em gol e, dessa forma, a partida foi encerrada com o resultado de River Plate 1 - 0 Treze, que eliminou a equipe sergipana do campeonato, pois o Fluminense de Feira não deu mole na partida contra o Central, vencendo-o por 2 a 1. Com relação ao Treze, a derrota pouco significou, uma vez que entrou em campo já classificado. Vai seguir na competição, participando da segunda fase que será disputada no sistema de mata-mata em jogos de ida e volta, tendo como adversário o Araguaína/TO.

Tão logo a partida foi encerrada, voltei ao hotel para um bom descanso, pois no dia seguinte iria começar a usufruir as belezas da capital sergipana, incluindo muita praia e sol. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário