Procure no JP

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Guaçuano vence Radium e avança para a Segunda Fase da Segundona

Olá,

Depois de uma quinzena sem ver futebol, no último domingo saí de casa com o dia amanhecendo e segui com destino à simpática cidade de Mogi Guaçu, para ver de perto a partida que definiu a última vaga do Grupo 3 para a segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O jogo em questão foi C.A. Guaçuano x Radium F.C., cujo palco foi o Estádio Alexandre Augusto Camacho, também conhecido como Camachão

A partida era uma verdadeira decisão, pois qualquer resultado definiria qual time seguiria na competição. Os visitantes jogavam por um simples empate, enquanto para os donos da casa somente a vitória interessava. Diante disso, a expectativa era de um jogo nervoso e de muita luta.

Antes de começar a relatar a partida, começo apresentando as tradicionais fotos dos times e do trio de arbitragem, as quais estão abaixo:


C.A. Guaçuano - Mogi Guaçu/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Radium F.C. - Mococa/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Márcio Henrique de Gois e os assistentes Rafael Ferreira da Silva e Marcio D'Avila Tragante posam junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna. 

A partida começou com grande movimentação dos dois times, sendo que o primeiro lance mais agudo foi do time visitante, aos 6 minutos, numa penetração em diagonal do lateral Lucas, que arrematou de primeira uma bola cruzada da meia direita em cobrança de falta. A resposta do "Mandi" foi dada em seguida, aos 8 minutos, através de uma cabeçada de Jhonis que foi milagrosamente defendida pelo goleiro Willian. Algumas pessoas acharam que a bola teria ultrapassado a linha fatal. Pela minha posição, não foi possível ter essa certeza. De qualquer forma foi um lance que levantou a torcida local.


Cabeçada do atacante mogiano defendida pelo goleiro visitante. Foto: Orlando Lacanna.

A partir do décimo minuto, o Guaçuano tomou conta da partida e passou a exercer um domínio quase que absoluto, empurrando o time de Mococa para o seu campo de defesa. Apesar do domínio, o time da casa mostrava dificuldades em arquitetar jogadas ofensivas mais perigosas, por conta do excesso de afobação. Somente aos 31 e 35 minutos, o Guaçuano chegou perto de abrir a contagem, através de duas jogadas do bom lateral direito Robison, sendo que em ambas, o goleiro mocoquense salvou a pátria.


Jogada ofensiva do Guaçuano pelo lado direito do seu ataque. Foto: Orlando Lacanna. 

Mesmo acuado no seu campo de defesa, o Radium deu uma escapada perigosa, aos 37 minutos, por intermédio do veterano atacante Caconde ao aproveitar uma bobeada do zagueiro Too, mas o goleiro Evandro saiu corajosamente e praticou a defesa. 

Nos últimos cinco minutos, os anfitriões quase inauguraram o marcador em duas boas oportunidades, sendo a primeira aos 41 minutos, numa cobrança de falta de Robison, que acabou exigindo mais uma boa defesa do goleiro Willian. Aos 45 minutos, foi a vez do zagueiro Too levar perigo à meta do Radium, numa cabeçada frontal que saiu por cima do travessão. Como as oportunidades não foram aproveitadas, o primeiro tempo terminou empatado sem abertura de contagem.


Defesa espetacular de Willian desviando para escanteio cobrança de falta de Robison. Foto: Orlando Lacanna.


Agora a cabeçada do zagueiro Too que passou muito perto. Foto: Orlando Lacanna. 

Durante o intervalo, deixei o gramado e fui me acomodar em uma das cabines de imprensa e lá de cima vi um Guaçuano indo para cima desde o primeiro minuto, visando chegar ao seu primeiro gol. Da mesma forma que aconteceu na etapa inicial, a pressa continuava atrapalhando os planos do ataque mogiano.


Chance incrível desperdiçada pelo Guaçuano na etapa final. Foto: Orlando Lacanna. 

Aos 25 minutos, o Guaçuano chegou mais uma vez com perigo, agora através do atacante Kesley, mas, para variar, a chance foi embora. Um minuto após, o Radium assustou, numa rápida escapada pela esquerda do meia Adam, que mandou um foguete com a bola raspando o poste direito da meta guarnecida por Evandro.

Na marca dos 30 minutos, finalmente saiu o gol do Guaçuano, anotado por Robison numa cobrança de pênalti com muito estilo. Um minuto depois, o atleta Moisés do Radium foi expulso por ter recebido o segundo cartão amarelo, tornando a missão do seu time ainda mais complicada.


Cobrança de pênalti que resultou no primeiro gol do Guaçuano. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos quinze minutos, a partida ganhou em dramaticidade, uma vez que o Radium foi com tudo para o ataque, até porque perdido por um perdido por mil. Nesse contexto, surgiram jogadas perigosas dos dois ataques, sendo que nos acréscimos, o camisa 15 Helton do Guaçuano anotou o segundo gol do "Mandi", levando aos torcedores locais a certeza da classificação. 


Bola estufando a rede mocoquense no segundo gol do Guaçuano. Foto: Orlando Lacanna.

Partida encerrada com o placar mostrando Guaçuano 2 - 0 Radium, resultado que classificou o time da casa para a segunda fase da competição, que será disputada por 24 agremiações divididas em 6 grupos de 4 equipes cada. O time de Mogi Guaçu fará parte do Grupo 12 ao lado de Mauaense, Votuporanguense e Olé Brasil. As partidas serão de ida e volta e avançarão para a terceira fase as duas melhores classificadas de cada grupo. Com relação ao Radium, fica para o próximo ano a tentativa de conseguir uma melhor campanha.

Fim de jogo e início de mais uma viagem de retorno para São Paulo com o objetivo de aproveitar o resto do domingo num merecido descanso. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário