Procure no JP

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Despedida melancólica da Portuguesa na Série B 2009

Opa,

Chegou ao fim o Campeonato Brasileiro da Série B 2009! E a despedida dos fantásticos jogos no Estádio do Canindé aconteceu na sexta-feira passada com a partida Portuguesa x Campinense. Um verdadeiro amistoso que reuniu um time que não conseguiu o acesso á Série A e outro que foi rebaixado para a Série C em 2010. Resumindo: prato cheio para um estádio vazio!


Times da Portuguesa e Campinense perfilados para o Hino Nacional Brasileiro no Canindé. Foto: Fernando Martinez.

Saí de casa com o tempo fechado e as nuvens anunciando um temporal que estava por vir, mas mesmo assim fui ver esse jogo, pois para mim era imperdível ver o time de Campina Grande jogar sua última partida na Série B na cidade de São Paulo, algo que não acontecia desde os tempos mais remotos. Mas foi descer na Estação Armênia do metrô que vi que seria uma noite complicada. Um verdadeiro dilúvio e chuva para todos os lados.

Esperei um pouco e como a tempestade deu uma amenizada, fui com meu guarda-chuva quebrado a pé até o Canindé. Chegando na casa rubro-verde, já senti que seria uma partida para poucas testemunhas mesmo, apenas um reflexo da decepção da torcida lusitana pela permanência do time na Série B em 2010. Entrei no estádio e menos de 100 torcedores estavam por lá.


Duas imagens do vazio e molhado Canindé para a despedida rubro-verde da Série B 2009. Fotos: Fernando Martinez.

Dá para entender a torcida rubro-verde, pois a Portuguesa teve muitas, mas muitas chances de garantir a sua vaga na elite nacional no ano que vem, mas jogou quase todas no lixo. Contra os times que conquistaram o acesso à Série A (Vasco, Guarani, Ceará e Atlético/GO) a Lusa ganhou seis vezes e perdeu apenas duas. Um bom aproveitamento que deixaria o time credenciado ao acesso, mas justamente com as equipes piores colocadas na tabela foi como a Lusa perdeu a vaga no G4.


Detalhe da chuva que não parou de cair por um minuto sequer e a torcida xingando a diretoria sem parar. Fotos: Fernando Martinez.


Chegada da Portuguesa pela esquerda do seu ataque. Foto: Fernando Martinez.

Contra os rebaixados à Série C - Juventude, Fortaleza, ABC e Campinense - a Portuguesa venceu apenas três confrontos, empatou dois e perdeu outros três. A equipe "conseguiu" perder duas vezes para o Juventude e empatar duas vezes contra o Campinense. Os quatro pontos perdidos contra o time de Campina Grande poderiam ter garantido o acesso.

Isso sem falar que a Lusa fez o favor de perder os dois jogos contra o fraco Brasiliense, ganhou apenas um ponto contra o limitado Duque de Caxias e ainda conseguiu perder em casa para o Vila Nova/GO (o jogo da porrada) e Ipatinga e tomou uma goleada de 4x0 fora dos seus domínios contra o sempre ameaçado América de Natal. Resultados pífios para um time que quer estar na elite do seu país.


Chute forte para boa defesa do goleiro do Campinense. Foto: Fernando Martinez.

O horário noturno, a chuva, o trânsito caótico em São Paulo, somados a esse sem-número de decepções são então os motivos do péssimo público no jogo contra o Campinense. Isso mostra que mesmo em campeonatos "não perdidos", podemos sim ter "jogos perdidos". Bom, e o jogo foi o que menos interessava aos abnegados torcedores lusitanos que estavam por lá. A torcida preferiu ficar maniifestando sua indignação contra a diretoria do time ao invés de acompanhar a despedida lamentável da equipe em 2009.


No final a Lusa tentou, mas o empate na despedida já estava decretado. Foto: Fernando Martinez.

E a partida foi bem fraca mesmo, digna de coletâneas de piores momentos em alguma matéria de TV. O time rubro-verde ainda fez 1x0 no primeiro tempo com a ajuda do goleirao do Campinense, mas o time paraibano, jogando heroicamente, empatou a peleja na segunda etapa, deixando tudo igual no marcador.

Final de jogo: Portuguesa 1-1 Campinense. Tirando todos os fatos que enumerei antes, se a Lusa tivesse vencido esse jogo e o jogo contra o Duque de Caxias (suas duas últimas partidas no Canindé), a equipe teria conseguido o acesso, já que o Atlético/GO perdeu seu último jogo contra o Bahia no Serra Dourada. Bom, mas agora não adianta lamentar, e tudo fica para 2010, quando veremos o ASA, Icasa, Guaratinguetá, Sport, Náutico desfilando no estádio paulistano.

E debaixo da chuva que insistia em cair, voltei para meu doce lar descansar depois de tanta chuva na cabeça...

Até mais!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário