Procure no JP

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

China conquista o 3º lugar no Torneio Cidade de São Paulo

Fala pessoal!

Para fechar o ano esportivo e de coberturas aqui no JOGOS PERDIDOS nesse difícil ano de 2009 estivemos no último domingo no Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. Tudo para acompanhar a definição do Torneio Internacional de Futebol Feminino na sua quarta e última rodada dupla. As primeiras emoções do dia foram na decisão de 3º e 4º lugares entre as seleções da China e do Chile.

O calor contrastou com a rodada dupla que acompanhei no domingo anterior, quando as mesmas seleções se enfrentaram num clima muito frio. Mas lá estava eu firme e forte nas arquibancadas verdes do Pacaembu junto com o Mílton para ver esse jogo. E o Orlando deu as caras em mais uma final para trazer fotos exclusivas das duas partidas de dentro do campo. E seguem agora as fotos oficiais dos times na decisão de 3º e 4º lugares:


Seleção da China. Foto: Orlando Lacanna.


Seleção do Chile. Foto: Orlando Lacanna.


As capitãs das duas seleções junto com a árbitra Edilar Maria Ferreira e as auxiliares Patrícia Carla de Oliveira e Marcela de Almeida Silva. Foto: Orlando Lacanna.


Troféus para os três primeiros lugares da competição. Foto: Orlando Lacanna.

Nessa partida, a China buscava pelo menos a conquista da terceira colocação, mas sem dúvida a seleção oriental foi a decepção na competição. O time é o atual 13º colocado no Ranking FIFA de Seleções Femininas. E ter perdido na primeira fase para as mesmas chilenas, que são as atuais 48º colocadas no mesmo ranking, foi decisivo para que a equipe perdesse a vaga na grande final. Para as chilenas, que montaram a seleção feminina há pouco tempo, tudo seria um grande aprendizado.


Atacante chinesa sofrendo marcação de atleta da seleção chilena. Foto: Orlando Lacanna.

E buscando desde os primeiros minutos devolver a derrota por 1x0 no domingo anterior, as chinesas foram com tudo pra cima da defesa chilena procurando o primeiro gol. Aos 22 minutos então a jogadora Ma Xiaoxu arriscou um chute do bico da área e acabou encobrindo a ótima goleira Claudia Christiane. Na comemoração, ao invés da atleta oriental comemorar, me pareceu que ela se lamentou pelo gol. Estranho...


A bola viajando depois de chute da jogadora Ma Xiaoxu pela direita... Foto: Orlando Lacanna.


... foi parar dentro das redes da goleira Claudia Christiane. China 1x0. Foto: Orlando Lacanna.

Na saída de bola, a única chance chilena no primeiro tempo, mas a goleira chinesa fez boa defesa. Durante o restante da primeira etapa as orientais continuaram bombardeando o gol adversário, mas não conseguiram ampliar o marcador. Muito pela péssima pontaria das suas atacantes, algo que já tinha sido fatal no primeiro jogo entre as duas seleções. E as seleções foram para o vestiário no intervalo com a vantagem mínima da China.


A goleira Claudia Christiane fazendo um poli-chinelo dentro da sua área em ataque chinês. Foto: Orlando Lacanna.


Chegada do time asiático pela esquerda do ataque. Foto: Orlando Lacanna.

Nesse intervalo eu sofri muito para encontrar um vendedor de água nas quentes arquibancadas do Pacaembu (o que acabou não acontecendo). Um bafo de calor subia do concreto e deixava a temperatura ainda mais elevada mesmo na sombra. E ficava com mais calor ainda quando via a seleção chinesa jogar de camisas de manga comprida. Arrepiava só de imaginar alguém de blusa comprida naquele sol.


A goleira chilena defendendo chute perigoso do time adversário. Foto: Orlando Lacanna.


Começo de jogada da China ainda no campo de defesa. Foto: Fernando Martinez.

E o segundo tempo então começou com o Chile tentando surpreender as chinesas em ataques rápidos pelas laterais do campo. A chance mais clara foi num chute da entrada da área que acabou encobrindo a goleira da China. A torcida no Pacaembu, claramente torcendo pelas sul-americanas, vibrou bastante com o lance. Mas não demorou para que a seleção oriental voltasse a dominar a partida.


Boa chegada da seleção chinesa no segundo tempo de partida. Foto: Orlando Lacanna.

Mas a inoperância do ataque chinês voltou a assombrar a equipe. O time estaria na final caso não tivesse perdido tantos gols durante toda a competição. E quando as atacantes não chutavam para fora, a goleira chilena Claudia Christiane, que tem nome digno de atrizes italianas dos anos 60, fez muitas intervenções importantes, aparecendo como um dos destaques da sua seleção no torneio. Mas aos 32 minutos finalmente o time asiático chegou ao segundo gol, com a atacante Ma Xiaoxu completando cruzamento da esquerda.


Visão geral de ataque chileno no final da partida. Foto: Fernando Martinez.

Daí até o apito final de jogo mais gols perdidos pela China e o terceiro lugar garantido. Final de jogo: China 2-0 Chile. Mesmo com essa vitória, a campanha asiática deixou bastante a desejar, e após o jogo o técnico da equipe confirmou que o time precisa urgentemente voltar a se concentrar mais nas partidas caso queira voltar ao estágio natural do time, sempre disputando títulos. Já para o Chile, que teve sua primeira vitória na história justamente contra as chinesas, o aprendizado foi enorme, e a expectativa é que o time melhore ainda mais em breve.


Atletas chinesas recebendo a medalha de bronze, em cerimônia que aconteceu após a Final do torneio. Foto: Orlando Lacanna.


Agora a capitã da equipe levantando o troféu pela terceira colocação. Foto: Orlando Lacanna.

Terceiro lugar definido e agora era a hora da grande final do torneio, para o enorme público no Pacaembu. Mas isso é assunto para outro post.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário