Procure no JP

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Uma Volta ao Passado, volume 19: CER Descalvadense (Descalvado/SP)

CER DESCALVADENSE


Escudo da CER Descalvadense, em imagem da entrada do clube. Foto: Fernando Martinez.

Fala pessoal!

Nas viagens do JOGOS PERDIDOS no último mês de janeiro, tivemos o prazer de esticar uma rodada da Copa São Paulo de Juniores e visitar a bela cidade de Descalvado, situada a 244 km de São Paulo. Lá fomos procurar informações do Clube Esportivo e Recreativo Descalvadense, que está afastado de disputas profissionais no estado de São Paulo desde 1986.


JP chegando em Descalvado e, obviamente, fazendo a imagem da entrada a cidade. Foto: Fernando Martinez. [290411]


Entrada do clube, que fica pertinho do centro da cidade de Descalvado. Foto: Estevan Mazzuia.

Fomos muito bem recebidos pelo pessoal do Descalvadense, e depois de muitas conversas e lembranças da história gloriosa da equipe, fomos autorizados a visitar o belíssimo clube. Com certeza ficamos surpreendidos e maravilhados pelas instalações tão incomuns pelas nossas viagens.


Bela entrada para a parte social do clube. Foto: Estevan Mazzuia.


Galeria dos presidentes do Descalvadense por toda a sua história. Foto: Estevan Mazzuia.

Agora, contando um pouco da história do clube, o time foi fundado no ano de 1941 e começou a disputar campeonatos profissionais da FPF no ano de 1975. Por mais cinco vezes o time disputou campeonatos e o último ano que jogou foi em 1986. E justamente nesse ano ele foi o campeão da terceira divisão. A final foi disputada contra a Santacruzense, e mesmo com o título, o time acabou se afastando do profissionalismo ao final da temporada. A campanha do título? Foram 28 jogos, 14 vitórias, 11 empates 3 apenas 3 derrotas. O CERD marcou 54 gols e sofreu 21.


Time posado do Descalvadense nos anos 60. Reprodução: Fernando Martinez.


Time posado no ano de 1974, em jogo amistoso contra o Millionarios, que era uma equipe com veteranos que rodava o interior do país com grandes jogos. Reprodução: Fernando Martinez.


Poster oficial da equipe do Descalvadense campeã paulista da terceira divisão em 1986. Reprodução: Fernando Martinez. [290411]


Sala de troféus com inúmeras conquistas do clube por toda a sua história. Foto: Estevan Mazzuia.

Ao entrarmos no clube, pudemos verificar que eles tem uma estrutura de causar inveja a clubes de todo o estado, inclusive da capital. Salas de jogos, cantina, piscinas, quadras de tênis, campos de bocha, salão de festas, churrasqueira, ginásio... tudo no mais perfeito estado de conservação. O clube conta com cerca de 3 mil associados pagando em dia suas mensalidades, o que leva o clube a se manter de forma exemplar.


Piscinas do Descalvadense. Foto: Estevan Mazzuia.


Belo ginásio poli esportivo do clube. Fotos: Estevan Mazzuia.


Pessoal do JOGOS PERDIDOS disputando uma melhor-de-três de truco na confortável sala de carteado do Descalvadense. Foto: Mesa do outro lado. [290411]

Depois de andar por todo o clube, foi a vez de entrarmos no nosso sonho de consumo: o Estádio Felisberto Bortoletto. O estádio, particular, é palco de todos os jogos do time do Descalvadense, desde os tempos de profissionalismo.


Entrada monumental do Estádio Felisberto Bortoletto, na cidade de Descalvado. Foto: Estevan Mazzuia.


Vista das arquibancadas do estádio, logo após entrarmos no campo de jogo. Foto: Estevan Mazzuia.

Também para a nossa surpresa, o estádio está em ótimas condições, com um belo gramado e instalações bem conservadas. Agora era a vez de perguntarmos qual é a possibilidade do time voltar ao profissionalismo. Como inúmeras equipes pelo nosso interior, o time tem intenção e adoraria voltar a desfilar pelos gramados, mas falta patrocínio. Nenhuma empresa da região tem interesse em investir no futebol, e isso fica difícil.


Banco de reservas e detalhe das arquibancadas do estádio. Foto: Estevan Mazzuia.


Cabines de imprensa do estádio. Foto: Estevan Mazzuia.


Placar do Estádio Feslisberto Bortoletto. Fotos: Estevan Mazzuia.

Mais uma vez torcemos para que alguma empresa ou empresário da região possa investir no futebol do Descalvadense. Um clube desse porte não pode ficar fora do futebol, de forma alguma.


Das cabines de imprensa, essa é a bela visão do estádio. Foto: Estevan Mazzuia.


Agora o lado direito do estádio, muito bem conservado e com o gramado em perfeitas condições. Foto: Estevan Mazzuia.

Saímos do CER Descalvadense torcendo para que um dia possamos ver o time pelos gramados. Logo mais tem mais "Volta ao Passado", resgatando mais clubes do nosso interior.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário