Procure no JP

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2007

JP em Santa Cruz do Rio Pardo em pleno Carnaval

Olá,

Aproveitando o feriadão do Carnaval, segui mais uma vez em direção ao oeste de São Paulo para passar alguns dias no sítio de familiares na região de Assis. Mesmo com a idéia de descansar, não deu para deixar o futebol de lado e, acabei dando uma esticadela básica de 100 km até a cidade de Santa Cruz do Rio Pardo, no Estádio Leonidas Camarinha para acompanhar ao bom jogo AE Santacruzense x EC XV de Novembro de Piracicaba, em mais uma partida do Campeonato Paulista da Série A3.


Fachada do Estádio Leônidas Camarinha, na cidade de Santa cruz do Rio Pardo. Foto: Orlando Lacanna.

Esse jogo teve um significado especial para o JOGOS PERDIDOS, pois foi a primeira vez que apresentamos uma partida realizada em Santa Cruz do Rio Pardo e, para começar apresento os participantes e o quarteto de arbitragem nas fotos EXCLUSIVAS abaixo:


AE Santacruzense - Santa Cruz do Rio Pardo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


EC XV de Novembro - Piracicaba/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem com o árbitro José Cláudio Rocha Filho, os auxiliares Marcelo Pereira de Lima e Fernanda Regina Nunes e o quarto árbitro Gílson Luiz Júnior. Foto: Orlando Lacanna.

Como tem sido rotina nesse início de ano, a partida começou sob forte calor com um mormaço incrível, que dava a impressão que as pessoas estavam derretendo. Não foi mole. Mesmo com essas dificuldades, o jogo começou bem animado e, logo aos 4 minutos foi marcado pênalti a favor do time da casa, que foi convertido pelo bom meio-campista Silas.


Grande defesa do goleiro da Santacruzense no primeiro tempo de partida. Foto: Orlando Lacanna.

O XV em desvantagem tratou logo de procurar igualar as coisas, indo com tudo para o ataque, porém esbarrava na boa atuação do setor defensivo do Tricolor de Santa Cruz. Nessa etapa as jogadas foram disputadas com muita vontade e em alguns momentos o bicho pegou com início de discussão e empurra-empurra, mas tudo acabou em paz e o placar ficou mesmo no 1 a 0 para a Santacruzense.


Mais um ataque do XV de Piracicaba no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Depois de consumir quase um litro de tubaina e encharcar um lenço de tanto suar, tratei de me acomodar num local mais ameno para acompanhar o segundo tempo, pois era impossível permanecer no gramado.


Disputa de bola entre jogadores da Santacruzense e do XV de Piracicaba. Foto: Orlando Lacanna.

Na etapa final, a toada do jogo foi a mesma, ou seja, o XV tentava de todas as maneiras atacar e a Santacruzense só saindo na boa e, numa jogada individual pela meia direita, o atacante Daniel, aos 28 minutos marcou o segundo gol tricolor. O Nho-Quim, mesmo não fazendo uma boa partida, continuou insistindo, mas aí apareceu o bom goleiro Neto que praticou pelo menos duas excelentes defesas, impedindo o gol quinzista.


No segundo tempo, o XV ainda insistia na marcação do seu gol. Foto: Orlando Lacanna.

De tanto insistir, finalmente aos 48 minutos, Rodrigo Hote conseguiu mandar a bola para o fundo da rede do time da casa, depois de uma jogada confusa dentro da pequena área. Quem esperava que tudo terminasse por aí se enganou, pois ainda teríamos mais emoções, quando o XV conseguiu marcar novamente, porém a assistente, de forma correta, marcou impedimento e o gol não foi validado, gerando muitas reclamações por parte do pessoal de Piracicaba.


Desespero e nova tentativa de empate no final da partida para os visitantes. Foto: Orlando Lacanna.

Fim de jogo com o placar Santacruzense 2 - 1 XV de Piracicaba que não alterou a boa colocação do XV rumo à classificação à segunda fase e que deu novo alento à Santacruzense, agora sob direção do técnico Carlos Alberto Seixas ex-atacante do Palmeiras. Foi um bom jogo, mas o XV ficou devendo uma melhor apresentação.

Após o encerramento da partida, comecei a viagem de retorno a Assis e aí, o carro que eu estava utilizando resolveu não colaborar e me deixou na estrada até aparecer um socorro que me levou até um posto e lá fiquei por mais de três horas aguardando um guincho. Apesar desse contra tempo, valeu muito a pena ter ido até Santa Cruz, pois tive a oportunidade de rever uma bela cidade e um estádio cheio de história e tradição.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário