Procure no JP

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Corinthians empata com o Flu e mantém a série invicta no sub-20

Texto e fotos: Fernando Martinez


Na tarde de terça-feira rolou outra cobertura do Jogos Perdidos no Campeonato Brasileiro sub-20. Fui novamente ao Estádio Alfredo Schurig conferir meu quinto Corinthians x Fluminense em todos os tempos, o primeiro desde 2004 no geral e desde 1999 (!) na antiga categoria de juniores. A peleja foi válida pela oitava rodada da fase inicial.

O início da campanha corintiana no nacional foi um horror com direito a duas surras históricas na Fazendinha: 0x4 contra o Atlético Mineiro e 0x6 (!) contra o Vasco. Após um empate milagroso contra o São Paulo, duas vitórias contra equipes de Minas Gerais: 3x0 no América (com presença do JP) e 3x2 no Cruzeiro. A esperança era que a rapaziada mosqueteira pudesse engatar a terceira marcha.


Quarteto de arbitragem e capitães de Corinthians e Flu

O Flu talvez fosse um adversário sob medida para que a série invicta fosse mantida, já que estava em 12º lugar, apenas uma posição acima do alvinegro. O que aconteceu após os 90 minutos foi um jogo movimentado e com um resultado que não foi bom para os dois. O Flu começou melhor e aos cinco minutos ficou em vantagem quando o zagueiro Belezi falhou e Yago fez.

Quem achou que os locais sentiriam o golpe se enganou. Aos nove minutos Thiago deu rebote em falta de Reginaldo e Belezi mandou na trave. Aos 12 Riquelme finalizou por cima do gol e aos 13 o empate saiu dos pés de Léo Maná. O 1x1 não sossegou a molecada da casa e a virada não saiu por detalhe. Reginaldo cabeceou bem aos 24, Thiago fez ótima defesa em tiro de Keven aos 27 e novamente o arqueiro visitante trabalhou em conclusão de Reginaldo aos 31. O Flu teve apenas um bom momento, aos 40, em intervenção precisa de Alan Gobetti em chute de Nathan.



A partida entre Corinthians e Fluminense começou animada na Fazendinha


Detalhe do gol de empate de Léo Maná aos 13 do tempo inicial




Mais três momentos dos primeiros 45 minutos do duelo entre paulistas e cariocas

O Fluminense acordou na etapa final e foi ele quem chegou perto do segundo tento. O time de Diogo Siston foi dominado e só não saiu de campo com derrota por sorte. Bom, não que o tricolor tenha sido brilhante, mas foram mais lúcidos. No período entre os 27 e 29 minutos o clube do Rio de Janeiro criou três ótimos lances. Primeiro foi Gabryel Martins que acertou a trave, depois Nathan arriscou de longe e a bola passou perto. Gabryel quase marcou na sequência e Reginaldo salvou a pátria corintiana.






No tempo final, o Fluminense foi melhor e o Corinthians por pouco não sai de campo com nova derrota

Alan Gobetti ainda mostrou serviço aos 40 com a defesa que garantiu em definitivo o ponto aos donos da casa. O Corinthians 1-1 Fluminense fez o tricolor subir ao 10º lugar e o mosqueteiro cair ao 14º. Pode soar precipitado, porém o grande título alvinegro nesse Brasileiro sub-20 será se classificar para as quartas, algo improvável atualmente. Pelo menos chegaram ao quarto compromisso sem derrota.

Voltei correndo ao QG da Zona Oeste dar uma descansada rápida antes da madrugada olímpica. O meu horário de funcionamento está praticamente alinhado com o horário de Tóquio. Quando tudo acabar vai ser um inferno voltar ao normal. Na quinta pretendo voltar ao Parque São Jorge, dessa vez com o Brasileiro de Aspirantes.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: Corinthians 1x1 Fluminense

Local: Estádio Alfredo Schürig (São Paulo); Árbitro: Daiane Caroline dos Santos/SP; Público e renda: Portões fechados; Cartões amarelos: Riquelme, Nathan, João Vítor; Gols: Yago 6 e Léo Maná 13 do 1º.
Corinthians: Alan Gobetti; Léo Maná (Júlio), Lucas Belezi, Robert Renan e Reginaldo; Luís Mandaca, Ryan, Riquelme (Rodrigo Daniel) e Matheus Araújo (Guilherme Biro); Cauê (Anderson) e Keven (Juan David). Técnico: Diogo Siston.
Fluminense: Thiago; João Vítor (Denis), Felipe, Damaceno e Marcos Pedro; Nathan, Miguel Vinícius (Abner), Yago (Lira) e Edinho (Alexsander); Luan Brito (Ewethon) e Gabryel Martins. Técnico: Eduardo Oliveira.
._________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário