Procure no JP

terça-feira, 20 de julho de 2021

Vasco segura a vantagem e elimina o Palmeiras do Brasileiro sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


Na tarde de sexta-feira segui com a semana especial do meu aniversário e, agora um pouco mais velho, vi um dos melhores jogos dos últimos tempos. Levei minha carteirinha de sócio do Allianz Parque para o duelo de volta entre Palmeiras e Vasco da Gama nas quartas-de-final do Campeonato Brasileiro sub-17. Hora de decidir qual dos dois estaria na semifinal.

Os dois fizeram campanhas parecidas na primeira fase. O alviverde ficou em segundo no Grupo A com 22 pontos ganhos e o alvinegro com terceiro do B com 20. Jogando no Rio de Janeiro, o clube carioca fez 2x1 e veio à capital paulista precisando de um empate maroto para se garantir entre os quatro melhores. A peleja foi acima da média e deu gosto de ver a molecada em campo.


A foto oficial do quarteto de arbitragem e dos capitães de Palmeiras e Vasco

A partida não começou assim uma beleza e os 20 minutos iniciais foram de bastante equilíbrio. Depois desse período, aí sim pegou no breu. No primeiro lance de perigo, os locais abriram o marcador. Ewandro passou até Giovani, este dividiu com a defesa e a pelota sobrou para Daniel. O camisa 7 soltou o pé e fez 1x0. Nem teve como comemorar direito, pois na saída de bola o Vasco deixou tudo igual com cruzamento de Erick Marcus e gol de Paixão, mais conhecido como Passion no Reino Unido.

Com o 1x1, só deu Vasco. O escrete da Colina enfileirou bons momentos com Estrella, brilhando gloriosamente no gramado sintético na cancha paulistana, Barros e Paixão. Aos 45, em levantamento na área local, GB, que foi um estado até 1975, cabeceou e Kauã meteu a mão na bola. Pênalti. Erick Marcus cobrou um field goal e mandou nas cadeiras do Allianz. Aquele tipo de chance que não se pode perder.




As equipes sub-17 de Palmeiras e Vasco da Gama fizeram um dos melhores jogos que acompanhei in loco na atual temporada


Bola sendo esticada até Daniel na direita no lance do primeiro gol palmeirense



Momento do pênalti marcado para o Vasco no final do primeiro tempo e Erick Marcus mandando a cobrança na arquibancada. O Vasco poderia ter chegado ao intervalo com vantagem

O tempo inicial foi bom, porém o final conseguiu ser ainda melhor. Na primeira metade, domínio total do Palmeiras. Aos 12 minutos o arqueiro vascaíno fez um milagre real em tiro à queima-roupa de Daniel. Ele tentou de novo aos 17 e o chute foi travado pela zaga. No lance seguinte, Endrick meteu uma bicuda na trave. Aos 25 Giovani cruzou e o defensor visitante cometeu penalidade máxima em outro toque de mão dentro da área. Daniel bateu com estilo e recolocou os paulistas em vantagem.

É, só que o dia não era alviverde. Assim como no 1x1, o Vasco deixou de novo tudo igual logo em seguida. Hygor escapou pela direita e levantou. Mota bateu de chapa e fez o segundo tento carioca. O Palmeiras sentiu o empate e quase levou a virada aos 34 com grande chute cruzado de Paulinho. O Vasco continuou assustando nos contra-ataques se aproveitando do enorme buraco na defesa paulista. Ykaro finalizou no travessão aos 38, Addi fez grande defesa aos 45 e aos 50 Jerônimo ficou cara-a-cara com o arqueiro da casa, também desperdiçando de forma bizarra.



O tempo final começou com o Palmeiras na busca do segundo gol


Daniel, o melhor atleta local na partida, recolocou o alviverde em vantagem em pênalti bem batido


Assim como no primeiro gol, o Palmeiras nem teve tempo de comemorar, pois na saída de bola tomou o segundo com Mota. O lance foi tão rápido que nem deu tempo de colocar o zoom



Apesar do Palmeiras precisar do gol, quem chegou mais perto de marcar o terceiro foi o Vasco. Nos minutos finais, o escrete carioca perdeu momentos incríveis para conquistar a vitória

O Palmeiras 2-2 Vasco da Gama mostrou que essa poderia ter sido a decisão do Brasileiro sub-17 sem problemas. Os times que chegaram na fase decisiva estão mostrando um futebol de alto nível. O alviverde cai nas quartas pelo terceiro ano seguido, enquanto o clube de São Januário agora pega o Cruzeiro. Na outra semi estão Flamengo e São Paulo. Da minha parte, fiquei feliz por ter visto uma partida boa após o horroroso 0x0 entre Santos e Grêmio no meu aniversário.



De um lado a frustratção palmeirense. Do outro, a alegria vascaína. O time do Rio de Janeiro está na semifinal do Brasileiro sub-17

No sábado teve nova cobertura em mais uma apresentação lusitana na Série D do Brasileiro. Hora da equipe rubro-verde buscar a reabilitação.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: Palmeiras 2x2 Vasco da Gama

Local: Allianz Parque (São Paulo); Árbitro: Matheus Delgado Candançan/SP; Público e renda: Portões fechados; Cartões amarelos: Mina, Léo, Kauá Oliveira, Paixão, Mota, Lecce (V); Gols: Daniel 20 e Paixão 21 do 1º, Daniel (pênalti) 25 e Mota 26 do 2º.
Palmeiras: Addi; Kauá Oliveira (Léo), Mina (Endrick) e Gabriel Vareta; Allan (Jean Carlos), Jota (Figueiredo), Luiz Freitas e Ewandro (Robert Dias); Giovani, Thalys (Wendell) e Daniel. Técnico: Artur Itiro.
Vasco da Gama: Allan; Paulinho, Victão (Lyncon), Roger e Kauã Lucas; Barros (Jerônimo), Paixão (Ykaro), Ray (Hygor) e Erick Marcus (JP); GB e Estrella (Mota). Técnico: Igor Guerra.
._________________________

Um comentário:

  1. Oi! Encontrei um jogo valioso de futebol.
    São Paulo contra Palmeiras.
    Jogador famoso Rivaldo,Roberto Carlos,Juninho Paulista.
    https://youtu.be/GMKAPCQ-zEs

    ResponderExcluir