Procure no JP

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

JP no XXV Torneio Sul-Brasileiro: Inter humilha o Boa Vista e dá o título ao Flamengo

Opa, 

Ainda no Estádio Distrital Taperinha, fechamos a sequência de jogos do final de semana passado com a última partida válida pelo XXV Torneio Sul-Brasileiro. Depois da boa vitória rubro-negra na preliminar, foi a vez de Boa Vista e Internacional entrarem em campo para a esperada definição do campeão do certame. 

O time paranaense não tinha mais chances de ficar com a taça. Já o Boa Vista precisava de uma vitória por três gols de diferença para ser campeão. Com dois, também conseguiria o caneco desde que o placar fosse de 3x1, 4x2 e daí em diante. A torcida local confiava numa boa apresentação dos seus atletas e compareceu em número razoável apesar da chuva e do frio. 


SA Boa Vista (amador) - Diadema/SP. Foto: Fernando Martinez. 


Internacional EC (amador) - Campo Largo/PR. Foto: Fernando Martinez. 

Apesar da chance concreta do time local ser campeão, o clima antes do jogo era estranho. O Boa Vista se atrasou demais e o Inter ficou um bom tempo dentro de campo esperando a chegada do seu adversário. Após muitos minutos de espera, os atletas chegaram na base da correria e ,já devidamente uniformizados, foram ao gramado para a peleja sem nem se aquecerem direito. 

E após o apito inicial, o clima estranho só aumentou quando o Internacional jogou sozinho durante os primeiros 20 minutos. Antes da segunda virada do ponteiro os paranaenses já tinham chegado perto de abrir o placar por duas vezes. A postura inerte dos paulistas foi castigada severamente, e com 18 minutos o marcador já apontava a vitória parcial do time alvi-negro por 3x0. 


O Boa Vista buscava o título do XXV Torneio Sul-Brasileiro. Mas esqueceu de entrar em campo de verdade. Foto: Fernando Martinez. 

Isso mesmo, precisando vencer para ser campeão, o Boa Vista sofreu três gols e nem o mais fiel torcedor imaginava que uma virada pudesse acontecer após esse banho de água fria. Reginaldo Vital marcou duas vezes, aos 5 e aos 8 minutos, e Pequi ampliou aos 18. Nas três lances, falhas individuais de todos os atletas do setor defensivo do Boa Vista. 


Voo elástico do goleiro paranaense no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez. 

O time local não produzia nada e somente marcou o primeiro gol aos 23 graças a um frangaço do goleiro paranaense Clodoaldo. Júlio César chutou de longe sem pretensão alguma, mas na tentativa de espalmar pela linha de fundo, o arqueiro colocou a bola dentro do próprio gol. 


Marcação forte dos atletas do Internacional. Foto: Fernando Martinez. 

Mas para tristeza da torcida, esse gol não significou uma mudança de postura dentro de campo. Pelo contrário, o Inter continuou muito superior e teve muitas oportunidades para ampliar ainda mais o placar. Na base do lucro para os locais, o time visitante só marcou mais uma vez antes do tempo inicial terminar. Luciano chutou de longe e aproveitou falha do goleiro Celso, que fez péssima partida, e anotou o seu aos 36 minutos. 


Jogador do Inter se preparando para levantar a pelota dentro da área paulista. Foto: Fernando Martinez. 

Com 4x1 contra o Boa Vista e com o título já decidido a favor do time rubro-negro do Rio Grande do Sul, a etapa final começou sonolenta. No ritmo da preguiça, bati uma soneca esperta durante os primeiros minutos sem perder nada de importante. O clima era frio e a peleja estava com parcas emoções. Só após o vigésimo minuto a peleja voltou a ficar mais animada com jogadas de efeito por parte dos atacantes do Inter. 


Zagueiro do time de Diadema tirando a bola de perto da sua área. Foto: Fernando Martinez. 

Pequi, para mim o melhor jogador da equipe paranaense, marcou um golaço aos 24. Ele avançou pela esquerda, deu um chapéu no zagueiro e encobriu com classe o goleiro local para fazer o quinto do Inter. Sem deixar a peteca cair, Marquinhos marcou duas vezes, um aos 38 após grande troca de passes de todo o setor ofensivo e o outro aos 41. 


Chute de longe para o time local. Foto: Fernando Martinez. 

Tomar um inesperado 7x1 em casa deixou a torcida indignada com a baixa qualidade do futebol apresentado pelos donos da casa. Contribuindo com o clima estranho, diretores do time trocaram socos nas arquibancadas... Estranho. Nem o belo gol de Rodiney, que chutou de longe no ângulo esquerdo do goleiro, aos 46 diminuiu a raiva latente do pessoal. 

O resultado final do massacre foi Boa Vista 2-7 Internacional. Esse resultado deu o título do XXV Torneio Sul-Brasileiro para o Flamengo de Bento Gonçalves. O placar foi tão desastroso para a equipe de Diadema que até o segundo lugar foi perdido em virtude da goleada sofrida. No saldo de gols, o onze de Campo Largo ficou com o vice-campeonato. 

Esse foi o décimo título gaúcho na história da competição, contra oito do Paraná e sete de Santa Catarina. Participando regularmente do torneio desde 2006, São Paulo ainda não conquistou nenhuma taça. O maior campeão do certame é o Vila Fanny de Curitiba com cinco conquistas (1989/1991/1992/1993 e 1995), seguido pelo Juventude de Lindóia do Sul/SC com quatro conquistas (1999/2000/2001 e 2002). 


Capitães do Boa Vista e do Olaria/SC levantando os respectivos troféus de terceiro e quarto colocados no torneio. Fotos: Fernando Martinez. 

Em 2013 o torneio será provelmente sediado em Bento Gonçalves e terá a segunda participação consecutiva do Flamengo, que poderá tentar o bi no seu estádio. Boa Vista e Internacional também estarão na edição XXVI do certame, classificados como atuais bi-campeões do Paulista Amador do Estado e da Taça Paraná. O outro participante será o Mãe Luzia (!) de Criciúma, atual campeão catarinense da categoria. 


Comemoração entusiasmada do pessoal do Internacional de Canpo Largo após a conquista do vice. Foto: Fernando Martinez. 


O título ficou para o Flamengo de Bento Gonçalves. Foi a décima conquista dos gaúchos na história do certame. Foto: Fernando Martinez. 

A comemoração foi contida por parte do pessoal do time de Bento Gonçalves, e aconteceu num estádio já totalmente vazio. Destaque para a presença de rádios das três cidades do sul do país, comprovando que o pessoal do Sul dá um grande valor à competição. Já por terras paulistas, a importância que dão é quase nula. Esperamos ver alguma mudança de atitude por parte do pessoal daqui em breve. 


Confraternização entre o pessoal do campeão e do vice no pódio montado pela organização. Foto: Fernando Martinez. 


"Ô Cride, fala pra mãe que o Flamengo foi campeão". Locutor da rádio de Bento Gonçalves falando sobre o título ao vivo com seu poderoso Smartphone Android Cosmic 3.0.2. Foto: Fernando Martinez. 

Após mais de 10 horas de jornada, cansado, com sono e com frio, voltei para casa e não demorou muito para que fosse passear pelo mundo dos sonhos. Esses foram as últimas matérias aqui do JP no mês de novembro, e dezembro será dedicado a caçar jogos que sobraram por aí... Vamos à luta! 

Até a próxima! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário