Procure no JP

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

JP no XXV Torneio Sul-Brasileiro: Olaria/SC e Inter/PR ficam no empate em grande jogo

Opa, 

Final de semana bastante concorrido aqui no Blog do Fern, ops, no JP. Foram cinco partidas vistas in loco e duas entregas de taça, algo raro de acompanhar sem fazer grandes viagens. A nossa cobertura começou no sábado à tarde com duas partidas válidas pelo XXV Campeonato Sul-Brasileiro de Futebol Amador, realizado nesse ano na cidade de Diadema

A competição é disputada pelos campeões amadores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo, e um rodízio entre os quatro estados determina qual será a sede anual. Pela segunda vez na história do certame (a primeira foi em 2008 em Guarulhos e estivemos presentes na última rodada daquele campeonato) o estado de São Paulo recebeu a honra de sediar o quadrangular. 

O campeonato de 2012 reuniu os times campeões em 2011. Além do Boa Vista de Diadema, que se classificou para esse torneio após vencer o amador do estado, também vieram para São Paulo o Flamengo de Bento Gonçalves, campeão gaúcho de amadores, o Olaria de Xanxerê, campeão catarinense de futebol não-profissional adulto, e o Internacional de Campo Largo, campeão da Copa Paraná. 

A sede dos jogos foi o Estádio Distrital da Taperinha, que atualmente não é mais um "estádio drive-in" como conferimos numa visita de 2009. E logo no primeiro jogo, acompanhei o duelo mais esperado pelo que vos escreve. Internacional e Olaria entraram em campo vindos de derrota na estreia. 

Mas por qual motivo esse jogo me interessaria tanto? Simples. Foi o confronto dos dois times que já foram profissionais, ou seja, os dois entraram na minha Lista (agora com 547 equipes) com louvor. O Olaria jogou a segunda divisão estadual em 1998, enquanto a equipe de Campo Largo foi campeã paranaense da quarta divisão (!) em 2001, vencendo o não menos genial Dois Vizinhos nos penais. 

Para não perder nenhum detalhe da rodada, fui cedo para Diadema e no caminho encontrei o amigo Renato. Pegamos o trólebus no Jabaquara e vinte minutos depois já nos encontrávamos nas dependências do estádio distrital. Seguem agora as imagens exclusivas das equipes: 


EC Olaria (amador) - Xanxerê/SC. Foto: Fernando Martinez. 


Internacional EC (amador) - Campo Largo/PR. Foto: Fernando Martinez. 


Capitães das equipes e trio de arbitragem. Foto: Fernando Martinez. 

As duas agremiações haviam sido derrotadas na rodada de estreia. Enquanto o Inter tomou 4x2 para o Flamengo, o "Tijolão do Oeste" perdeu por 3x2, de virada e com um gol nos acréscimos, para o Boa Vista. O revés no segundo jogo acabaria com a chance de título para qualquer um dos dois. 


Zaga do Olaria afastando a bola, no frenético começo de jogo do Inter. Foto: Fernando Martinez. 


Camisa 9 do Inter dando um tempo no futebol e brincando de empinar pipa no gramado do Distrital Taperinha. Foto: Fernando Martinez. 

E para deleite dos torcedores todos puderam curtir um belíssimo jogo de futebol no gramado do Taperinha. Quem tomou conta da peleja nos primeiros 30 minutos foi a equipe paranaense. O Internacional criou ótimas oportunidades e chegou muito perto de abrir o marcador. A pressão era tanta que a equipe acertou dois chutes na trave. O primeiro de Batata aos 10 minutos e o segundo aos 23, com Élton. 


Tentativa de bicicleta que não deu muito certo no ataque da equipe paranaense. Foto: Fernando Martinez. 

Mas no velho esquema "quem não faz, toma", logo no primeiro ataque perigoso do Olaria a equipe catarinense abriu o placar. Após escanteio da direita, Harrison subiu no meio dos zagueiros e cabeceou firme para o fundo das redes. O relógio marcava 30 minutos. 


Exato momento da cabeçada de Harrison no primeiro gol do Olaria. Foto: Fernando Martinez. 

O Internacional sentiu o golpe e o restante da etapa inicial foi de emoções apenas moderadas. No segundo tempo a equipe de Campo Largo colocou a cabeça novamente no lugar e continou a mostrar o bom futebol do começo da peleja. Vimos outra série de oportunidades de gol desperdiçadas. A melhor delas quando Ioiô cabeceou firme e Xuxa, zagueiro do Tijolão do Oeste, salvou em cima da linha. 


"Será que consigo dominar a pelota antes dela sair pela linha de fundo?", pensava o atacante do Internacional. Foto: Fernando Martinez. 

Só que não teve jeito do time catarinense segurar a pressão até o fim. Aos 28 minutos Adriano Chuva conseguiu fazer uma belíssima jogada indivudual, driblou três zagueiros e chutou no ângulo do goleiro Rudi. Buscando os três pontos que deixariam o time ainda vivo no certame, o Inter conseguiu aos 43 minutos a virada na base do sufoco. Quase num replay do gol do Olaria, Emerson escorou de cabeça escanteio vindo da direita. 


Detalhe do gol de empate do time paranaense, em grande jogada individual de Adriano Chuva. Foto: Fernando Martinez. 


Agora o momento exato em que Emerson cabeceava para virar o jogo para a equipe do Paraná. Foto: Fernando Martinez. 

Parecia que a vitória estava assegurada, pois nem esse gol fez com que o Internacional diminuísse o ritmo nos minutos seguintes. Mas a equipe cometeu um único vacilo que acabou se mostrando fatal. No último lance do jogo a zaga de Campo Largo cometeu uma falta boba na lateral. Todo mundo foi para a área, e após o cruzamento, Pereira subiu entre os zagueiros e empatou de novo a contenda. Festa de final de Copa do Mundo para o Olaria. 


Tempestade de areia em grande chance de gol para o Inter. Foto: Fernando Martinez. 


Comemoração do gol de empate do Olaria jogo aos 50 minutos do tempo final. Foto: Fernando Martinez. 

Final de jogo: Olaria/SC 2-2 Internacional/PR. O empate, heroico para o time de Xanxerê e trágico para os paranaenses, fez com que as duas equipes torcessem por um resultado igual na partida de fundo para ainda terem chance de título no domingo. Jogo de fundo que reuniu os dois vencedores da sexta e era bastante aguardado por todo mundo. 

Até lá! 

Fernando

2 comentários:

  1. o que e blog do Fern riscado ? ja tinha lido e não entendi agora voltou ?????

    ResponderExcluir
  2. Caro Anônimo, isso é apenas uma piada. Abraços.

    ResponderExcluir