Procure no JP

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Tigre joga fácil no aquário do Tubarão

Salve, amigos! 

Depois de um bom café da manhã em São Vicente, uma pequena pausa para o almoço em meu QG em santos, e para troca de viaturas. Deixei a número 1 e peguei a número 2, para mais uma vez encarar a balsa e aportar em Antônio Fernandes, para acompanhar o duelo entre a AD Guarujá e o Grêmio Novorizontino, pela terceira rodada da terceira fase da Segundona

Se tive que me contentar com os pequenos de Tanabi, o Tigre entrou oficialmente para a minha lista, que já possuía o antigo, visto num longínquo ano de 1989. Curiosamente, o novo ostenta, na camisa, um mix do distintivo novo com o antigo. O formato é idêntico, mas a data de fundação é nova, e só lemos "Grêmio Novorizontino", sem a alcunha “Esportivo” no nome. 


AD Guarujá - Guarujá/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


Grêmio Novorizontino - Novo Horizonte/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


Arbitragem, comandada por Luciano Monteiro dos Santos, auxiliado por Vítor Carmona Metestaine e David Botelho Barbosa, com os capitães Luizinho (ADG) e Fabiano (GN). Foto: Estevan Mazzuia. 

Embalado pela vitória de meio de semana, a Desportiva esteve confiante em outra vitória por exatos 9 minutos, tempo suficiente para o Grêmio abrir o marcador. Barroso fez fata dentro da área e Ceará converteu a penalidade. 


Detalhe do primeiro gol novorizontino. Foto: Estevan Mazzuia. 

Durante a primeira metade da etapa inicial o Tigre dominou amplamente a partida, estando melhor posicionado em campo, apresentando um envolvente toque de bola, e administrando a vantagem com tranqüilidade. 


Mais uma agradável tarde invernal de muito sol na Baixada. Foto: Estevan Mazzuia. 

Visivelmente nervosa, a ADG mal conseguia passar do meio de campo e, quando o fazia, desperdiçava as oportunidades com chutes de longa distância e sem direção. 


Jogo muito disputado em Antônio Fernandes. Foto: Estevan Mazzuia. 

Detalhe: no sorteio inicial, como de praxe, o Tubarão optou pelo lado do campo próximo ao morro, para evitar o sol baixo na segunda etapa e, de quebra, se aproveitar do vento. Não deu certo, e o time foi para os vestiários com a derrota pelo placar mínimo. 


Visão panorâmica da partida. Foto: Estevan Mazzuia. 

Aproveitei o intervalo pra trocar uma ideia com o Isaías Jr., da Rádio Amizade de Novo Horizonte. Fica a dica pra quem quiser acompanhar as transmissões das partidas do Grêmio: é só entrar no site da rádio, www.rarioamizadefm.com. O clube tem uma das melhores médias de público do futebol paulista na atualidade, e dois ônibus lotados fizeram a viagem até Guarujá. 


Boa presença da torcida visitante “Garra do Tigre”. Foto: Estevan Mazzuia. 

Na volta das equipes, tudo que o treinador Alvaro Gaia deve ter dito aos atletas foi por água abaixo, diante do segundo tento gremista: aos 4 minutos, Conrado bateu, Geilson deu rebote, e Pará chutou. A bola desviou em Bruno, matando o arqueiro guarujaense na jogada. 


Bom público assiste a uma das poucas intervenções do arqueiro Neto na partida, ainda na primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia. 

Daí em diante, em diversos momentos via-se jogadores do onze anfitrião batendo boca em campo, denunciando o momento de tensão. Aos 10 minutos o terceiro gol poderia ter saído, com Ceará. O centroavante recebeu a bola dentro da área, de costas para o gol, fez uma bela virada, mas finalizou por cima do travessão. 


Lance da segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia. 

Se a ADG não soube se aproveitar do vento a favor, o mesmo não se pode dizer do Grêmio, que imprimia jogadas com velocidade ainda maior. Aos 18 minutos o técnico do Gigante da Ilha queimou sua última alteração, sacando o capitão Luizinho para a entrada de William. Curiosamente, a braçadeira não foi passada a nenhum atleta em campo. 


Confusão na área do tigre. Foto: Estevan Mazzuia. 

Sem alternativas, a Desportiva foi ao ataque, se expondo aos contragolpes gremistas. Aos 33 minutos Tone pegou uma avenida pela esquerda e bateu com muito perigo ao gol do Guarujá. Quatro minutos depois foi a vez de Cadu quase ampliar. O atleta recebeu a bola na área e tentou um gol de letra, que só não ocorreu devido a nova intervenção de Geison. 


Momento da tentativa de Tone. Foto: Estevan Mazzuia. 

Aos 43 minutos, o golpe de misericórdia no Tubarão: após a marcação de impedimento, Ygor Mineiro deu sequencia à jogada, dividiu com o goleiro Neto, e se contundiu. Como não podia mais ser substituído, deixou a equipe com um jogador a menos, e sem opção de marcar nos minutos finais. 


Lopes (7) alça bola na área. Foto: Estevan Mazzuia. 

Fim de jogo, Guarujá 0x2 Novorizontino. Com uma sequência de duas partidas fora de casa, a classificação ainda depende somente dos jogadores, mas precisam de três vitórias pra não depender de outros resultados. Muito complicado, até porque domingo que vem pegam o Tigre em sua jaula. Já o Grêmio terminou o turno com a melhor campanha dessa fase, e é sério candidato ao título. 

Foi isso! 

Abraços 

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário