Procure no JP

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Em grande jogo, Nacional e CAV ficam no empate no Nicolau Alayon

Fala, povo! 

A tarde do sábado passado colocou na agenda mais uma vez um joguinho do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Fui conferir o meu oitavo jogo do Nacional no Estádio Nicolau Alayon em 2012 (de um total de 10 já disputados), agora contra o time de melhor campanha no certame, o CA Votuporanguense

Olha, mas foi por pouco que não perdi novamente as fotos oficiais, pois um trânsito insuportável (um pleonasmo quando se fala da cidade de São Paulo) quase me deixou na mão. Na base da correria, entrei correndo em campo e, esbaforido, fiz as exclusivas imagens para o JP


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez. 


CA Votuporanguense - Votuporanga/SP. Foto: Fernando Martinez. 


O árbitro Cássio Luiz Zancopé e os assistentes Carlos Augusto Junior e Miguel Cataneo da Costa posam junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez. 

Vindo de uma vitória com "V" maiúsculo contra o Sport Barueri no meio da semana, o time ferroviário buscava o segundo triunfo seguido nessa fase contra um dos principais candidatos ao acesso. O CAV, que chegou perto da A3 no ano passado (perdeu a vaga num duelo direto contra o Guaçuano com cobertura do JP) e que também fez a melhor campanha numa primeira fase na história do certame, só pensa no título e com certeza seria o adversário mais complicado para o onze paulistano até aqui. 

Só que contrariando todas as perspectivas que apontavam uma peleja equilibrada, o Naça fez 15 minutos absolutamente perfeitos. Logo aos 4, o zagueiro Rufino resolveu dar uma forcinha para os donos da casa. Depois de um cruzamento da esquerda, ele, sozinho na área, cabeceou de forma precisa contra a própria meta. Um "gol contra" clássico. 


Bola estufando as redes de Cairo com o golaço contra do camisa 4 Rufino. Foto: seu Natal. 


Ataque do CAV pela esquerda com o camisa 9 Romário. Foto: Fernando Martinez. 

Sem dar o menor espaço ao time do interior, o Nacional continuou massacrando a zaga do CAV. Antes dos 10 minutos, Araújo acertou a trave e aos 13, Victor Sapo (ex-Victor Romano) marcou o segundo. Parecia que seria uma tarde gloriosamente ferroviária na Comendador Souza. Parecia... 


Clayton batendo escanteio que originou o segundo gol do Nacional pela direita. Victor Sapo recebeu no segundo pau e encheu o pé. Foto: Fernando Martinez. 

Com o 2x0 no marcador, o time local parou de jogar, e isso foi fatal para as pretensões da equipe. O Votuporanguense gostou do jogo e se lançou ao ataque. O zagueiro Rufino então resolveu zerar a sua fatura pessoal e aos 25 minutos marcou o seu segundo gol na tarde, agora a favor do CAV. Ele chutou forte no canto esquerdo do goleiro Felipe, que jogou como titular em virtude da contusão do capitão Carlão momentos antes da peleja. 


Confusão no ataque do Votuporanguense. Foto: Fernando Martinez. 

O gol animou ainda mais o alvinegro, e o restante da etapa inicial foi de superioridade dos visitantes. Mas sem conseguir transformar esse domínio em gols, o primeiro tempo acabou com o 2x1 no placar. Mesmo após as conversas nos vestiários, o panorama do tempo final foi o mesmo. 


Danilo Chulapa encarando a marcação do CAV. Foto: Fernando Martinez. 

A equipe do Votuporanguense continuou melhor e dominou fácil o Naça. O onze ferroviário não conseguia mais se desvencilhar da forte marcação dos atletas adversários e não chegou nem perto de assustar o goleiro Cairo. O empate se desenhava como inevitável. 


Lance bastante contestado pelo pessoal do Nacional, que pediu toque de mão do camisa 3 Alex. Foto: Fernando Martinez. 

William Baiano, camisa 10 do CAV, resolveu então a questão com um belíssimo gol aos 32 minutos. Ele recebeu a bola na entrada da área, tirou com classe do marcador e chutou colocado no canto direito. Com quase 15 minutos para o apito final, a dúvida era se o Nacional conseguiria segurar o marcador. 


Chute de longe no ataque do time visitante, melhor em todo o tempo final. Foto: Fernando Martinez. 


Muvuca dentro da área defendida pelo goleiro nacionalino Felipe. Foto: Fernando Martinez. 

Bom, para alívio da torcida local, no final o marcador não foi mais alterado e a peleja terminou em Nacional 2-2 Votuporanguense. Com 4 pontos, o Naça continua como vice-líder do Grupo 14, um ponto atrás do líder Osasco FC. O CAV soma três e o Sport Barueri dois. O jogo de volta acontece no próximo domingo, e com certeza a tarefa nacionalina será muito, mas muito complicada. 

Voltamos então para o centro de São Paulo fazer uma boquinha da genial Casa da Mortadela e dali segui para casa para uma noite social bastante importante. Tão importante que quase me deixou fora da rodada do domingo. Mas no final das contas, vi um joguinho bem legal na parte da tarde. 

Até lá! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário