Procure no JP

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Raça e superação garantem vitória do Tubarãozinho pelo sub-20

Salve, amigos! 

Há muito tempo eu não fazia uma rodada tripla, e este final de semana prometia ainda três clubes inéditos em minha lista. Assim, depois de “matar” Tanabi e Novorizontino, estive novamente em Antônio Fernandes, no último domingo, pra ver o EC Água Santa, diante da AD Guarujá, em duelo válido pela Segundona Sub-20

Foi um jogo perdidíssimo, já que os clubes ocupam as duas últimas posições no grupo 6 da competição. Seguem as fotos oficiais da partida, exclusivas do JP


AD Guarujá (sub-20) - Guarujá/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


EC Água Santa (sub-20) - Diadema/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


Arbitragem, comandada por Edirlei dos Santos, auxiliado por Diogo Correia dos Santos e Fabrício Falasca Louzada, com os capitães Nicolas (ADG) e Vitinho (ECAS). Foto: Estevan Mazzuia. 

Apesar da situação adversa na tábua de classificação, ambas equipes mostraram muita disposição, fazendo um jogo movimentado e com boas investidas de ambos os lados, principalmente o clube visitante, pelo lado direito de seu ataque, com Luan pelo meio e Bruninho na ponta. 


Lance da primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia. 

O Água Santa tinha também um meia-esquerda muito bom, Vitinho, capitão da equipe, e foi dele a primeira grande chance,a os 17 minutos, batendo de fora da área, a esquerda do gol de Reinaldo. O habilidoso jogador vinha sendo a peça que desequilibrava. 


Bola na área da ADG. Foto: Estevan Mazzuia. 

Mas foi o Tubarão que abriu o marcador, a despeito do domínio visitante. Após a cobrança de falta pela direita, o capitão Nicolas subiu mais alto que a defesa, deslocou do goleiro e viu a bola caprichosamente acertar o poste direito antes de balançar as redes. 


Baiano (6) cerca adversário. Foto: Estevan Mazzuia. 

O gol não mudou a tônica do jogo, mas o Água Santa não conseguia o gol. O arqueiro Reinaldo foi bastante exigido e não decepcionou a torcida. Aos 33 minutos, defendeu no reflexo a conclusão de uma cobrança de escanteio. 


Bola na área do Água Santa! Foto: Estevan Mazzuia. 

Aos 41 minutos os visitantes já pareciam resignados com o placar, mas Vitinho caiu pela direita, entortou Leandro e carimbou o poste esquerdo. Reinaldo estava mesmo com sorte, mas ainda teve tempo para provar sua qualidade fazendo uma ponte no último lance da etapa inicial, após cobrança de falta. 


Fotógrafo muito menos habilidoso que o arqueiro Reinaldo, mas vale o registro da bela ponte do goleiro. Foto: Estevan Mazzuia. 

A ADG voltou bem melhor na segunda etapa, e equilibrou o jogo, com muita frieza, ciente da superioridade técnica adversária, que permanecia esbanjando criatividade, mas sem efetividade. Aos 13 minutos veio a primeira grande chance do empate, com índio concluindo por cima do gol, após uma confusão na área. Reinaldo, que havia feito uma bela defesa em momento anterior, não poderia ter impedido o gol, não fosse a má pontaria do atacante. 



Defesa de Reinaldo e conclusão de Índio com o canto esquerdo escancarado. Fotos: Estevan Mazzuia. 

A velocidade da partida caiu, e o equilíbrio aumentou nos primeiros 30 minutos da etapa derradeira. O técnico do Água santa fez duas alterações na equipe e logo surtiu efeito. Du, que havia entrado, cobrou falta, a bola bateu na trave, e sobrou para Vitinho, que não perdoou. 


Defesa da ADG reclama impedimento de Lineker (11). Foto: Estevan Mazzuia. 

Com o gol de empate, o Água Santa voltou a gostar do jogo, e o Guarujá parecia satisfeito com o empate. A essa altura da partida, um pontinho era lucro pelo que acontecia no campo. Mas no final da partida, o Guarujá se sobressaiu. Aos 42 minutos, o goleiro Dener socou uma bola pra cima e ela quase entrou. Na cobrança de escanteio, nova boa chance para a Desportiva. 

Aos 45 minutos, o Tubarão faz boa jogada pela esquerda, e cruza para Mateus. De frente para o gol vazio, o centroavante desperdiça aquela que poderia ter sido a última chance da equipe. Poderia. No minuto seguinte, novo ataque amarelo, Guilherme salva em cima da linha o time celeste, após chute de Alif Bruno. Na cobrança de escanteio, Mateus se redimiu com muita classe, marcando o gol da vitória. 


A bela mata de trás do gol testemunha o esforço guarujaense. Foto: Estevan Mazzuia. 

Fim de jogo, Guarujá 2x1 Água Santa. Não tive oportunidade de ver as outras equipes do grupo, mas a julgar pelo que vi nessa partida, deve ser um grupo muito forte. O resultado fez com que ambos morressem abraçados. A ADG mostrou ter um elenco aplicado, com a raça costumeira dos profissionais. O Água Santa foi-me uma grata surpresa. Há muito eu não observava tantos jogadores habilidosos, jogando como que por música. Uma pena tanto empenho não ser brindado com a vitória. Mérito todo ao Guarujá, que mostrou a raça e a superação que também fazem um campeão. 


Na volta pra casa, um belíssimo por-do-sol, entre prédios e navios. Foto: Estevan Mazzuia. 

Foi isso! 

Abraços 

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário