Procure no JP

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Esquadrão Calunga estreia na terceira fase com vitória na raça

Salve amigos! 

Na manhã do último domingo abandonei o Marílson e os meninos do vôlei pra apreciar a estréia do São Vicente AC na terceira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, diante do Olímpia FC, em Mansueto Pierotti, revivendo confronto que ocorreu ano passado, na Caneleira, pela segunda fase. 

Depois de um pique olímpico pelas ciclovias santistas e vicentinas, cheguei a tempo de trocar uma idéia com o Rogério Amador, da assessoria de imprensa vicentina, e com o pessoal da Rádio Primeira, principalmente o repórter de campo, Evandro Morais. Aliás, pra quem quiser acompanhar os jogos do alvinegro em qualquer lugar do mundo, é só acessar o site da Prefeitura vicentina (http://www.saovicente.sp.gov.br/) e clicar no link pra ouvir as transmissões. 

Debaixo de um sol improvável de agosto, uma grande festa na cidade, com a presença da Banda Marcial de São Vicente executando o Hino Nacional, e homenagem ao Dia dos Pais, fiz as fotos oficiais da partida. 


São Vicente AC - São Vicente/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


Olímpia FC - Olímpia/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


Arbitragem comandada por Ilbert Estevam da Silva, auxiliado por William Rogério dos Santos Turola e Fausto Augusto Viana Moretti, com os capitães Flávio (SVAC) e Almir Dias (OFC). Foto: Estevan Mazzuia. 

Classificado na última rodada da segunda fase, o time vicentino entrou em campo ciente da força do Galo Azul, mas destinado largar com três pontos pra garantir a vaga o quanto antes. De última hora, problemas com o centroavante Epifânio, que sentiu uma contusão no aquecimento, e foi substituído às pressas por Lino. 


Foto panorâmica da partida. Foto: Estevan Mazzuia. 

E logo aos 4 minutos teve sua primeira chance de gol, por meio de um cabeceio após escanteio da esquerda. Além da torcida atrás do gol, o arqueiro olimpiano Anderson percebeu que não teria uma manhã fácil. 


Goleiro Anderson observa bola que tanto lhe castigaria. Foto: Estevan Mazzuia. 

Aos 20 minutos, Waguininho acreditou em bola rifada por Magno, se livrou de dois defensores e bateu em cima de Anderson, que mandou pra escanteio. Depois de três minutos, Lino mandou um pombo sem asas da intermediária, que morreu no travessão. Somente aos 25 minutos o goleiro calunga, Cléber Diego fez sua primeira intervenção na partida, defendendo facilmente falta cobrada da lateral direita, pelo capitão caipira Almir Dias. 


A primeira etapa vista por um lado... 


... e pelo outro do campo. Fotos: Estevan Mazzuia. 

A resposta não tardou: Lutcho cobrou falta na área, e Anderson, no susto, evitou o gol. Aos 30 minutos, o São Vicente balançou as redes, mas a arbitragem marcou, acertadamente, impedimento do ataque, depois de Waguininho dividir com Anderson, e tocar para seu companheiro, na banheira. 


Detalhe do gol anulado. Foto: Estevan Mazzuia. 

A equipe Calunga estava impossível, e aos 31 foi a vez de Diogo bater a queima-roupa, para espetacular defesa de Anderson. Aos 35, Waguininho cruzou da esquerda, Lutcho recebeu na área, mas finalizou de mal jeito. 


Waguininho (7) se prepara para mais um arremate. Foto: Estevan Mazzuia. 

A essa altura, eu jurava estar revendo um velho filme, pois enquanto o São Vicente começava a dar sinais de cansaço, sem conseguir o gol, o Olímpia parecia inteiro em campo, apesar da insegurança transmitida pelo arqueiro Anderson. Nos 10 minutos finais da primeira etapa, o Galo Azul recuou e segurou o empate. 


Mais confusão na área do Olímpia. Foto: Estevan Mazzuia. 

No intervalo, mais uma graciosa apresentação da banda marcial, com direito a movimentos de ginástica rítmica de uma ginasta local, aproveitando o clima esportivo vigente. 


Detalhes da Banda Marcial de São Vicente e da ginasta, com seus petrechos. Fotos: Estevan Mazzuia. 

Na segunda etapa, o São Vicente entrou mais “manso”, e o Olímpia finalmente entrou no jogo, mas foi vicentina a primeira chance de gol, com Lutcho cobrando falta da esquerda. Márcio pegou a sobra e Brumati salvou em cima da linha. 


Uma das poucas participações do goleiro vicentino no jogo. Foto: Estevan Mazzuia. 

O jogo seguiu muito amarrado no meio campo, embora ainda muito agitado. Aos 30 minutos, Lino bateu falta da entrada da área, levando novamente perigo ao gol de Anderson. O gol não vinha e a afobação vicentina ficava cada vez mais nítida. O Olímpia parecia tranqüilo, aguardando a melhor oportunidade para um contra-ataque fulminante. 


Cobrança de falta para o são Vicente, e nova esperança de gol. Foto: Estevan Mazzuia. 

Mas o empenho vicentino foi compensado aos 42 minutos: mostrando oportunismo, o excelente Waguininho estava na hora e lugar certos para se aproveitar da sobra após um bate rebate na zona do agrião azul, e cabeceou no contrapé de Anderson, colocando a pelota no fundo das redes, para alegria geral do bom público. 


Detalhe do gol de Waguininho. Foto: Estevan Mazzuia. 

O Olímpia foi para o abafa, e aí brilhou a estrela de Cléber Diego, que salvou o São Vicente duas vezes seguidas, em cobrança de falta de Jairo, e no escanteio seguinte. Final de jogo, São Vicente 1x0 Olímpia, vitória importante, que dá moral ao time, mas que não muda a condição de favorito do Olímpia, nem de azarão do São Vicente, que enfrentará uma dura sequencia de duas partidas no interior bandeirante. 

Foi isso! 

Abraços 

Estevan

Um comentário:

  1. Pressão do São Vicente que lembrou um pouco até a do Brasília contra o Paranoá sábado passado. Só que o Brasília não teve competência para balançar as redes, e o Paranoá castigou o Colorado por duas vezes.

    ResponderExcluir