Procure no JP

terça-feira, 26 de junho de 2012

JP e a "Festa do Interior" (parte 1): Primavera triunfa diante do Desportivo Brasil e vira líder na Segundona

Fala, pessoal! 

Depois de muito tempo, no final de semana passado armei um esquema monstro para perambular por quatro cidades do interior paulista que dificilmente aparecem aqui no JP. A turnê "Festa do Interior" - que começou a ser programada ainda em março - começou sábado cedinho, quando saí com a companhia dos amigos Sérgio, Paulo Shrek e Renato rumo a cidade de Porto Feliz, local da nossa primeira parada. 

E não sei quem foi, mas tenho que agradecer a pessoa que resolveu mudar o horário do jogo entre Desportivo Brasil e Primavera, marcado inicialmente para as 15 horas no Estádio Ernesto Rocco. Graças a uma mudança estratégica, a peleja foi remarcada para as 10 da matina, o que possibilitou a inclusão da mesma na nossa jornada. 


Fachada do Estádio Ernesto Rocco, situado na cidade de Porto Feliz. Foto: Fernando Martinez. 

Para dar tempo de chegar no estádio, inaugurado em 6 de agosto de 2011 e nunca visitado por nenhum integrante do JP, saímos de São Paulo às 7 da matina. Depois de uma viagem tranquila, cruzamos toda a cidade de Porto Feliz para chegar no Jardim Vante, bairro em que se situa a nova casa do futebol portofelicense. A ampla entrada evidencia um lugar bastante confortável para se ver um jogo de futebol. Os vestiários são amplos e a capacidade do local é de cinco mil pessoas. De negativo, apenas as pequenas cabines de imprensa e a falta de cobertura para o público em dias de chuva ou forte sol, nada que não possa ser melhorado com o tempo. 

Já dentro de campo, notamos que o gramado estava bastante encharcado, resultado das chuvas dos dias anteriores. Por lá também encontrei o Luciano Claudino, "dono" do site Jogo Limpo (www.jogolimpo.com) e amigo de longa data. Não demorou para que as equipes fossem a campo para o começo da peleja. Confesso que foi estranho ver o time de Indaiatuba jogando com uma camisa fora do tradicional. 


Desportivo Brasil PL - Porto Feliz/SP. Foto: Fernando Martinez. 


EC Primavera - Indaiatuba/SP. Foto: Fernando Martinez. 


O árbitro Marcelo Rogério, os assistentes Claudenir Donizeti da Silva e Tatiane Sacilotti Camargo e o quarto árbitro André Ribeiro Pinheiro posam junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez. 

Os times duelaram pela 8ª rodada do Grupo 4 da Segundona 2012. Nessa reta final da competição, a chave mais embolada passou a ser justamente essa, que também conta com a presença do Cotia, Sumaré, Elosport e Itapevi. Até a rodada anterior, apenas quatro pontos separavam o então líder Sumaré (com 12 pontos) e o quarto colocado Cotia (com 9). Faltando três jogos para cada equipe, qualquer vacilo pode se tornar fatal. 


Movimentos dentro de campo em Desportivo Brasil x Primavera. Foto: Fernando Martinez. 

Mas embora esperássemos uma boa partida, o primeiro tempo foi muito abaixo da crítica. Os times não jogaram nada e maltrataram a pelota sem nenhuma piedade. Por mais que eu me esforce, fica complicado falar algo de bom desses primeiros 45 minutos, os piores que vi em 2012. Valeu mesmo por ficar na beira do campo conversando com os amigos presentes. 


Ataque primaverino com a marcação portofelicense. Foto: Fernando Martinez. 


O Fantasma da Ituana armando outro ataque. Foto: Fernando Martinez. 

No finalzinho desse martírio, o Primavera conseguiu abrir o marcador após uma falha clamorosa de um dos zagueiros do Desportivo Brasil. Ele deixou a bola passar no meio das pernas, e a gorduchinha sobrou livre para Monga avançar pela esquerda e chutar forte no canto do goleiro local. O Fantasma da Ituana conseguiu chegar no intervalo da modorrenta peleja com a vantagem mínima no placar. 


Chute de Monga no primeiro gol do Primavera na partida. Foto: Fernando Martinez. 


Agora a vez do Desportivo Brasil no ataque. Foto: Fernando Martinez. 

Caindo de sono, subi até as apertadas cabines de imprensa para acompanhar o tempo final. Apesar de ter melhorado um pouco, a peleja continuou sonolenta. O Desportivo Brasil deu uma leve acordada e passou a chegar mais dentro da área primaverina, porém sem conseguir acertar o último toque. Nos contra-ataques, o time visitante teve oportunidades para ampliar. 


Zagueiro do time vermelho armando o foguete. Foto: Fernando Martinez. 


Disputa de bola pelo alto. Foto: Fernando Martinez. 

E depois do que pareceu cinco horas de um futebol fraco, o duelo terminou mesmo em Desportivo Brasil 0-1 Primavera. O triunfo deixou a equipe de Indaiatuba na liderança da chave após oito rodadas com 14 pontos. O time portofelicense caiu para a quarta colocação com 10, atrás de Cotia e Sumaré com 12. A disputa pelas três vagas será acirrada até o último minuto. 

Enquanto os atletas voltavam para os vestiários, nós fomos nos refrescar na cantina local antes de seguir com a turnê. Com a ajuda do Luciano Claudino, passamos pela cidade de Rafard, terra do extinto Rafard Clube Atlético, aonde conhecemos a fachada do estádio municipal, e depois fomos para o nosso segundo destino do sábado. 

Até lá! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário