Procure no JP

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Red Bull vence o Bragantino pelo Paulista sub-20

Olá pessoal, 

Na última sexta-feira, aproveitando uma das raras folgas, fui até a cidade de Campo Limpo Paulista, no Estádio General Aldévio Barbosa de Lemos, para acompanhar o embate entre Red Bull e Bragantino, válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista sub-20 da Primeira Divisão. Como o Red Bull vinha de duas derrotas e o Bragantino de uma derrota e um empate, ambas equipes precisavam desesperadamente da vitória naquela tarde fria e chuvosa. 


Red Bull Brasil - Campinas/SP. Foto: Victor Minhoto. 


CA Bragantino - Bragança Paulista/SP. Foto: Victor Minhoto. 


Trio de arbitragem e capitães. Foto: Victor Minhoto. 

A partida começou com as duas equipes mostrando muita disposição e pouca técnica, embora o Red Bull levasse leve vantagem na domínio da partida. Porém, com o transcorrer da primeira etapa, os locais começaram a se soltar e passar a envolver o adversário. Aos 26 minutos, após algumas chegadas perigosas, a bola foi cruzada na área e a zaga dos visitantes não conseguiu afastar, assim, o camias 9 Vitor do Red Bull se aproveitou e tocou na saída do goleiro para abrir o marcador em favor dos locais. 


Equipes perfiladas para o hino nacional. Reparem ao fundo o prédio do Paço Munipal de Campo Limpo Paulista. Foto: Victor Minhoto. 

Aparentemente o Massa Bruta sentiu o golpe e nos minutos seguintes o Red Bull teve mais três chances claras de marcar o segundo gol, mas o arqueiro alvinegro Jeder apareceu muito bem, garantindo uma desvantagem mínima no placar ao final do primeiro tempo. 

O alvinegro voltou para segunda etapa mais disposto a buscar seu gol, tanto que logo no primeiro minuto o camisa 11 Lipe recebeu bom lançamento, entrou na área, driblou o goleiro adversário e chutou para o gol, mas a zaga dos locais conseguiu impedir o empate quase em cima da linha fatal. 


Red Bull com a posse da bola, fato que ocorreu desde o início do jogo. Foto: Victor Minhoto. 

O quadro visitante se empolgou com a chance perdida e se abriu para o ataque, mas aos 6 minutos, em um rápido contra-ataque, o camisa 11 Gabriel, dos mandantes, recebeu um lançamento em profundidade, saiu na cara do gol e só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro para fazer o segundo tento do Red Bull. 

Esse gol aparentemente enervou os atletas e membros da comissão técnica do Massa Bruta, que começaram a reclamar muito da arbitragem, causando a expulsão do treinador Fernando Alves. Entretanto, como a entrada para os vestiários ficava logo atrás da mesa do quarto árbitro, e o portão não foi fechado, o técnico ficou naquele local, apenas poucos metros atrás do banco de reservas, possibilitando que o mesmo continuasse a orientar seu time e reclamar da atuação do quarteto de arbitragem. 


Disputa de bola na ponta esquerda do ataque dos locais. Foto: Victor Minhoto. 

Além do treinador, havia um integrante não identificado do elenco do Bragantino no local que estava muito irritado e constantemente ameaçava agredir o quarteto de arbitragem, tanto que o árbitro André Luis Riquena foi obrigado a parar o jogo e ir pessoalmente conversar com os integrantes da Guarda Municipal de Campo Limpo Paulista pedindo que os mesmos fizessem algo. Porém, por mais incrível que pareça, os guardas municipais, que estavam se protegendo da chuva dentro da viatura do outro lado do campo, não deram a mínima para o árbitro e sequer fizeram menção de pelo retirar do local ou pelo menos conversar com o nervosinho que queria pegar o árbitro. 


Bola alçada na área do Bragantino. Foto: Victor Minhoto. 

A partida ficou parada cinco minutos até que integrantes da comissão técnica do Braga convenceram o nervosinho a se dirigir para a arquibancada, só assim a partida recomeçou. Com o reinício, aos 43 minutos, o Bragantino cobrou uma falta na intermediária alçando a bola na área, sendo que o arqueiro do time do energético rebateu a bola, mas para seu azar, a pelota bateu nas costas do camisa 17 Danilo do Massa Bruta e entrou no gol. Parecia que nos minutos finais os visitantes iriam tentar o empate, mas dois minutos depois após um cruzamento da direita, o camisa 16 Chinaki tocou para o gol e fez 3x1 para o Red Bul. 


Bola cruzada pelo Red Bull na área adversária. Foto: Victor Minhoto. 

No final da partida o árbitro deu seis minutos de acréscimo, mas o quarto árbitro levantou a placa com o número 10. Além desse deslize, aos 47 minutos, o camisa 9 Vitor, que já havia feito o primeiro gol do Red Bull acertou uma bola na trave. Assim, o resultado final foi mesmo Red Bull 3x1 Bragantino

Até a próxima, 

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário