Procure no JP

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Vitória do Bernô no grande clássico contra o Palestra pela Segundona Paulista

Opa,

No último domingo tive o privilégio de acompanhar um dos jogos mais esperados do Campeonato Paulista da Segunda Divisão 2010. Segui até a cidade de São Bernardo do Campo para acompanhar o aguardadíssimo clássico entre Palestra e EC São Bernardo no Baetão. Muitos anos de história desfilaram no gramado sintético do não menos histórico templo do futebol do ABC.

Fui para a cidade do ABC paulista na companhia do amigo Mílton, que também nunca tinha visto esse jogo no profissionalismo. Já chegando perto do Baetão, notávamos um clima muito legal entre o pessoal das duas torcidas e os amantes do futebol da cidade. O que os integrantes das duas torcidas fizeram para divulgar o clássico é algo altamente louvável e digno de registro. Os amigos Thiago Teixeira e Pedro Faian, do lado do Bernô, e o Leandro Giudici, pelo lado palestrino, estão de parabéns pela iniciativa.


Detalhes da torcidas de Palestra e EC São Bernardo com suas faixas presentes no Baetão para o verdadeiro clássico da cidade. Fotos: Fernando Martinez.

O clássico não acontecia no futebol profissional desde o dia 8 de agosto de 2000, quando o time alviverde ganhou de 4x1 do seu maior rival. Em virtude do Bernô ter abandonado o profissionalismo em 2001, tivemos confrontos entre as equipes durante a década somente nos Paulistas sub-20 (o JP esteve presente em dois desses jogos, em 13 de agosto de 2005 e 21 de agosto de 2006. Nada mais justo do que estarmos presentes nesse clássico, agora de gente grande.

Ao entrar no Baetão já fui para dentro do campo de jogo fazer as fotos oficiais da peleja, que agora seguem aqui no JOGOS PERDIDOS:


Palestra SB - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


EC São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Os capitães dos times, o árbitro Leandro Bizzio Marinho e os auxiliares Fábio Aparecido Gomes Ribeiro e Eduardo Vequi Marciano em foto exclusiva. Foto: Fernando Martinez.

Bem diferente da situação das equipes nos últimos confrontos entre os dois no final dos anos 90, o duelo do domingo valia a liderança do Grupo 6 da competição. Uma vitória para qualquer um dos times faria com que o primeiro lugar fosse alcançado ao término da 6ªrodada da primeira fase. E com um belo público presente no estádio, fui acompanhar o ataque do Bernô durante a peleja.


Boa chegada do ataque do Bernô pelo alto, obrigando o goleiro a fazer uma boa defesa. Foto: Fernando Martinez.

Tivemos uma ótima partida de futebol nos primeiros 45 minutos. Na maior parte do tempo foi o Bernô quem teve mais iniciativa e consequentemente as melhores chances. O alvinegro chegou perto de abrir o marcador por mais de uma vez, e o arqueiro palestrino trabalhou bastante. O alviverde tentava chegar, mas a defesa bem postada do EC São Bernardo neutralizava todas as investidas.


Zaga palestrina fazendo marcação firme em mais um ataque do São Bernardo pelo meio. Foto: Fernando Martinez.


Grande oportunidade do alvinegro, em mais uma ótima intervenção do arqueiro do Palestra. Foto: Fernando Martinez.

Era bonito ver a festa que as duas torcidas estavam fazendo, com gritos de incentivo e muita alegria. Para a torcida do Bernô a gritaria só aumentou aos 33 minutos, pois o jogador Hugo bateu uma falta com perfeição e marcou um golaço. O arqueiro palestrino tentou fazer a defesa, mas a bola foi no ângulo e pegar um tirambaço daqueles ali é quase impossível.


Detalhe do primeiro gol do Bernô no jogo, no exato momento que a bola estufava as redes do Palestra. Foto: Fernando Martinez.


Matada de bola esquisita e altamente plástica por atacante do São Bernardo. Foto: Fernando Martinez.

Mas o Palestra acordou no jogo e tentou de todo o jeito chegar à igualdade ainda nos minutos finais da etapa inicial. A defesa do São Bernardo porém neutralizou todas as investidas e garantiu a vantagem mínima para a equipe na descida para os vestiários. Conversei com bastante gente no intervalo de jogo e após isso fui de novo acompanhar o ataque do alvinegro no segundo tempo.


Torcida acompanhando o jogo na genial arquibancada torta do Baetão. Mas estranhamente o borderô do jogo tivemos apenas 200 pagantes. Esquisito demais! Foto: Fernando Martinez.

Acabei então vendo o jogo de longe, pois o Palestra foi muito superior ao adversário e ocupou todo o campo do São Bernardo no tempo final. O goleiro Leandro acabou sendo o maior nome do jogo, pois fez importantes defesas evitando o empate palestrino. Eram chances pelo alto, pela direita, pela esquerda... mas o alviverde não conseguiu marcar.


Ataque do São Bernardo pela esquerda no segundo tempo, aonde o Palestra foi altamente superior. Foto: Fernando Martinez.

O cronômetro corria rápido demais para as pretensões palestrinas, e mesmo com os minutos se acumulando sem piedade, o sonho do empate fazia que a equipe não desanimasse. Mas o time tomou uma ducha de água fria aos 37 minutos dessa etapa final. O zagueiro Felipe Gaspar resolveu recuar uma bola para o goleiro Felipe, só que ele colocou força demais na pelota e ela acabou entrando por cobertura. Golaço contra que deixou o Bernô com 2x0 no marcador.


Uma das inúmeras tentativas de gol do onze alviverde no tempo final da partida. Foto: Fernando Martinez.

Logo após sofrer o segundo, o Palestra conseguiu finalmente fazer o seu primeiro gol no jogo. Mas foi num lance estranho demais, pois tive a nítida impressão que a bola não chegou a entrar. Após escanteio da direita, o jogador Deyvis cabeceou, a pelota bateu na trave e foi parar nas mãos do goleiro Leandro. Possivelmente o árbitro ou o auxiliar viram ela ultrapassar a linha nesse meio-tempo, coisa que sinceramente não consegui enxergar. O lance foi tão estranho que a torcida palestrina nem comemorou direito.


Boa defesa, agora por baixo, do goleiro Felipe, do Palestra. Foto: Fernando Martinez.

Mesmo diminuindo o placar o alviverde não conseguiu forças para deixar tudo igual na partida, e viu a sua invencibilidade na Segundona ir para o espaço. O marcador final de Palestra 1-2 EC São Bernardo deixou o Bernô novamente na liderança do Grupo 6 com 11 pontos ganhos. Mesmo com a derrota, o onze palestrino ainda fica no G4 da chave, com os mesmos 9 pontos ganhos.

Com o apito final ainda ficamos um pouco no estádio conversando com os amigos das torcidas repercutindo o alto astral do Baetão e a boa vitória do Bernô no clássico. Dali segui com o Mílton de volta ao Terminal São Bernardo para pegarmos o trólebus com destino à capital paulista. Foi uma viagem de horrores, pois o busão lotou com gente altamente sem noção. Mas 45 minutos depois já estava são e salvo em São Paulo indo a pé para casa para descansar durante todo o domingo.

E nessa semana começa finalmente a Copa do Mundo, e não sei se me aventurarei pelos estádios paulistas durante algum tempo, já que a competição mundial é algo que não costumo perder. Mas vamos ver, quem sabe não resolvo ver algo in loco e me contentar com a reprise de algum jogaço do naipe de Argélia x Eslovênia?

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário