Procure no JP

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Inter de Limeira vence e mantém 100% de aproveitamento na Segundona

Olá,

No último domingo foi complementada a sexta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão e o JOGOS PERDIDOS mais uma vez se fez presente numa das partidas realizadas no interior. A pedida dessa vez foi viajar até a importante cidade de Limeira para conferir de perto um dos clássicos da região, envolvendo as equipes da A.A. Internacional e da A.E. Velo Clube Rioclarense. O palco desse importante jogo foi o Estádio Major José Levy Sobrinho, popularmente conhecido como Limeirão.

Essas duas equipes já fizeram parte da elite do futebol paulista, pois foram promovidas juntas no ano de 1.979. A Inter permaneceu na elite por 23 anos, sendo rebaixada em 2.005, enquanto o Velo Clube teve uma passagem muito rápida, uma vez que foi rebaixado no ano seguinte. Vale lembrar que o time de Limeira foi o Campeão Paulista de 1.986 da principal divisão estadual, em disputa memorável contra o Palmeiras no Estádio do Morumbi.

Esse confronto, considerando apenas partidas oficiais, não era realizado há 31 anos, sendo que os dois últimos jogos aconteceram em agosto e setembro de 1.979, quando ocorreram dois empates (1x1 e 0x0), valendo pelo campeonato daquele ano. Voltando ao momento atual, esses dois times entraram em campo apresentado campanhas bem positivas, sendo que a Inter liderava o Grupo 3 com 12 pontos, conquistando 4 vitórias em 4 jogos. Por outro lado, o Velo estava na segunda colocação com 10 pontos, produto de 3 vitórias e 1 empate. O jogo prometia ser dos mais disputados.

A viagem de São Paulo a Limeira foi muito tranquila e cheguei com tempo mais do que suficiente para armar o esquema visando fazer as fotos oficiais, as quais estão apresentadas abaixo:


A.A. Internacional - Limeira/SP. Foto: Orlando Lacanna.


A.E. Velo Clube Rioclarense - Rio Claro/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Robério Pereira Pires, os assistentes Luiz Quirino da Costa e Leonardo Schiavo Pedalini e o quarto árbitro Márcio dos Santos posam junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

Confirmando as expectativas, a partida começou equlibrada e muito disputada, com os dois times apresentando um nível técnico superior em relação às outras quinze equipes dessa divisão vistas por mim nesse ano. As defesas marcavam forte e não davam chance aos atacantes de levarem perigo aos goleiros. O empenho dos dois times e a qualidade técnica de alguns atletas, agradavam os 1.071 torcedores que não paravam de incentivar os seus times. Por conta da proximidade das cidades, algo em torno de 200 torcedores do time visitante, também marcaram presença. 


Zagueiro do Velo desarmando atacante da Inter no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.

A partida continuava equilibrada e bem movimentada, quando na marca dos 17 minutos, um lance provocou a vibração das duas torcidas, começando pela do Velo comemorando a bola no fundo da meta da Inter, após cobrança de falta pelo zagueiro Fabão. O árbitro não validou o gol, alegando que um atacante velista teria empurrado a barreira cometendo falta. Nesse momento quem vibrou foi a torcida do "Leão".


Cobrança de falta por Fabão, cujo gol não foi validado. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 25 minutos foi a vez da Inter chegar com perigo numa jogada criada por Russi, mas a conclusão próxima à pequena área foi fraca, possibilitando a defesa do goleiro Bruno Dantas. Dois minutos depois, o time de Rio Claro voltou a assustar a toricida limeirense, numa cabeçada à queima-roupa desferida pelo zagueiro Éder, exigindo uma defesa milagrosa do goleiro Fagner.


Cabeçada de Éder defendida espetacularmente pelo goleiro Fagner. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos quinze minutos a partida perdeu um pouco da movimentação inicial, talvez em razão do forte ritmo imprimido durante os primeiros trinta minutos. Dessa maneira, o primeiro tempo terminou sem abertura de contagem, numa etapa em que o Velo Clube apresentou maior volume de jogo.

A bola voltou a rolar e uma melhor movimentação também voltou, tanto que logo aos 3 minutos, a Inter chegou perto de inaugurar o marcador, numa cabeçada perigosa desferida próxima à pequena área através do zagueiro Casoni, obrigando o goleiro Bruno Dantas a se virar para evitar o gol. Aos 10 minutos foi a vez do Velo Clube levar perigo, num chute cruzado do avante Bispo, exigindo outra boa defesa do goleiro Fagner, agora com os pés.

A partir do décimo minuto, a Inter passou a comandar as ações ofensivas criando situações de perigo à meta velista, como aconteceu na marca dos 11 minutos, quando o zagueiro Bruno Itapagipe por um triz não marcou o primeiro gol alvinegro numa cabeçada que tirou tinta do travessão.


Cabeçada de Bruno Itapagipe que quase resultou no gol limeirense. Foto: Orlando Lacanna.

A maior presença da Inter foi resultando em outros momentos que levaram perigo, com destaque para a jogada realizada aos 16 minutos, que culminou num desvío de Mineiro passando muito próximo ao poste esquerdo da meta guarnecida por Bruno Dantas. Aos 24 minutos não teve jeito, pois a Inter chegou finalmente ao seu gol, alías um golaço anotado pelo meia Lucas Lima. Ele mandou um foguete de pé direito, desferido da entrada da área e que entrou no alto da meta rubro-verde, levando o torcedor alvinegro a comemorar com muito entusiasmo.


Momento da conclusão de Lucas Lima no gol da Inter. Foto: Orlando Lacanna.

Depois de assumir a vantagem no placar, a Inter se resguardou mais no campo de defesa, procurando definir a fatura em contra-ataques. Nesse contexto, o Velo passou mais tempo com a bola nos pés forçando as jogadas ofensivas, porém o setor defensivo da Inter estava bem postado e não dava chances do adversário chegar ao seu gol. No geral os ataques dos visitantes terminavam em cruzamentos para a área que eram neutralizados pelo goleiro ou pelos zagueiros.


Goleiro Fagner interceptando cruzamento do ataque do Velo. Foto: Orlando Lacanna.

Fim de partida com o placar mostrando Internacional 1 - 0 Velo Clube, resultado que manteve a liderança isolada do time de Limeira com 15 pontos ganhos em 15 possíveis, alcançando uma performance de 100% e enchendo de esperança o seu torcedor no sentido do "Leão" voltar o ocupar um lugar de destaque no futebol paulista. Apesar da derrota, gostei muito do time do Velo que permanece no G4 do seu grupo, agora na 3ª posição com 10 pontos. Essas duas equipes têm tudo para irem longe na competição e sonharem com o acesso.

Jogo encerrado e mais 150 km de estrada até chegar de volta à São Paulo, para curtir o resto do domingo descansando e vendo muito futebol pela telinha. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário