Procure no JP

terça-feira, 15 de junho de 2010

ECUS vence fora de casa e consolida liderança no Grupo 5 da Segundona

Olá,

Mesmo com o início da Copa do Mundo da África do Sul e um friozinho chato de encarar, o JOGOS PERDIDOS se fez presente em duas partidas válidas pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Os dois jogos foram acompanhadas por mim, sendo que a minha jornada dupla começou no sábado à tarde, com uma pequena viagem até a vizinha cidade de Mogi das Cruzes, para conferir o duelo entre o C.A. Mogi das Cruzes de Futebol contra o E.C. União Suzano, mais conhecido como ECUS. Esse jogo valeu pela sétima rodada da primeira fase da competição e foi realizado no Estádio Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, também conhecido como Nogueirão.

Essa partida reuniu dois times de cidades bem próximas (Mogi das Cruzes e Suzano), num verdadeiro clássico da região do Alto do Tietê. Além disso, as duas equipes levaram para campo ótimas campanhas, pois o time da casa era o vice-líder com 11 pontos, enquanto o ECUS era o líder do grupo com 14 pontos. 

Cheguei ao meu destino com muita antecedência em relação ao horário do início da partida e isso me permitiu fazer uma boquinha no centro da cidade, numa lanchonete que serve diversos tipos de salgados de excelente qualidade. Depois do lauto almoço, fui para o estádio e lá aguardei a bola começar a rolar, mas antes fiz as fotos oficiais, as quais são exclusivas e estão apresentadas abaixo:


C.A. Mogi das Cruzes de Futebol - Mogi das Cruzes/SP. Foto: Orlando Lacanna.


E.C. União Suzano - Suzano/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro James Anderson Moraes, os assistentes Marcelo Carvalho Van Gasse e Michel Ferreira da Silva e o quarto árbitro Marcelo Fabiano Mingoranci posam junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

A bola foi movimentada e os dois times saíram logo de cara procurando o ataque, tanto que aos 9 minutos, o ECUS levou o primeiro perigo à meta mogiana num arremate de Tuta da entrada da área que exigiu ótima defesa do goleiro Willian. O troco foi dado um minuto depois, num outro bom chute desferido por Hugo que também exigiu uma difícil defesa do goleiro Museu do ECUS.

A partida continuava num ritmo equilibrado e com muita pegada, sendo que na marca dos 23 minutos, o Atlético Mogi quase chegou à abertura do placar numa jogada que nasceu no lado direito com Yeiéu cruzando rasteiro para o interior da área, porém o atacante Hugo se atrapalhou na hora da conclusão e com isso permitiu ao goleiro salvar a situação.


Ótima oportunidade desperdiçada pelo ataque do Atlético Mogi. Foto: Orlando Lacanna.

A partir do vigésimo quinto minuto, o ECUS tomou conta da partida e passou a transformar em gols o domínio territorial que passou a exercer, tendo marcado três gols em apenas onze minutos. O primeiro aconteceu aos 28, numa jogada que nasceu pela direita do ataque, cujo cruzamento não foi interceptado pelo goleiro e pela zaga mogiana, permitindo que o avante Tuta recuperasse a bola pelo lado esquerdo e fizesse outro cruzamento. O novo cuzamento achou o meia Willians no interior da área, que mandou a bola para o fundo da rede do Atlético com categoria.


Bola no fundo da rede mogiana no primeiro gol da partida. Foto: Orlando Lacanna.

A marcação do primeiro gol deu uma balançada no time de Mogi das Cruzes e ao mesmo tempo animou ainda mais o time de Suzano. Os visitantes chegaram ao segundo gol aos 33 minutos, através de Tuta, que após rápida arrancada pela meia direita, concluiu com estilo e aumentou a vantagem suzanense. Seis minutos depois, o ECUS chegou ao seu terceiro gol, agora anotado por Kleber cobrando pênalti.


Ataque do ECUS que resultou na marcação da penalidade máxima. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos cinco minutos, o Atlético Mogi tentou de todas as maneiras diminuir a diferença, porém o setor defensivo do ECUS estava bem postado e não permitiu aos atacantes da casa criar maiores problemas. Dessa maneira, o jogo foi para o intervalo com a grande vantagem de 3 a 0 a favor dos visitantes.

No início do segundo tempo ficou claro como seria o desenho do jogo, pois desde o começo o Atlético Mogi foi ao ataque, esbarrando na segura defesa dos visitantes e se expondo aos contra-ataques. Nesse contexto, o ECUS quase aumentou a contagem aos 3 minutos por intermédio de Kleber, mas o atacante foi infeliz no arremate final após rápida avançada pela meia esquerda.


Chance desperdiçada pelo ECUS no início do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar dos esforços dos donos da casa, a panorâmica da partida não mudava, ou seja, o Atlético mantinha mais tempo a posse da bola no seu campo de ataque e o ECUS assustava em cada contra-ataque, quase sempre encontrando a defesa do Atlético Mogi desarrumada. Nessa toada, o quarto gol do ECUS estava mais próximo de acontecer do que o primeiro dos anfitriões, como aconteceu aos 9 e 23 minutos em jogadas que tiveram as participações de Tuta e Kleber, porém as conclusões morreram nas mãos do goleiro Willian.


Outra boa chance perdida pelo ECUS durante a segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.


Cruzamento do ataque mogiano para a área do ECUS. Foto: Orlando Lacanna.

A situação do Atlético Mogi que já era complicada ficou ainda pior quando o seu atleta Wesley foi expulso aos 29 minutos, ao receber o cartão vermelho direto por uma entrada violenta no adversário. Aos 38 minutos, o ECUS chegou mais uma vez com perigo, novamente através do avante Kleber, sendo que dessa vez a zaga chegou junto e conseguiu desviar para escanteio.

Nos últimos cinco minutos, o Atlético tentou marcar pelo menos o seu gol honra, mas não teve jeito e a partida foi encerrada com o placar mostrando Atlético Mogi 0 - 3 ECUS, resultado que consolidou a liderança do ECUS, agora com 17 pontos, sinalizando que o time de Suzano é candidato sério a seguir na competição com chances de sonhar com o acesso. Mesmo derrotado, o time de Mogi das Cruzes permaneceu no G4, se situando na 3ª colocação com os mesmos 11 pontos, com chances de avançar à segunda fase. 

Jogo encerrado com imediato retorno à São Paulo, mas no domingo cedo a cobertura iria continuar com a presença do JP em mais uma partida da Segundona em outra cidade da Grande São Paulo, porém isso é história para mais tarde. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário