Procure no JP

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Vitória coloca o Nacional no G4 do Grupo 6 da Segundona

Olá,

Seguindo com a cobertura da sétima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, mesmo num dia com transmissão ao vivo de três partidas pela Copa do Mundo da África, segui na manhã do último domingo rumo à cidade de São Bernardo do Campo, com o objetivo de conferir a partida E.C. São Bernardo x Nacional A.C., realizada no Estádio Humberto de Alencar Castelo Branco, o Baetão.

Essa partida reuniu o líder do grupo até o início da rodada, no caso o São Bernardo, que entrava em campo com 11 pontos no seu ativo, enquanto o Nacional, mesmo invicto na competição, não estava bem situado na classificação, pois foi para o gramado na 5ª posição com 8 pontos, conquistados através de uma vitória na primeira rodada e cinco empates. Diante disso, a vitória era de suma importância para os donos da casa darem uma deslanchada na classificação, ao passo que a conquista dos três pontos pelos visitantes o colocaria na zona de classificação. O jogo prometia. 

Esse confronto não era realizado há 16 anos, pois a última partida oficial no profissional aconteceu em 16/7/94, no Estádio Nicolau Alayon, com a vitória do time ferroviário por 4 a 0. A propósito esses dois times se enfrentaram em 23 oportunidades, com 8 vitórias do Nacional e 4 do São Bernardo, tendo acontecido 11 empates.

Fiz o trajeto até o ABC Paulista em companhia de um dos amigos do blog, o Mílton Haddad, em apenas 40 minutos, mas foi o tempo suficiente para colocar os assuntos da bola em dia, sendo que no estádio ainda encontrei perdido nas arquibancadas o colega do JP, o cinéfilo David. Cheguei com tempo de sobra para conseguir as duas escalações e armar o esquema para fazer as fotos oficiais, as quais apresento abaixo:


E.C. São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Nacional A.C. - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Marcos Silva Gonçalves, os assistentes Vicente Romano Neto e José Renato Cabral e o quarto árbitro Jeimes Wilie Catini posam junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna. 

Tão logo a partida foi iniciada, o Nacional assumiu uma postura ofensiva e foi para cima da defesa do Bernô, tendo criado o primeiro bom momento logo aos 6 minutos, numa cabeçada perigosíssima desferida pelo zagueiro Guilherme que passou muito perto do poste esquerdo da meta do time do ABC. A resposta veio no minuto seguinte, através de uma cabeçada muito perigosa desferida pelo zagueiro André D'Lia, que assustou a defesa do time paulistano.


Oportunidade perdida pelo Nacional no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.


Agora, a resposta do Bernô em cabeçada perigosa.Foto: Orlando Lacanna.

Depois dos dois lances iniciais mais incisivos, a partida assumiu um ritmo de muita pegada e correria, porém sem objetividade, pois a bola ía e voltava sem que houvesse uma jogada mais trabalhada, tornando o jogo amarrado e com times embolando na intensa disputa de bola. Mesmo com o empenho dos jogadores dos dois times, não teve jeito e a primeira etapa foi encerrada sem abertura de contagem, ficando para a segunda etapa a expectativa de que o jogo pudesse melhorar em termos ofensivos.


Intensa disputa de bola junto ao meio de campo. Foto: Orlando Lacanna.

Durante o intervalo deixei o gramado e fui para a arquibancada do Baetão para acompanhar o segundo tempo ao lado dos dois amigos presentes. De lá presenciei um reinício de partida promissor, uma vez que logo aos 6 minutos, o São Bernardo perdeu uma chance inacreditável nos pés do atacante Deivid, que invadiu pela esquerda livre de marcação. Ele vacilou na conclusão, permitindo um leve desvio do goleiro André Dias que fez com quê a bola raspasse o poste direito e fosse pela linha de fundo, ganhando apenas o escanteio. Foi a melhor chance do Bernô na partida. 


Chance incrível desperdiçada pelo São Bernardo no comecinho do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Um minuto depois foi a vez do Nacional quase chegar ao gol, numa jogada iniciada pelo lado direito do ataque, com a participação do atacante Fernando Henrique que cruzou rasteiro e o meia Lucas Marques tocou de leve, mandando a bola contra o poste esquerdo da meta defendida por Leandro. Aos 10 minutos foi a vez do São Bernardo voltar a criar perigo, agora através de um cruzamento de Deivid da esquerda que encontrou lateral Hugo no interior da área, porém a conclusão foi por cima do travessão.

Nos primeiros dez minutos aconteceu muito mais do que havia rolado em toda primeira etapa, tornando a partida mais emocionante. Nessa toada, o Nacional chegou novamente com perigo, aos 16 minutos, quando o avante Fernando Henrique foi lançado em profundidade pelo meio, obrigando o goleiro Leandro a deixar a sua meta e dar uma de líbero, interceptando com a cabeça mais uma jogada ofensiva.

A partida ficava cada vez melhor, com destaque para a atuação do meia Marcos Nunes do Nacional, que entrou durante a segunda etapa no lugar de Samuel e acabou botando fogo no jogo, criando várias jogadas que levaram perigo ao setor defensivo dos donos da casa. Com o passar do tempo, o Naça foi se tornando mais agressivo e, por conta disso, chegou ao seu gol aos 20 minutos, anotado pelo meia Lucas Marques, aproveitando uma sobra no interior da área e mandando a bola no canto direito da meta do Bernô.


Bola estufando a rede do São Bernardo no gol do Nacional. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no marcador, o time da casa foi todo para o ataque buscando o empate e, com isso, ficou vulnerável aos contra-ataques do Nacional, como aconteceu aos 37 e 38 minutos em jogadas com a participação do serelepe Marcos Nunes, que por duas vezes quase ampliou a vantagem, sendo que no primeiro lance o arremate saiu por cima com muito perigo e o segundo se chocou contra o travessão.


Boa chance do Nacional no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.


Cruzamento para a área do Nacional no fim da partida. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos minutos a partida ganhou em dramaticidade, pois tanto o time do ABC poderia empatar como a equipe paulistana poderia ampliar. Mas o placar não foi mexido e, com isso, a partida chegou ao seu final com o placar estampando São Bernardo 0 - 1 Nacional, resultado que colocou o time ferroviário na zona de classificação, deixando-o na 3ª posição com 11 pontos. Mesmo com a derrota, o time da casa não deixou o G4, porém saiu da liderança e indo se situar na 2ª posição com os mesmo 11 pontos, mas levando a melhor sobre o Naça por conta de mais vitórias (três contra duas).

Fim de jogo com imediato retorno para São Paulo para um belo almoço de domingo e depois encarar a telinha visando, finalmente, conseguir assistir alguma coisa da Copa do Mundo. Foi isso. 

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário