Procure no JP

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Derrota juventina dentro do Palestra Itália pela Série A3

Opa,

Feriadão em plena quarta-feira e mais uma vez o JOGOS PERDIDOS se fez presente em jogos importantes da reta final do Campeonato Paulista da Série A3. Dessa vez tivemos a cobertura completa da segunda rodada do Grupo 2, com o Orlando seguindo para Campinas e eu tomando o caminho da roça até o Estádio Palestra Itália para ver o duelo paulistano da chave entre Palmeiras B e Juventus.

Graças a uma dor chatíssima na perna esquerda, fui em ritmo lento do metrô Barra Funda até o estádio palmeirense. Mesmo levando o dobro do tempo, cheguei com tempo de sobra para as fotos exclusivas dos times e do trio de arbitragem. É, mesmo numa fase decisiva, só eu estava dentro de campo devidamente credenciado para fazer imagens da peleja.


SE Palmeiras B - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


CA Juventus - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Os capitães de Palmeiras B e Juventus posando exclusivamente para o JP junto com o árbitro Marcelo Duarte, os auxiliares Fabio Luiz Freire e Marcelo Valdevino Rodrigues e o quarto árbitro Ilbert Estevam da Silva. Foto: Fernando Martinez.

Vindo de uma derrota fora de casa, o Palmeiras B esperava que jogar dentro dos seus domínios fosse determinante para uma bela recuperação, ainda mais com o time querendo vingar a derrota de 5x0 para o Juventus na primeira fase da competição. Já o Moleque Travesso contava com a grande presença da sua torcida e estava disposto a surpreender os donos da casa e buscar a vitória.


Palmeiras e Juventus no placar eletrônico do Palestra Itália e detalhe da grande presença da torcida juventina para a peleja. Fotos: Fernando Martinez.

Devidamente credenciado, fiquei no campo de jogo para acompanhar o ataque grená durante a primeira etapa e ver o que o Moleque Travesso poderia fazer durante os primeiros 45 minutos. Mas até os 15 minutos iniciais, foi o time alviverde quem dominou as ações ofensivas da peleja. A primeira grande chance foi do jogador Diogo, que apareceu livre dentro da área e tocou fortepara belíssima defesa do goleiro Gustavo.


Boa falta para o Palmeiras B no começo da partida. Foto: Fernando Martinez.

Só depois dos 20 minutos os grenás assustaram o bom goleiro Borges. Numa jogada rápida originada em cobrança de escanteio o atacante Ricardinho chutou forte, mas na tentativa de afastar, o zagueiro Murilo chutou a bola contra o próprio gol e a pelota bateu na trave direita. Mesmo chegando mais vezes dentro da área após esse lance, foi a chance mais aguda de gol do Juventus no primeiro tempo.



O melhor lance do Juventus no primeiro tempo. Chute de Ricardinho e o zagueiro Murilo quase marca contra... a bola bateu na trave! Foto: Fernando Martinez.

No meio dessa etapa inicial o jogo já estava completamente equilibrado e com boas chegadas dos dois times. Mas o calor era muito forte, e com certeza atrapalhava ambas as equipes em busca de um melhor rendimento. Antes do apito final do primeiro tempo, veio a última chance do Palmeiras B em grande cabeçada de Murilo, que acabou sendo interceptada por um zagueiro do time da Móoca. O intervalo chegou com o 0x0 no marcador.

Aproveitei e fui para as numeradas do Palestra encontrar os amigos Mílton e Rodrigo Colucci, que estavam curtindo o feriadão com um belo jogo de futebol. Conversamos sobre a truculência de alguns (não todos) seguranças do estádio palmeirense, que tratam os torcedores de forma mal-educada e ilógica. Fora que ferindo o Estatuto do Torcedor (isso ainda existe?) para se entrar nas numeradas é obrigado a deixar o ingresso todo na mão de um desses seguranças, que não dá nenhum recibo aos presentes. Muito triste, mas pelo visto isso parece ser uma constante em jogos do time dentro da sua casa.


Bola cruzada dentro da área palmeirense no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Bom, mas era a hora do segundo tempo começar e nesses 45 minutos finais o Palmeiras B voltou amplamente superior ao Juventus. A equipe da casa mostrou uma raça e vontade de vencer incríveis. O time da Móoca voltou sem nenhuma inspiração e foi presa fácil para as rápidos ataques alviverdes. Até os 20 minutos, o time da casa perdeu pelo menos três chances claras de abrir o marcador, mas o gol era questão de tempo.


Mais uma bola alçada dentro da área dos donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

Aos 24 minutos o time do Palmeiras então abriu o marcador com uma ajuda da zaga juventina. O time grená deu a bola de graça para o onze local, e o bom atacante Patrick recebu dentro da área e tocou na saída do goleiro Gustavo. Com 1x0 contra, o Juventus teve um espasmo momentâneo de bom futebol e quase empatou aos 27, numa cabeçada de Lucas que tirou tinta da trave. Mas no contra-ataque o alviverde fez o segundo novamente com Patrick, agora pela esquerda. Da posição em que estava pareceu que o atacante estava impedido, mas nada foi marcado.


Disputa de bola na lateral do campo Foto: Fernando Martinez.

Zonzo com os dois gols seguidos, o Juventus não fez mais nada no jogo e ainda viu o zagueiro Luís Felipe marcar o terceiro gol aos 40 minutos. O Moleque Travesso ainda tem que levantar as mãos para o céu e agradecer que o placar não foi mais dilatado, pois o Palmeiras B perdeu duas chances em que até o David de muletas faria o gol antes do apito final. Para não ser injusto, os grenás tiveram uma chance nos acréscimos, aonde o goleiro Borges fez milagre.

Final de jogo: Palmeiras B 3-0 Juventus. Vitória com "V" maísculo para o time do Parque Antarctica, que mostra que está disposto sim a buscar o acesso à Série A2 em 2011. O time da Barra Funda agora é vice-líder da sua chave. Com a derrota, o Juventus caiu para a última posição do grupo e tem obrigatoriamente que vencer a Penapolense fora de casa na próxima rodada para ainda se manter vivo na busca do acesso.

Depois do jogo, ainda fui com o Mílton andar no centro de São Paulo, que parecia um local fantasma graças ao feriado. Fomos ainda comer um sanduba regado a conversas filosóficas num boteco na esquina da São João com a Ipiranga, antes de voltar para casa... afinal de contas, os playoffs da NBA estão a mil, e eu não poderia perder nenhum lance.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário