Procure no JP

quarta-feira, 21 de abril de 2010

São Bernardo vence União Barbarense e se aproxima da Série A1

Olá,

No último sábado teve início a quarta rodada da segunda fase do Campeonato Paulista da Série A2 e, mais uma vez, o JOGOS PERDIDOS saiu a campo para ver de perto mais uma partida de tão importante competição. O jogo escolhido foi São Bernardo F.C.L. x União Agrícola Barbarense F.C., que foi realizado no Estádio 1º de Maio, localizado na importante cidade de São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Como essa fase da competição é de tiro curto, as vitórias são fundamentais para as equipes continuarem na briga por uma das quatro vagas à elite em 2.011, sendo que o tempo é muito curto para recuperação de algum resultado não favorável. A posição do São Bernardo, antes do começo da rodada, era boa muito boa, pois estava na vice-liderança com 5 pontos e a conquista da vitória, o deixaria numa condição ainda melhor. Por outro lado, a situação do União Barbarense não era nada confortável, uma vez estava situado na última (4ª) colocação, com apenas um ponto e, se quisesse continuar sonhando com o acesso, a vitória era indispensável. Diante desses ingredientes, a partida prometia ser emocionante, tanto que, o público percebendo a importância do jogo, compareu em grande número, pois 12.034 pessoas pagaram ingresso.

Dessa vez não fiz as fotos posadas dos time e dos árbitros, por conta de um engano meu, relacionado com o horário do início da partida. Achei que o jogo começaria às 16:00 hs, porém na verdade o horário correto era 15:00 hs. e, dessa forma, quando cheguei ao estádio (15:05 hs.) o jogo já estava rolando.

Depois da correria para fazer o credenciamento, fui para o gramado, me postando atrás da meta defendida pelo goleiro dos visitantes e, quando estava terminando de armar a máquina fotográfica, o "Tigre do ABC" abriu o marcador, aos 8 minutos, através de uma cabeçada de Reinaldo, aproveitando rebote do goleiro Gabriel. Festa da torcida local, que não parava de incentivar o seu time.


Ataque do São Bernardo, com Ney Mineiro, pela esquerda. Foto: Orlando Lacanna.


Mesmo abrindo o marcador, o São Bernardo não encontrou moleza, uma vez que o "Leão da 13" foi com tudo para cima da defesa dos donos casa, criando perigo com suas jogadas ofensivas, que nasciam pelas pontas, exigindo atenção redobrada dos zagueiros e do goleiro Anderson. Aos 14 minutos, o time de Santa Bárbara D'Oeste chegou ao empate, num gol anotado por Álisson, também de cabeça, escorando cruzamento que veio da esquerda.


Jogada pelo alto do ataque do União Barbarense, obrigando o goleiro a se desdobrar. Foto: Orlando Lacanna.


Dada nova saída, o ataque do São Bernardo armou rápido ataque pela esquerda, culminando num cruzamento executado por Danielzinhio, que foi aproveitado por Raul, aos 15 minutos, colocando o time da casa novamente à frente no marcador. Outra festa da entusiasmada torcida dos anfitriões. A partida continuava excelente, com os dois time buscando o gol a todo momento e, na marca dos 35 minutos, o São Bernardo aumentou a vantagem, num outro gol anotado por Raul, aproveitando falha do zagueiro Cláudio Brito, que quis sair jogando e acabou sendo desarmando pelo avante do Tigre, que mandou a bola para o fundo da rede do União Barbarense pela terceira vez.


Raul (encoberto) se preparando para marcar o terceiro gol do São Bernardo. Foto: Orlando Lacanna.


O time alviniegro não esmoreceu e foi à luta, tanto que, aos 39 minutos, conseguiu diminuir a diferença, marcando o seu segundo gol, novamente anotado por Álisson, que cobrou com categoria uma penalidade máxima cometida por Júnior. Mais alguns minutos de bola rolando e a primeira etapa foi encerrada com a vantagem de 3 a 2 para o São Bernardo, mas com o União Barbarense vivo no jogo.


Bola estufando a rede do São Bernardo, no segundo gol do União Barbarense. Foto: Orlando Lacanna.


Depois de um intervalo que passei buscando as duas escalações, a bola voltou a rolar e, logo nos primeiros dez minutos, foi possível prever que a movimentação da partida não seria a mesma durante a segunda etapa. Dito e feito, pois as jogadas passaram a se concentrar entre as duas intermediárias, com um número menor de ataques realizados pelos dois times. A partida não se tornou chata, muito pelo contrário, mas a questão foi que o primeiro tempo foi excelente, inclusive, com a marcação de cinco gols e, dessa maneira, ficou difícil manter o mesmo ritmo.


Tentativa de ataque do São Bernardo, pela esquerda, no início do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.


Nos primeiros vinte e cinco minutos, os dois lances ofensivos mais perigosos foram realizados pelo São Bernardo, aos 10 e 22 minutos, em jogadas que foram concluídas por Danielzinho e Ney Mineiro, sendo que no primeiro lance, a bola saiu por cima do travessão e, no segundo, o goleiro Gabriel, praticou boa defesa. A resposta do União Barbarense foi dada aos 29 minutos, numa escapada de Danilinho pela direita, que terminou num chute desviado na zaga, quase enganando o goleiro Anderson, que acabou fazendo a defesa, assustando a torcida local.


Bola viajando pelo alto na área do São Bernardo no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna. 


Quando tudo indicava que o placar não seria mais mexido, eis que, na marca dos 45 minutos, o São Bernardo chega ao seu quarto gol, alías um golaço por cobertura de Dewide, numa arrancada sensacional pela esquerda, terminando numa conclusão que encobriu o goleiro visitante. Esse gol matou qualquer chance dos visitantes chegarem ao empate.


Escapada de Dewide que resultou no quarto gol do São Bernardo. Foto: Orlando Lacanna.


Fim de jogo com o marcador mostrando São Bernardo 4 - 2 União Barbarense, que manteve o time do ABC na segunda colocação do seu grupo, agora com 8 pontos e necessitando apenas de um empate no jogo contra o PAEC, no próximo sábado (24/4), a ser realizado em São Bernardo do Campo. O "Tigre do ABC" tem tudo para chegar à elite do futebol paulista. Quanto ao União Barbarense, cabe cumprir o restante da tabela e começar a pensar no próximo ano, pois suas chances de acesso em 2.010, terminaram com a derrota.

Tão logo o árbitro apitou pela última vez, deixei o estádio e iniciei retorno para a Capital, pois iria participar de uma reunião com familiares na primeira comemoração de mais um aniversário. No domingo, as comemorações iriam continuar. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário