Procure no JP

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Vitória suada do Pão de Açúcar em cima do Mogi pela Copa Paulista

Olá, pessoal!

A minha programação inicial na quinta-feira me levaria até a cidade de Santos, mas a forte chuva que caiu desde os primeiros minutos da manhã, somado ao enorme frio, me fizeram desistir da rodada no litoral. Como alternativa, lembrei-me de um jogo válido pela Copa Paulista, novamente no Estádio Conde Rodolfo Crespi, entre Pão de Açúcar e Mogi Mirim. Mesmo com a chuva insistindo em não terminar, corri até o bairro da Móoca para mais essa partida de futebol.

Cheguei no estádio juventino às 15 horas em ponto, e ao entrar vi que o time do interior ainda estava se aquecendo. Eles também sofreram com o trânsito da nossa cidade, que fica ainda pior quando começa a chover. E mesmo com a partida atrasada, novamente não teremos as fotos dos times posados. É... por isso gosto bem mais da nossa Segundona.


Times perfilados para o Hino Nacional na Rua Javari. Foto: Fernando Martinez.

A chuva apertou, e então fui para as sociais da Javari e logo encontrei o Jurandyr também por lá. Afinal de contas, mesmo com um time da A2 e outro da A1, esse era um jogo perdidaço e totalmente fantasma. Esses sempre estão no topo da nossa lista de preferências. O público pagante da partida, que foi de 47 pessoas, pode comprovar um pouco o nosso ponto de vista. Mas o que vale mesmo são os times estarem jogando, e não parados sem nenhuma atividade.

Os dois times fazem parte do Grupo 7 da Segunda Fase da Copa Paulista 2009. Além deles, Rio Preto e Paulista disputam duas vagas para a fase seguinte da competição. O PAEC perdeu sua partida contra o Rio Preto fora de casa, e precisava a todo custo ganhar do Sapão para não complicar sua situação no grupo e deixar todo mundo com três pontos. Mas o Mogi está com um bom time, e o jogo seria complicadíssimo, ainda mais no gramado encharcado da Rua Javari.


Chegada do time mogiano pela esquerda do seu ataque. Foto: Fernando Martinez.


Disputa de bola no meio-de-campo, com o gramado encharcado. Foto: Fernando Martinez.

O jogo então começou com os times se estudando e truncado no meio-de-campo. Aos poucos, o Pão de Açúcar foi se soltando um pouco mais, chegando mais perto do gol adversário. Aos 26 minutos o time amarelo acabou marcando seu primeiro gol, com o jogador Gasparino completando cruzamento do jogador Luciano pela esquerda. Atrás do marcador, o Mogi resolveu acordar e foi pra cima dos donos da casa.


Saída do goleiro do PAEC para tirar a bola de dentro da sua área. Foto: Fernando Martinez.

O Sapão quase empatou na saída de bola com um bom chute de Rafael Costa. A bola passou raspando a trave esquerda do goleiro Dheimison. E mesmo com maior posse de bola, o Mogi não conseguiu deixar tudo igual no marcador no primeiro tempo. O jogo foi para seu intervalo com a vantagem mínima para o PAEC. No intervalo vimos um sem número de ex-jogadores na Javari, muitos deles ídolos da minha infância. Os mais importantes eram o ex-ponta esquerda de Santos e Corinthians João Paulo, e o camisa 7 do Corinthians no título de 1990 Fabinho. Figurinhas carimbadas da minha época de moleque.


Zaga do Pão de Açúcar afastando o perigo. Foto: Fernando Martinez.

Ex-jogadores à parte, fomos acompanhar agora o ataque do Mogi para o segundo tempo de jogo. E desde os primeiros momentos dessa segunda etapa, ficou claro que o time visitante viria pra cima dos donos da casa com tudo para buscar o empate. Mas como aconteceu no dia anterior com o Juventus, o time do Sapão foi craque no quesito perder gols. O time criou muitas, mas muitas chances, e não conseguiu marcar.


Jogador do Mogi caído, em lance que o Sapão reclamou pênalti. Notem o novo uniforme do jogador do PAEC, meio-a-meio amarelo/marrom. Foto: Fernando Martinez.


Chegada do time do Mogi Mirim pela direita. Foto: Fernando Martinez.

O Pão de Açúcar ainda tentava assustar nos contra-ataques, mas só uma vez chegou mesmo com perigo. E quando o jogador do Pão de Açúcar Lucas Piacentini foi expulso, tivemos um tradicional "ataque contra defesa" na Javari. A equipe mogiana perdeu grandes chances aos 11 minutos, com um chutão de Léo que por pouco não encobriu o goleiro e aos 25 com uma ótima cabeçada de Nando para fora.


Uma das inúmeras chances perdidas pelo time visitante na partida. Até o jogador entrou dentro do gol, mas a bola não. Foto: Fernando Martinez.

Mas as duas chances mais claras de gol aconteceram aos 35 minutos e nos acréscimos da partida. Na primeira, a bola foi cruzada para dentro da área e dois atletas - Rafael Costa e Fernando Gabriel - que estavam na pequena área não conseguiram concluir. A última chance foi do jogador Éverton, que sozinho e sem sofrer nenhuma marcação cabeceou para fora.

Final de jogo: Pão de Açúcar 1-0 Mogi Mirim. Vitória mais do que suada para o time amarelo dos supermercados. Mas o time precisa melhorar o futebol, pois um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Já para o Mogi fica a certeza de que, se o time tivesse melhor poder de conclusão a vitória seria bastante possível mesmo fora de casa. Agora todos os times tem os mesmos três pontos na tábua de classificação.

Sem muito pique de ficar zanzando pela cidade debaixo de chuva e no frio, voltei rapidinho para casa para ficar debaixo das cobertas até a madrugada. Muitos filmes e guloseimas completaram a cena.

Até mais!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário