Procure no JP

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

JP na Libertadores Feminina: Formas Íntimas humilha o San Lorenzo

Fala pessoal!

A segunda partida do dia na última quarta-feira foi a decisão da segunda vaga do Grupo 2 da Taça Libertadores da América Feminina. O jogo decisivo na Vila Belmiro foi entre o tradicional San Lorenzo de Almagro da Argentina, conhecidas como "Las Santitas de Buedo", contra o CD Formas Íntimas, da Colômbia. Nome mais sugestivo para uma equipe de futebol feminino impossível.


 

Escudinhos do San Lorenzo e do Formas Íntimas. Reprodução: Arquivo pessoal.

Por ser numa quarta-feira de manhã, o Urbano Caldeira ainda estava vazio quando os times entraram no histórico gramado. Não entrei novamente no campo de jogo, mas como já tinha me ligado que elas posariam pertinho de onde estava, corri até perto do gramado para fazer as fotos oficiais num ângulo diferente do que estamos acostumados, e que agora são publicadas aqui no JOGOS PERDIDOS:


Club Atlético San Lorenzo de Almagro (feminino) - Buenos Aires/ARG. Foto: Fernando Martinez.


Club Deportivo Formas Íntimas (feminino) - Medellín/COL. Foto: Fernando Martinez.

Antes do início da competição, todos achavam que o time argentino seria franco favorito para fazer a final do torneio contra o time do Santos FC. Mas na prática o que aconteceu foi bastante diferente. O time não fez boa campanha, e dependia apenas de uma vitória para garantir sua vaga nas semifinais como segundo colocado da chave 2. Já o genial Formas Íntimas, time fundado no ano de 2002 e maior força atual do futebol feminino colombiano, só precisava do empate, e pelo que tinha visto pela TV era favorito para a vitória.


Bandeiras da torcida do San Lorenzo marcando presença na Vila Belmiro, e a bandeira do time colombiano do Formas Íntimas. Fotos: Fernando Martinez.

Nesse jogo fiquei em outro ponto das cadeiras cativas na Vila Belmiro, aproveitando a chance de ver mais um jogo numa parte do estádio que dificilmente voltarei. Vi uma bela partida, aonde a equipe colombiana simplesmente inibiu qualquer chance ou sonho de classificação das argentinas. O primeiro gol do Formas Íntimas veio logo aos 6 minutos, e quem marcou foi a melhor jogadora do time, a meia Diana Ospina. A camisa 4 da equipe é melhor do que muito marmanjo que temos nos campeonatos daqui.


Detalhe da bola entrando no fundo das redes no primeiro gol colombiano. Foto: Fernando Martinez.


Cobrança de lateral para a equipe argentina. Foto: Fernando Martinez.

Sem nada fazer em campo, o San Lorenzo era presa fácil para o time amarelo, e aos 17 minutos a equipe marcou o segundo gol através da atacante Catalina Pineda, se aproveitando de lançamento em profundidade e uma velocidade incrível. Mesmo faltando 70 minutos para o jogo acabar, a classificação estava decidida. Mesmo assim, o San Lorenzo ainda tentou algo e chegou perto do gol adversário por duas vezes no final da primeira etapa.


Jogadora colombiana cabeceando a bola para longe do seu campo de defesa. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo, aproveitei a deixa e fui tomar alguma coisa no bar que fica na frente da Vila Belmiro. Logo no portão de entrada vi uma cena que demonstra a falta de organização desse torneio. Uma das jogadoras do San Lorenzo foi substituída no meio do tempo inicial e estava fortemente contundida no ombro. Mas dentro do campo não tinha nenhuma ambulância para levar a moça imediatamente ao hospital para um exame mais detalhado. Um absurdo isso, imaginem se tivesse acontecido algum lance pior com alguma jogadora dentro do gramado. Deixar a moça esperando a ambulância chegar, contundida e sem atendimento apropriado é uma vergonha! se ela tivesse ido a pé teria chegado bem antes no hospital.


Zaga do San Lorenzo saindo para o ataque. Na marcação, a jogadora mais bonita da equipe colombiana, a camisa 5 Gabriela. Foto: Fernando Martinez.

Bom, depois dessa cena triste e também de me refrescar, voltei para o segundo tempo de jogo e resolvi acompanhar o tempo final de outro lugar. Aproveitei que o setor reservado à imprensa estava aberto e fui me instalar numa das cabines de rádio da Vila. O lugar é bastante confortável e a visão que temos lá do alto é simplesmente fantástica. Você consegue ver o estádio por completo e ainda os radialistas que ficam no local tem TVs à disposição bem na frente das cabines.


Placa comemorativa mostrando um eterno agradecimento do genial São Cristóvão/RJ ao time santista, e ao lado o detalhe das TVs que ficam na frente das cabines de rádio da Vila. Fotos: Fernando Martinez.


Falta para as argentinas no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Fiquei conversando o tempo todo com um simpático torcedor santista que estava na cabine ao lado, e vimos o time colombiano continuar jogando fácil, sem qualquer chance para o San Lorenzo. Antes mesmo do primeiro minuto, o Formas Íntimas marcou o terceiro gol do dia, com a jogadora Naila Tatiana completando bom passe. O quarto veio aos 11 minutos, com a melhor em campo Diana Ospina fazendo seu segundo no dia.


A jogadora Gabriela chutando para o gol, em mais uma chance colombiana. Foto: Fernando Martinez.

O San Lorenzo estava tão desanimado que dificilmente chegaria ao seu gol de honra. Mas a jogadora Lina Quintero, zagueira colombiana, resolveu dar uma ajudinha para as argentinas aos 29 minutos e completou um cruzamento porteño para dentro das próprias redes. As argentinas estavam tão desanimadas, que nem comemoraram o primeiro gol da equipe.


Disputa de bola entre jogadoras do San Lorenzo e do Formas Íntimas no meio-de-campo. Foto: Fernando Martinez.

O jogo continuava fácil, e o time do Formas Íntimas marcou mais dois gols aos 32 e 38 minutos. Catalina Pinedo e Jennifer Hoyos foram as atletas que fecharam a grande goleada para a equipe colombiana. Final de jogo: San Lorenzo 1-6 Formas Íntimas. O time da Colômbia se classifica em segundo lugar do Grupo 2 e agora tem a difícil tarefa de enfrentar o Santos, grande favorito ao título do torneio, na segunda semifinal que acontece nessa sexta-feira.


Placar final da partida, mostrando que o pessoal do Santos também não tinha disponível o difícil escudo do Formas Íntimas. Foto: Fernando Martinez.

Após o apito final, consegui uma providencial carona do Carlos, o torcedor santista que estava nas cabines também, até a Rodoviária. Lá, peguei o ônibus que saiu ás 13:10 com destino à capital paulista. Fiz isso para tentar armar um esquema-ninja para curtir meu terceiro jogo em plena quarta-feira. A história completa vem no post seguinte!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário