Procure no JP

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Nacional perde clássico paulistano em casa pelo Paulista sub-20

Olá pessoal!

Final-de-semana prolongado, muitos jogos no estado durante os três dias de descanso, mas dessa vez fui fazer o papel de bom filho e rumei para o litoral visitar a família. Em virtude disso não veria nenhum jogo, mas no sábado à tarde consegui uma brecha na agenda e corri para o Estádio Nicolau Alayon para mais um jogo do Campeonato Paulista sub-20 da 1ª divisão, minha única partida do feriado. Lá teria início a Segunda Fase do torneio com o clássico paulistano entre Nacional e Palmeiras.

Mesmo saindo cedo de casa, chegar na Comendador Souza foi complicado. Já perto do estádio nacionalino, o ônibus em que estava sofreu um ataque absurdo de alguns garotos que pedem dinheiro da rotatória descendo o viaduto Pompéia. Eles quebraram os vidros de uma das portas do coletivo, jogaram pedras no motorista e ainda com isso machucaram uma moça que estava na porta. Para minha surpresa, as pessoas no ônibus acharam que o culpado disso era o próprio motorista... surreal!

Pedradas e confusões à parte, depois de 20 minutos parado naquela bagunça finalmente o ônibus seguiu seu rumo e cheguei no Nicolau Alayon. Já fui correndo para o campo de jogo fazer as fotos oficiais da partida. Sempre presente, o amigo Miguel também deu as caras por lá.


Nacional AC (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


SE Palmeiras (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem da partida e capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Esse jogo foi válido pela primeira rodada do Grupo 10, aonde Inter de Limeira e Penapolense também fazem parte. Começar ganhando em casa seria essencial para o Naça, que terminou o segundo turno da fase anterior jogando um pouco menos se compararmos os jogos do primeiro turno. Saindo do campo encontrei o David e o Mílton também bastante interessados nesse jogo. Também encontrei o grande torcedor lusitano Bin Laden, que estava lá para dar uma força para o time ferroviário.

Com bastante frio e sem sol, resolvemos então acompanhar o ataque do Nacional durante os 90 minutos. Mas o time não começou bem a partida, e aos 12 minutos sofreu o primeiro gol. Somente a partir daí a equipe da casa acordou em campo e passou a incomodar o time alviverde. Porém, a equipe até chegava com facilidade, mas pecava nas finalizações.


Goleiro palmeirense saindo do gol para afastar a bola da sua área. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto o jogo rolava pudemos perceber que o David não estava nos seus melhores dias, e reclamava de tudo e de todos. Futebol, cinema, pessoas... tudo era motivo para nosso cinéfilo amigo começar a reclamar da vida. E com o Nacional atrás do marcador então... o moço ficou bastante desanimado. Se ele parasse para escutar algum disco do Joy Division no sábado teríamos sérios problemas para vê-lo inteiro novamente.


Zagueiro alviverde chutando a bola para onde estava virado. Foto: Fernando Martinez.

Aos 32 minutos porém ele ficou mais feliz, pois o Nacional finalmente chegou ao empate. E a equipe deveria agradecer imensamente o goleiro palmeirense, pois ele falhou de forma clamorosa no gol. A bola foi cruzada sem força alguma para dentro da área, mas o arqueiro saiu caçando mosca e a bola, que já estava na direção das redes, entrou mansamente no gol do time visitante. Tudo igual no placar na Comendador Souza.


Uma das maiores chances de gol do Nacional no primeiro tempo. Mas a bola não entrou, tirando tinta da trave. Foto: Fernando Martinez.

O time da casa até tentou virar o jogo, sem sucesso. Ao final da primeira etapa o jogo estava em 1x1 e lá fomos nós comer alguma baboseira na lanchonete do estádio e conversarmos mais um pouco com as figurinhas carimbadas que sempre pintam por ali. Para o segundo tempo fomos novamente acompanhar o ataque do time da casa.


Jogador do Nacional pedindo falta não marcada pelo árbitro. Foto: Fernando Martinez.

Mas o time da casa simplesmente não atacou no segundo tempo de partida. Ficamos vendo o Palmeiras voltar muito melhor e passar 90% do tempo final no campo de jogo dos mandantes. E depois de perder um monte de gols, o onze alviverde marcou o segundo gol do dia aos 22 minutos, passando de novo à frente do marcador na Comendador Souza.


Zaga palmeirense tirando a bola em ataque frustrado do Nacional. Foto: Fernando Martinez.

Com o 2x1 contra, era esperado que o time da casa fosse pra cima do adversário, mas o Nacional só foi mesmo pra cima do Palmeiras nos minutos finais de partida. Acredito que se o time tivesse ido pra cima antes, o jogo poderia ter tido outro resultado. Final de jogo: Nacional 1-2 Palmeiras. Péssimo resultado para o Naça, que agora vai ter que ganhar algum jogo fora além dos dois em casa para começar a sonhar com a vaga na Terceira Fase. No outro jogo do grupo, o Penapolense venceu a Inter também por 2x1.

Após a partida, eu, David e Mílton voltamos para o centro da cidade, aonde ficamos por algum tempo conversando e lembrando os tempos antigos aonde o local ainda era limpo, arrumado e um lugar cheio de glamour. Visitamos cinemas antigos, prédios do começo do século XX e lugares históricos. Foi um ótimo passeio... dali fui direto para o litoral paulista passar dois dias no sossego.

Até a próxima

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário