Procure no JP

sábado, 12 de janeiro de 2008

Vitória do Grêmio em jogo fraco no Baetão

Fala pessoal!

Depois então do jogo do Tigre do ABC no Baetão, agora foi a vez de ver a segunda partida do grupo no histórico estádio. O mais legal é que realizei um sonho de infância vendo um jogo à noite no estádio. Para quem cresceu nos anos 80 vendo na TV gols por lá com as luzes acesas, foi muito legal poder ter acompanhado esse jogo, já que acredito que fazia tempo que não tinha jogo noturno por lá. E o jogo em questão foi entre Grêmio e o Botafogo/PB.

Infelizmente nesse jogo não consegui as fotos posadas já que o time gremista fez o favor de embaçar ao extremo para entrar no gramado. O trio de arbitragem e o time paraibano fizeram sua parte, mas o Grêmio, desrespeitando a transmissão da TV, a imprensa em geral e principalmente a torcida, não cumpriu o mínimo que tinha que cumprir: fazer com que o jogo começasse na hora. Fica o registro do infeliz gesto dos gaúchos.

Grande parte da torcida ficou presente por lá, talvez para tentar ver outro massacre gremista. Mas o que se viu durante os 90 minutos desse jogo foi algo digno de filmes de horror, com uma partida completamente sem graça no gramado.


O Grêmio se lança ao ataque no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.

O time do sul do país talvez tenha gasto todo seu potencial de ataque no primeiro jogo da Copinha, fazendo 12 gols, pois no jogo contra o Botafogo o que se viu foi uma má-vontade dos jogadores gremistas, que não conseguiam se desvencilhar da marcação adversária. E nas vezes em que chegava ao gol, o goleiro botafoguense fazia ótimas intervenções.


Um dos poucos ataques do Botafogo/PB, para delírio da torcida no Baetão. Foto: Fernando Martinez.

Olha, até a animação dos gremistas e dos que torciam para o Bota foi se desmanchando conforme o tempo ia passando, devido à baixa qualidade do jogo. Numa indolência tremenda, o Grêmio só chegou ao seu primeiro gol aos 36 minutos, quando abriu o placar em gol de cabeça depois de cruzamento da esquerda. Aos 47 o time ampliou em mais um gol de cabeça e o jogo foi para o intervalo em 2 a 0.


Lance do jogo entre Botafogo/PB e Grêmio. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo, ficamos por lá curtindo a noite em São Bernardo do Campo e fazendo planos do que ver no final-de-semana. Um seu Natal sonolento e um Jurandyr afetado foram os pontos altos dos 15 minutos de descanso dos jogadores, como sempre. E para os torcedores que restaram a esperança era que o jogo pudesse melhorar no tempo final.

Mas o segundo tempo foi ainda pior do que o primeiro, sem nenhuma emoção e sem graça total. Olha, esse jogo já é candidato fortíssimo para os piores jogos de 2008 e por incrível que pareça, vi que uma partida com gols pode ser pior do que muitas sem a abertura de contagem.


Visão geral do jogo, com a torcida quase dormindo no Baetão. Foto: Fernando Martinez.

Aos 36 minutos o Grêmio ainda marcou mais um, mas nada que animasse nem em 10% o público por lá. O pessoal que resistiu contava os minutos para que o árbitro apitasse o final da partida. O seu Natal inclusive chegou literalmente a dormir durante os minutos finais. Olha, foi coisa de doido!


Marcação gremista em tentativa de ataque do Botafogo/PB. Foto: Fernando Martinez.

E para alívio de todos, o jogo terminou com o placar de Grêmio 3-0 Botafogo/PB. Olha, a primeira impressão que tivemos do Grêmio, avassalador e favoritíssimo ao título, ficou um tanto quanto manchada com essa apresentação. Acredito que o time tenha se poupado, caso contrário ele não chega muito longe não.

Depois do jogo ainda o seu Natal me escoltou até os estúdios da ClicTV para o genial Programa Porão Sonoro estrear nas madrugadas virtuais... Já pensando na rodada do final-de-semana.

Muita coisa boa vem aí!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário