Procure no JP

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

A partida com maior número de gols na história da Copinha

Olá!

No último domingo, após acompanhar Flamengo e Independência com os demais membros do JP, segui sozinho para São Bernardo do Campo, onde, no Estádio Humberto de Alencar Castelo Branco, mais conhecido como "Baetão", acompanhei o jogo entre o tradicional Grêmio FBPA e inédito SE Ypiranga FC, de Vitória do Santo Antão, interior de Pernambuco, que valeu pela 1ª rodada do grupo Q da 39ª Copa São Paulo de Juniores. Cabe aqui ressaltar a boa qualidade da grama sintética colocada este ano no "Baetão", já que na edição passada escutamos muitas reclamações nesse quesito.

Infelizmente cheguei no exato momento em que a partida foi iniciada, assim não foi possível registrar as equipes posadas, por outro lado me acomodei nas cadeiras cobertas, local reservado para as autoridades, onde encontrei manequins vestidos com os uniformes das quatro equipes integrantes do grupo Q.


Manequins com os uniformes das equipes do grupo Q, idéia que poderia ser seguida em todas as sedes. Foto: Victor Minhoto.

O jogo começou em ritmo alucinante, e após desperdiçar duas boas chances, aos 6 minutos da etapa inicial, o camisa 9 Rafael Martins abriu o marcador para os sulistas. Os gaúchos continuaram a todo vapor e apenas três minutos depois o habilidoso camisa 10 Jonathan fez o segundo. Não tardou muito e aos 17 minutos Rafael Martins fez o terceiro. Apenas dois minutos a mais e o camisa 8 Dhiego marcou o quarto para o Grêmio.

Vale ressaltar que os quatro primeiros gols saíram da mesma forma, os jogadores do tricolor gaúcho entraram tabelando com facilidade no meio da frágil zaga pernambucana e apenas tiveram o trabalho de tocar a bola na saída do goleiro. Já aos 26 minutos o zagueiro Lucas, com a camisa 3, fez o quinto gol, agora no melhor estilo gaúcho, acertando uma bela cabeçada após um cruzamento do lado esquerdo do ataque gremista.


Zagueiro Lucas acerta bela cabeçada e faz o quinto gol do Grêmio. Foto: Victor Minhoto.

Aos 29 minutos, quando parecia que o Ypiranga estava morto, em uma disputa de bola no meio de campo, o gremista Jonathan deu uma cotovelada no adversário e foi corretamente expulso. Na cobrança desta falta, em uma bela jogada ensaiada, Alex marcou o gol de honra a favor dos nordestinos. Esse susto serviu para acordar o time do Rio Grande do Sul, tanto que aos 36 e 37 minutos o artilheiro Rafael Martins marcou mais dois gols e fechou o placar do primeiro tempo em 7x1.


Mais um perigoso ataque gremista durante a 1ª etapa. Foto: Victor Minhoto.

No intervalo fui obrigado e ouvir em alto volume o hino do São Bernardo FC, que na minha modesta opinião não é nada agradável, mas tudo bem, pois além de estar na sombra, a expectativa de uma goleada histórica me animava para o segundo tempo.

A etapa final começou na mesma velocidade da primeira, logo aos 2 minutos o artilheiro Rafael Martins fez o oitavo gol gaúcho, e somente seis minutos depois o mesmo atleta anotou o nono, ou seja, nem mesmo a substituição de goleiros feita pelo Ypiranga no intervalo do jogo deu resultado. Nesse momento imaginei que a goleada que presenciava poderia atingir até mesmo quinze gols, porém, o Grêmio diminuiu o ritmo e demorou até aos 22 minutos para o camisa 17 Paulo, que havia entrado no intervalo, fazer o décimo.


Após belo e potente chute de Rafael Martins, a bola entra pela nona vez na meta pernambucana. Foto: Victor Minhoto.

Esse gol, deu novo ânimo a Rafael Martins, um dos destaques do Grêmio no último campeonato brasileiro sub-20 disputado em Porto Alegre, e ele marcou o décimo primeiro gol gaúcho aos 30 minutos. Logo após anotar seu sétimo tento na partida, Rafael Martins deixou o gramado muito aplaudido, pois mostrou ser um atacante oportunista, com boa técnica, velocidade e um potente chute de longa distância.


Vista geral do gramado sintético do Estádio "Baetão", com boa presença de público ao fundo. Foto: Victor Minhoto.

A partir deste momento o "tricolor dos pampas" passou a administrar o resultado, mas o camisa 7 Maylson ainda teve tempo de marcar aos 41 minutos o décimo segundo e último gol do jogo. Depois disso nada mais aconteceu e a partida terminou mesmo em Grêmio 12x1 Ypiranga/PE. Como eu tinha um compromisso profissional, não pude ficar para acompanhar o embate entre São Bernardo e Botafogo/PB, que acabaria em 3x0, mas sai muito satisfeito, porque além de ver pela primeira vez ao vivo uma equipe marcar doze gols, coloquei na minha lista o Ypiranga de Vitória do Santo Antão.

Este jogo deixou a impressão que o Grêmio vem com uma equipe competitiva para brigar pelo título, pois conta com bons atletas, como o artilheiro Rafael Martins, o camisa 5 Rafael Carioca e o camisa 10 Jonathan, sendo que o úlitmo apenas precisa melhorar seu humor e evitar expulsões bobas como a deste jogo. Já o Ypiranga nada pode esperar em termos de resultados nesta competição.

Até a próxima,

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário