Procure no JP

segunda-feira, 16 de outubro de 2006

A primeira rodada dupla Minas/Rio na história do JP (parte 1 de 2)

Opa,

Depois dos dois jogos do sábado e da última sessão de cinema na casa do Emerson, marcada de última hora, no sábado à noite, a "Jovem Guarda" do JOGOS PERDIDOS (eu, o Estevan, o David e o Emerson) foi dormir para uma rodada dupla INÉDITA. Caindo da cama no domingo às cinco e meia, o amigo jabaquarense partiu coletando todos pela Móoca e pelo Pari rumo à Minas Gerais. Seguindo pela Fernão Dias, fomos até a cidade de Santa Rita do Sapucaí.


A "Jovem Guarda" do JOGOS PERDIDOS na antiga estação de trem de Santa Rita de Sapucaí. Foto: Estevan Mazzuia (automático).

Lá iria rolar, às 10 da manhã, mais uma partida do fantástico Campeonato Mineiro da 2ª divisão. Já fazia tempo que devíamos essa visita, e dessa vez tudo deu certo para acompanhar o jogo entre a Santarritense contra o Alfenense. Jogo importantíssimo no Estádio Erasmo Cabral e determinante para o futuro das equipes nessa fase do campeonato. Como sempre, fomos muito, mas muito bem tratados pelo pessoal da Santarritense e pelo trio de arbitragem, que já nos conhecia. E, mais uma vez de forma exclusiva, seguem as fotos oficiais:


Santarritense FC - Santa Rita do Sapucaí/MG. Foto: Fernando Martinez.


Alfenense FC - Alfenas/MG. Foto: Fernando Martinez.


O auxiliar Aurélio Nadu, o árbitro André Luiz Lopes, a auxiliar Maria Cláudia Rodrigues e os capitães dos times posando para o JP, na foto oficial do jogo. Foto: Fernando Martinez.

O jogo prometia bastante: na partida anterior, a Santarritense ganhou do Verdão, em Alfenas pelo placar de 3 a 1. O time verde queria à todo custo devolver a derrota, e não ficar distante da classificação ao Quadrangular Final da Segundona. Para isso, o time de Alfenas apostava na figura do camisa 10 Elivélton (ele mesmo, que jogou no São Paulo, Corinthians, Palmeiras...) para conseguir a vitória. E desde o começo vimos uma grande partida por lá.


Tentativa de cruzamento do time do Alfenense no primeiro tempo de jogo. Foto: Fernando Martinez.


Mais um cruzamento para dentro da área da Santarritense. Foto: Fernando Martinez.

O jogo no início começou com domínio do time visitante. A Santarritense parecia estar meio perdida em campo, e não conseguiu frear o ímpeto do time de Alfenas. Logo aos 16 minutos o Verdão chegou ao seu primeiro gol. Depois de um pênalti indiscutível, o jogador Robert marcou o primeiro gol do Alfenense, assustando o bom público presente no estádio.


Lance do pênalti que originou o primeiro gol dos visitantes: lance indiscutível. Foto: Fernando Martinez.


O jogador Robert abre o placar para o Alfenense. Foto: Fernando Martinez.

O gol fez com que a Santarritense acordasse e passasse a ter o domínio territorial da partida. O time criou boas chances de gol, mas todas foram desperdiçadas pelos seus atacantes. O Alfenense, mostrando um time bastante equilibrado ainda criava chances de ampliar o placar. E numa delas a estrela do jogador Elivélton apareceu. Aos 36 minutos, em jogada de classe, ele só ajeitou e colocou de pé esquerdo no cantinho do goleiro dos donos da casa. Dois a zero no placar e uma boa vantagem dos visitantes no intervalo.

No intervalo eu e o Estevan fomos nos encontrar com o Emerson e o David que, da parte mais alta do estádio, estavam filmando alguns lances do jogo. É, estamos começando a fazer algo que tínhamos idéia faz tempo: andar com uma câmera na mão e filmar lances dessas nossas viagens fantásticas. Muita coisa boa foi registrada...

Voltando ao segundo tempo, graças ao insuportável calor, os times ainda estavam se estudando para o decorrer do jogo quando o Alfenense matou de vez a partida e minou qualquer reação da Santarritense. Aos 11 minutos, mais uma vez o iluminado Elivélton seguiu sozinho com a bola e chutou... e o goleiro dos mandantes não segurou o que veio e ser o terceiro gol. O quarto surgiu aos 16, num belo chute do jogador Édson da entrada da área.


Vista aérea do segundo tempo do jogo entre Santarritense e Alfenense. Notem no alto o cemitério de Santa Rita do Sapucaí. Foto: Fernando Martinez.

Com a vantagem e o placar assegurado, restava à Santarritense tentar fazer um ou dois gols de honra. O time lutou bastante, mostrando grande raça, mas nada de efetivo realmente foi criado. O pouco que foi no gol, foi bem defendido pelo arqueiro do Alfenense. Mas o time da casa ainda fez o seu de honra: aos 43 minutos, depois de pênalti bem marcado, o jogador Édson fez o único do time amarelo.


Bola de um lado, goleiro do outro: é o gol de honra da Santarritense na partida. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Santarritense 1-4 Alfenense. Boa vitória do Verdão, rumo à vaga na Fase Final. Já para a Santarritense, agora o time faz um jogo de vida ou morte contra o Sul-Minas, em casa, para tentar melhor sorte. Mas independente de tudo, vimos um jogo que não deve nada à jogos do Brasileiro desse ano. Mais uma vez (e como falei do jogo entre GRB e Treze) fica provado que o "futebol perdido" não é tão perdido assim...

Sem muita enrolação, fomos seguir viagem pela estrada que passa por Itajubá, rumo à via Dutra, aonde seguiríamos ao estado do Rio de Janeiro. É, acho que uma rodada assim deve ter sido feita poucas vezes.


Detalhes peculiares: o Edifício "The Beatles" ao lado do estádio em Santa Rita do Sapucaí, aonde só falta uma banda tocando no telhado na hora do almoço e a placa indicando a cidade de Piranguinho, aonde paramos para degustar o guaraná "Jota Efe"... perfeito! Fotos: Fernando Martinez.

E foi uma pauleira só, que será contada no post seguinte.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário