Procure no JP

segunda-feira, 23 de outubro de 2006

Overdose Alvinegra no JP (parte 2 de 4)

Opa,

Agora vamos com a segunda parte da minha overdose corintiana desse último final-de-semana, com o o jogo do Campeonato Paulista sub-17 que vi em Guarulhos. O jogo foi o clássico máximo entre Corinthians e Palmeiras. Para o Corinthians um jogo a mais, já que o primeiro lugar do grupo estava assegurado. Para o Palmeiras, um jogo de vida ou morte, já que só a vitória interessava para tentar a vaga na fase seguinte.

Nesse jogo consegui as fotos oficiais, e mais uma vez os times posados aparecem aqui no JOGOS PERDIDOS:


SC Corinthians P (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


SE Palmeiras (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem composto pela árbitra Regildênia Moura, os auxiliares Alexandre David e Paulo Estevão da Silva, o quarto árbitro Leonardo Oliveira e os capitães das equipes. Foto: Fernando Martinez.

Graças ao aspecto emocional do clássico, pude ver um dos meus cinco melhores jogos do ano e um dos melhores da minha vida. Um clássico com "C" maiúsculo e que levou o grande público presente à apreensão absoluta, dos dois lados.

O Palmeiras começou melhor e criou boas chances no início da partida. Aos poucos o Corinthians foi equilibrando, mas o domínio territorial que conseguiu não foi traduzido em chances de gol. Se aproveitando disso, o Palmeiras foi mais incisivo nos seus contra-ataques.


Ataque corintiano no primeiro tempo da partida contra o Palmeiras. Foto: Fernando Martinez.

Nesses contra-ataques construiu uma bela vantagem: aos 17 minutos, o time chegou ao seu primeiro gol, em grande jogada armada pelos seus atacantes. Logo depois, aos 19, e se aproveitando de bobeira no ataque corintiano, o Verde foi rápido no contra-ataque e marcou o segundo.

Dois a zero contra foi muito para o onze alvinegro, que dominou o jogo novamente, mas irritantemente deixava o contra-ataque aberto. Tanto o Corinthians perdeu duas boas chances quanto o Palmeiras criou a chance de liquidar o jogo fazendo o terceiro. E o jogo foi para o intervalo no 2 a 0.

Para refrescar um pouco, o intervalo foi essencial para que pudesse tomar algum líquido na barraca de pastel que estava na porta do estádio, graças à uma feira estrategicamente localizada. Muitos pastéis e cocas depois, voltei para o segundo tempo, ainda mais eletrizante, da partida.


Tentativa de ataque corintiano no segundo tempo do jogo. Foto: Fernando Martinez.

O segundo tempo começou de forma clara: o Corinthians no ataque e o Palmeiras se defendendo. Mas o time do Parque São Jorge não levava sorte nas conclusões e as poucas bolas que iam para o gol eram interceptadas pelo goleiro alviverde. E quando o jogo parecia que seguiria nos 2 a 0, o Palmeiras aprontou mais uma.

Na saída de um contra-ataque rápido, a defesa corintiana foi envolvida facilmente pelo ligeiro ataque verde, e em três toques, o atacante alviverde chegou na cara do gol e só deslocou: Palmeiras 3 a 0 aos 25 minutos.


Cobrança de falta perfeita e o Corinthians ainda vivo no jogo: Palmeiras 3 a 1. Foto: Fernando Martinez.

Goleada à vista? O Corinthians iria se entregar facilmente ao preciso ataque palmeirense? Não... e logo depois o jogo pegou fogo de novo. Aos 28 minutos, numa precisa cobrança de falta, o Timão fez o primeiro. Um minuto depois, num chute a distância que o goleiro do Palmeiras espalmou e sem ângulo o atacante corintiano colocou nas redes, o alvinegro chegou aos 3 a 2 e prometia mais.


Detalhe da soltada de bola do goleiro palmeirense, no que resultou no segundo gol corintiano. Foto: Fernando Martinez.

Aí brilhou a estrela do goleiro palmeirense. Em pelo menos quatro ataques corintianos ele fez verdadeiros milagres, sem exagero nenhum, e impediu o empate. Pegando tudo, e sem deixar que o Corinthians chegasse à milagrosa reação, ele sozinho garantiu a vitória emocionante do verde no final da partida.


Final de jogo e desespero para as duas torcidas: Corinthians no ataque e Palmeiras se defendendo como podia. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Corinthians 2-3 Palmeiras. Boa vitória palmeirense, que agora espera o resultado entre São Caetano e Comercial para ver se conseguiu a tão sonhada vaga. E fica o alerta para o alvinegro: o time é muito bom, mas tem que jogar os 80 minutos, qualquer bobeada pode ser fatal.

Depois do jogo ainda teria quase duas horas e meia para curtir o jogo da tarde, então fui passear por Guarulhos. O próximo jogo vem no post seguinte...

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário