Procure no JP

terça-feira, 17 de outubro de 2006

A primeira rodada dupla Minas/Rio na história do JP (parte 2 de 2)

Fala povo!

Como disse no post anterior, saímos na correria de Santa Rita do Sapucaí para seguirmos até a via Dutra, com destino ao estado do Rio. O que não sabíamos muito bem era a condição da estrada que passa por cidades como Itajubá e Delfim Moreira. O asfalto até que não estava tão ruim, mas as curvas... Elas fazem inveja à qualquer estrada que vai de SP para o litoral ou então a parte da Dutra que fica na Serra das Araras.

Só a gente passou pelas inúmeras curvas durante todo o percurso. Tudo com uma trilha sonora especial: não sei como, mas no meio da Serra da Mantiqueira toda ouvimos perfeitamente a Panorama FM. Não sei de onde a rádio era ou como conseguimos ouvi-la, mas a trilha foi fantástica.

Depois dessa epopéia, chegamos na Dutra e tínhamos pouquíssimo tempo para percorrer cerca de 80 quilômetros. O Emerson então ligou a nitroglicerina do seu Fiesta e à 110, 120, 160, vimos até onde o motor agüenta. Entramos no estado do Rio e rumamos até a cidade de Itatiaia, para acompanharmos mais um jogo do Campeonato Carioca da 3ªdivisão. A partida foi entre o EC Resende e o Brescia.

Entramos no Estádio Antônio Corrêa em cima da pinta, às 3 e 5, para ver se teríamos sorte com as fotos. Como o Rio é maishh legal, os times ainda se aqueciam e pudemos ficar sossegados para as fotos oficiais do jogo:


EC Resende DEL - Resende/RJ. Foto: Fernando Martinez.


GR Brescia CL - Rio de Janeiro/RJ. Foto: Fernando Martinez.


Os capitães dos times com os auxiliares Paulo Henrique Martins, Jorge Luiz da Silva e o árbitro Hélton José Benevides. Foto: Emerson Ortunho.

Bom, o Brescia é azul, e porque eles estão jogando de verde? A resposta é simples: o Brescia hoje em dia tem uma parceria com o Centro Real FC, de Porto Real. A maioria dos jogadores são do Centro Real e o time joga em Porto Real, mas usa a filiação do Brescia. E com isso, o time acaba usando o uniforme do próprio Centro Real, verde e branco.

Com um infernal calor então fomos nos postar na tribuna do Estádio, para gravarmos algumas imagens e vermos o jogo. Desde o começo vimos um jogo quentíssimo, ilustrando bem a temperatura ambiente. O Brescia começou melhor, mas aos poucos o time da casa foi ficando com a cabeça no lugar e começou a criar suas chances. Aos 26 minutos o time chegou ao primeiro gol. Depois de cruzamento perfeito pela direita, o jogador Igor marcou, de letra, uma pintura de gol.


Ataque perigoso para o Brescia logo no começo da partida. Foto: Fernando Martinez.

O gol foi sentido pelo time do Brescia que não criou mais chances nesse primeiro tempo. Caso o Resende tivesse mais precisão, poderia até ter feito mais algum. Mas no final do período, o jogo ficou com a vantagem mínima para o Resende. O intervalo foi de extrema utilidade para nos refrescarmos: litros e mais litros de refrigerantes e cervejas consumidos. Também serviu para um contato telefônico com o Orlando, que estava doido atrás de novidades da epopéia.


Disputa de bola entre jogadores do EC Resende e do GR Brescia. Foto: Fernando Martinez.

Já no segundo tempo, os times melhoraram bastante e o jogo ficou eletrizante. Fazendo o que não fez durante os 45 minutos iniciais, o Brescia foi com tudo em cima dos mandantes. Aos 10 minutos então conseguiu o empate. Escorando cruzamento da direita, o jogador Gerson empatou a partida de cabeça.


Gol de empate do Brescia na partida. Notem o jogador do Resende à direita na foto fazendo uma pirueta no ar. Foto: Fernando Martinez.

Melhor no jogo, o Brescia criou boas chances para a virada. Mas o contra-ataque aberto também deixou o Resende em boas condições para marcar. Isso deixou todos no estádio aflitos, e simpatizantes dos dois times ficaram nervosos com a tônica da partida.

Por volta do meio do segundo tempo, ficou claro que qualquer um dos times poderia fazer o segundo gol, tamanha a vontade de ambos. Mas quem chegou primeiro ao segundo gol foi o time do Brescia. Numa cobrança de falta da esquerda, a bola viajou por toda a área do Resende e só resvalou no jogador Baiano, que virou a partida.


Detalhe das arquibancadas do Estádio Antônio Corrêa, em Itatiaia/RJ. Foto: Estevan Mazzuia.

Preocupado em não perder a invencibilidade no campeonato, o Resende foi com todos ao ataque e conseguiu o empate de forma heróica. Aos 40 minutos, em outro cruzamento, o jogador Marcelo aproveitou a confusão e deixou tudo igual novamente.


Jogada na lateral do campo, no segundo tempo da partida. Foto: Estevan Mazzuia.


Falta dura do jogador do Resende no final do jogo. Foto: Fernando Martinez.

Mais nervosismo e no final um resultado justo: Resende 2-2 Brescia. Agora o Brescia luta pela vaga na última rodada, jogando contra o Paraíba do Sul. Só a vitória interessa e ainda tem que torcer contra o Resende FC, que faz o clássico contra o EC Resende, já classificado.

Depois do jogo, fomos passear um pouquinho pela bela cidade de Itatiaia. Fomos à Praça Principal tirar algumas fotos e curtir o lugar. Em Itatiaia mesmo paramos para finalmente fazermos nossa refeição merecida.


Fernando, David, Emerson e Estevan no coreto da Praça Principal de Itatiaia. Foto: Fernando Martinez.

Degustamos um belo churrasco, enquanto falávamos sobre a vida das medusas, a história egípcia do século XI, e a nova possibilidade de pesquisas científicas com embriões de rinocerontes. Enquanto isso o David pedia um uísque duplo, on the rocks, no bar do restaurante.


David, esperando seu uísque duplo on the rocks, no restaurante em Itatiaia. Foto: Fernando Martinez.

Na Dutra foi uma festa só, com mais conversas culturais e já o planejamento da próxima saga do JP. Muita coisa boa está na pauta e até o fim do ano ainda teremos muitas novidades. E mais uma vez com o sentimento de dever cumprido, me despeço!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário