Procure no JP

segunda-feira, 6 de junho de 2005

Paulista Série A2: Juventus 0-0 Comercial-RP

Opa,

Finalmente vamos aos posts que todos esperam na segunda-feira: Tudo sobre os jogos do final-de-semana! Como hoje temos muitas informações, dividirei o post em duas partes: A rodada dupla do sábado de manhã e o jogo de sábado à tarde (já que ontem foi dia de retiro espiritual). E vou começar ao contrário, falando sobre o jogo do sábado a tarde: O clássico Juventus e Comercial de Ribeirão Preto na Javari.

Apesar de ter sido um jogo com fraca presença de membros do Clube dos Doentes (só eu, o Jurandyr, o Mílton e o magnânimo David), a partida de sábado contou com a visita de inúmeras figuras raras na Javari. Não consegui tirar fotos da turma devido ao grande público na Javari, e devido a todo mundo ter visto o jogo de lugares diferentes, mas faço questão de homenagear e mandar um abraço a todos por aqui:

Alfredo, Sérgio, Édson Natali, Fernando Galuppo, o incansável e recém-operado Valentim (depois de muito tempo ausente do templo), o inesquecível Luiz Fernando Bindi do http://www.distintivos.com.br/, Daniel Perassoli (grande comercialino, e que nem ficou com a gente...), Daniel Leal (guitarrista dos ótimos The Jenniffers), Lupércio 'Saraiva', O grande Maurício 'Nassau' e sua simpaticíssima namorada, o Psiquiatra (não sei o nome dele, mas é um ícone), o dono da segunda cópia do 'Anuário de 1957' Luiz (ou Luís, está certo?), Leandro Giudici, o famoso Ney Franco (grande cantor), etc, etc, etc... (se esqueci de alguém, me desculpem...).


A zaga do Comercial afasta um escanteio do Juventus no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Homenagens à parte, o jogo foi horrível. O Juventus foi levemente melhor do que o Comercial, apesar de que a equipe de Ribeirão ainda acertou um chute na trave, no começo do segundo tempo. O Juventus pecou pelo preciosismo exacerbado na hora das conclusões e pela sonolência que tomou conta do time. Nossa, pareciam que tinham acabado de mandar brasa numa feijuca e entrado no campo. O 0 a 0 foi o resultado e a nota do jogo. Péssimo pra mim, pois já faziam 63 jogos seguidos que não via esse resultado horroroso.

E fica aqui o registro da arbitragem controvertida do juiz Sálvio Spinola e do bandeira 1, Marinaldo Silvério. O bandeira não marcava nenhuma falta para o Juventus, deixando o jogo correr, e o árbitro não deu duas faltas na entrada da área, claríssimas por sinal, no fim do segundo tempo.


Um dos infrutíferos ataques do Juventus no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.


Ataque juventino pela direita. Foto: Fernando Martinez. [130209]

O Juventus ainda é o primeiro do grupo, mas o bicho vai pegar em Ribeirão. Lá não é fácil jogar não, a pressão é enorme e com certeza teremos um belíssimo jogo de volta amanhã.

Logo em seguida já teremos o post sobre o sábado de manhã. Só aguardem mais um pouquinho.

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário