Procure no JP

domingo, 13 de dezembro de 2020

Sub-20 corintiano está entre os quatro melhores do Paulista

Texto e fotos: Fernando Martinez


As quartas de final do Campeonato Paulista sub-20 pediram passagem na sexta-feira à tarde com o Corinthians recebendo o Taubaté no Estádio Alfredo Schurig. Jogo bastante legal de acompanhar e um reencontro de clubes que estavam na mesma chave na primeira fase. Um confronto inédito na minha lista com cheirinho daqueles estaduais dos anos 50.

O Burro da Central terminou a fase inicial como vice-líder do Grupo 5, atrás apenas do mosqueteiro. Os compromissos entre os dois tiveram empate sem gols no interior e triunfo alvinegro na capital por 4x2 (a única derrota alvi azul até então). Nas oitavas o Timão eliminou o Oeste com uma goleada na Fazendinha e os taubateanos derrotaram o Guarani fora de casa.



Só o Taubaté fez a foto oficial, assim como os capitães e o quarteto de árbitros. Nada de Corinthians desta vez

Claro que os comandados de Coelho eram favoritos, ainda mais levando em conta o retrospecto em 2020. O Taubaté sabia disso e chegou no Parque São Jorge com um único pensamento: se defender. É normal ver um pequeno esperar "a" oportunidade única de definir uma peleja quando enfrenta um grande, é da lei do esporte. Agora, não há como negar que é irritante ver os dez atletas de linha somente na defesa sem passarem do meio-campo.

O alvinegro teve quatro ótimos momentos durante a etapa inicial. Vitinho aos quatro minutos, Adson aos 15 e aos 24 chegaram bem perto de abrir a contagem. Aos 34 desperdiçaram a chance de ouro quando Vitinho cobrou pênalti e Giovanni fez grande defesa. O escrete do Vale nada fez e quando o intervalo chegou o injusto 0x0 era o resultado parcial.




O Taubaté foi ao jogo contra o Corinthians no esquema 10-0-0. Com todo mundo na defesa, ficou complicado para o alvinegro furar o bloqueio



Vitinho, camisa 10 mosqueteiro, teve bons momentos para abrir o marcador. Primeiro perdeu um pênalti, muito bem defendido por Giovanni, e depois uma ótima cobrança de falta

A infrutífera pressão de todo o primeiro tempo deu resultado logo aos dois minutos do segundo. Matheus Araújo tocou para Adson na entrada da área. Ele puxou com estilo e, sem demora, chutou colocado de pé esquerdo no ângulo de Giovanni. Um gol de alívio que poderia deixar a partida menos complicada. Poderia. Na saída de jogo, em lance que durou apenas onze segundos, Brenner recebeu na direita, avançou e cruzou na área. João Paulo Siqueira bateu sem querer e deixou tudo igual.

O tento sofrido foi lamentado pelos presentes na parte coberta da Fazendinha. Dentro de campo a molecada mandante nem sentiu e continuou pressionando. O implacável relógio andava com rapidez e o fantasma da "loteria dos pênaltis" aumentava a cada volta do ponteiro. O Taubaté se segurava como podia com todos os seus jogadores dentro da grande área.

Somente aos 41 minutos que o Corinthians desencantou. Já que estava difícil, nada melhor do que um gol bizarro para afastar a má sorte. A zaga do Burro afastou mal e Vitinho chutou como quem não quer nada da entrada da área. No caminho a pelota bateu no joelho de um defensor adversário, fez um efeito insano e encobriu o arqueiro. Um gol sofrido com a cara do mosqueteiro.

O Taubaté se mandou naquela blitz marota em busca do empate e deixou o setor defensivo todo desarrumado. Restou aos locais segurarem essa pequena pressão e tentarem algo no contra-ataque. Aos 49, em falta bastante questionada pela comissão técnica visitante, a bola foi esticada até Adson, que estava livre de marcação, na esquerda. Ele avançou, entrou na área e deu um toque de leve, encobrindo Giovanni e confirmando a classificação paulistana.






Na segunda etapa a partida ficou mais animada, porém ainda difícil para os locais. O time só respirou aliviado aos 49 minutos com o gol de Adson (última foto) encobrindo o goleiro taubateano após perfeito contra-ataque

O resultado de Corinthians 3-1 Taubaté teve sofrimento além do esperado, porém foi muito justo por tudo que aconteceu na Fazendinha. Como a Ferroviária, então a equipe com a melhor campanha, saiu do torneio derrotada pelo Santos, os mosqueteiros passam a ter mais pontos e se chegarem na final, decidirão em casa. O adversário na semifinal é justamente o Peixe, velho algoz no sub-20 no Século XXI. A outra semi será disputada entre Audax e Palmeiras.

No sábado retornei com as coberturas na semifinal da Copa Paulista. Direto do ABC começou a disputa entre São Bernardo FC e Portuguesa em busca de um lugar em competições nacionais em 2021.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Corinthians 3-1 Taubaté

Local: Estádio Alfredo Schurig (São Paulo); Árbitro: Flávio Nascimento Helena; Público e renda: Portões fechados; Cartões amarelos: Lucas Pires, Vitinho, João Salles, Jhomario, Vinícius, Ygor Eduardo; Gols: Adson 2, João Paulo Siqueira 3, Vitinho 41 e Adson 49 do 2º.
Corinthians: Yago; Alemão (Pedrinho), Reginaldo, Bryan (Walisson) e Lucas Pires; Luís Mandaca, Matheus Araújo, Du e Vitinho; Richard e Adson. Técnico: Dyego Coelho.
Taubaté: Giovanni; João Salles, Lucas, Jhomario (Vinícius) e Romero; Ygor Eduardo, Brenner, Lucas Xavier e Matheus Devellard (Vitor Porfirio); João Paulo Siqueira (Rodriguinho) e Adriano Luiz. Técnico: Douglas Leite.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário