Procure no JP

sexta-feira, 28 de junho de 2013

JP na Copa das Confederações (parte 4 de 8): Celeste Olímpica supera as "Super Águias" em Salvador

Salve amigos!

Dando sequencia a minha viagem de férias pelo Brasil, inseri entre duas incursões por Pernambuco uma breve passagem por Salvador, pra acompanhar o duelo entre Nigéria e Uruguai. Como esse foi mais um jogo nada perdido, publicarei as esperadas fotos entre um relato circunstancial do que foi a peleja, pra mim.


Visão panorâmica da partida e da Arena Fonte Nova. Foto: Estevan Mazzuia.

Porém, eu não poderia imaginar que seria tão breve: cheguei cedo ao Aeroporto dos Guararapes e fui informado que meu voo programado para decolar às 10h10 havia sido cancelado. Pior: o voo anterior estava atrasado, e ia acabar de sair, mas estava lotado, assim como o voo seguinte, das 16 horas.

Assim, a solução que a empresa me arrumou foi me encaixar numa agradável conexão em Guarulhos. Isso mesmo: acordei em Recife, almocei em São Paulo, e pousei, esgotado, às 17h24 em Salvador. Poderia ter sido muito pior, a previsão de chegada era pras 17h55!!

Enfim, pouco depois de minha chegada o espírito baiano se fez presente: um cara me ofereceu um táxi, barganhei bastante o preço, e logo apareceu ele com um veículo normal. Ou seja, paguei para um estranho me levar ao Hotel, sem saber quem era o cara, porque taxista ele não era.


Detalhe da primeira etapa de Nigéria x Uruguai. Foto: Estevan Mazzuia.


Fórlan flagrado pelas lentes do JP. Foto: Estevan Mazzuia.

Aqui vale abrir um parênteses e mencionar que no dia seguinte, peguei um táxi (de verdade) cujo taxímetro estava quebrado, e só quando eu percebi que fui informado o valor da corrida. Os estrangeiros serão um prato cheio pra baianada na Copa do Mundo! Mas o tal do falso táxi felizmente era boa gente. Correu a tempo de me deixar ás 18h no hotel, onde deixei as malas e vesti uma roupa mais leve, e ainda me deixou pertinho da Arena Fonte Nova, a tempo de ver as seleções entrarem no gramado.


Outro talento individual da Celeste, Cavani pressiona a saída de bola. Foto: Estevan Mazzuia.


Ogude sobe muito alto pra afastar o perigo. Foto: Estevan Mazzuia.

A correria prejudicou em muito minha aclimatação no estádio, que está belíssimo. Em um dos setores, encontrei cadeiras dignas de uma sala de cinema. Destaco a abertura para o Dique do Tororó, belo ponto turístico, que está ocupada por arquibancadas provisórias, para o evento FIFA. Com relação aos banheiros, observei um grande defeito: dos corredores do estádio você consegue ver quem está no banheiro, e o que está fazendo! Viva a Copa!!


Cinema? Não, Arena Fonte Nova! Foto: Estevan Mazzuia.


Detalhe das arquibancadas provisórias na saída para o Dique do Tororó. Foto: Estevan Mazzuia.


Banheiros com privacidade no “Padrão FIFA”. Foto: Estevan Mazzuia.

Bom, a partida foi bem equilibrada, mas merecidamente vencida pela seleção sul-americana, com belos talentos individuais que predominaram sobre o bom grupo nigeriano, mas que também não se aclimatou no torneio, com os problemas que a seleção teve pra chegar no Brasil.


Boa atuação de Muslera auxiliou a Celeste. Foto: Estevan Mazzuia.


Jogo com pegada. Foto: Estevan Mazzuia.

Na prática, o jogo era uma quarta-de-final, vez que o vencedor seria um provável semifinalista do grupo, vez que ambas não podem com a fúria, e o Taiti não pode com ambas também. Apesar de a maioria do público apoiar os africanos, a ponto de vaiar constantemente os uruguaios, Lugano abriu o marcador para nossos vizinhos, após um belo corta-luz de Cavani.


Mais uma bela participação de Muslera. Foto: Estevan Mazzuia.


Nigerianos e uruguaios marcaram boa presença em Salvador. Fotos: Estevan Mazzuia.


Oboabona encontra dificuldades pra sair jogando. Foto: Estevan Mazzuia.

Mikel empatou para a Nigéria ainda no primeiro tempo, deixando absolutamente aberto o resultado. Na segunda etapa, porém, as Águias abusaram de uma ingenuidade inadmissível diante de uma camisa bicampeã mundial. Logo no início, Forlán acertou um belo chute, e o Uruguai só precisou segurar os adversários até o final da partida.


Mikel chuta para empatar a partida, ainda no primeiro tempo. Foto: Estevan Mazzuia.


Detalhe da segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia.


Cabeçada perigosa de Cavani. Foto: Estevan Mazzuia.

Final de partida, Nigéria 1x2 Uruguai. Resultado que deixou os uruguaios a um passo da vaga, pois só precisariam brincar de fazer gols contra o Taiti, ainda que a Nigéria aplicasse uma goleada improvável na atual campeã do mundo. Foi um jogo de bom nível técnico, mas daqueles que você tem certeza que o título não faz parte das ambições de ninguém.


Nigéria perde chance incrível de empatar. Foto: Estevan Mazzuia.


Visão externa noturna da Arena Fonte Nova. Foto: Estevan Mazzuia.

Foi isso!

Abraços

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário