Procure no JP

terça-feira, 4 de junho de 2013

Pelo sub-15, Ituano derrota o Nova Odessa no CT do Palmeiras

Fala, pessoal!

No melhor esquema "se Maomé não vai à montanha a montanha vai à Maomé" levantei bem cedo na quinta-feira passada, feriado de Corpus Christi, para acompanhar dois jogos absolutamente imperdíveis. Afinal de contas, nem o mais entusiasmado fã de pelejas alternativas imaginaria ter a chance de acompanhar in loco no CT do Palmeiras um duelo insólito entre Ituano e Nova Odessa.

Desde que saiu a lista dos participantes dos Campeonatos Paulista sub-15 e sub-17 estava de olho em algum joguinho do NOAC. Já armava esquemas estratosféricos para conseguir ver a equipe em alguma cidade distante, mas então caiu do céu essa oportunidade da rodada dupla na capital paulista. Tudo porque o pessoal de Itu resolveu adubar o gramado do Novelli Júnior para o jogo do Palmeiras na Série B, deixando o campo impraticável durante a semana. Como "prêmio de consolação", o alviverde emprestou seu CT para o jogo do Galo. Obrigado Palmeiras!

Apesar do nome fazer crer que um time novo surgiu no estado, a história da criação do Nova Odessa não é tão óbvia assim. A equipe é nada mais nada menos do que a nova encarnação dos antigos Guarani Sumareense e Boa Vista. Tudo começou em 2004, quando a cidade de Sumaré, sem representante no paulistão depois da extinção da Ponte Preta B, resolveu bancar a profissionalização do Clube Atlético Guarani Sumareense, antigo clube amador local.

O CAGS participou do estadual em 2004 e 2005, e ao final daquele ano o presidente Clóvis Barreto, sem nenhum apoio na cidade, fez as malas e se mandou para São João da Boa Vista, nascendo assim a "segunda encarnação" do time. Com o nome de Clube de Futebol Boa Vista Limitada a equipe jogou a segundona de 2006 a 2008. No primeiro ano a equipe alvinegra ainda teve participação razoável, porém nas duas temporadas seguintes o time virou um saco de pancadas, vencendo apenas dois dos seus 26 compromissos.

Ao final do campeonato de 2008, aonde ocupou o 39º lugar entre 44 participantes, o presidente jogou a toalha e de novo sem nenhuma ajuda da prefeitura local (a equipe não chegou a jogar em casa no último ano, mandando suas partidas em Águas de Lindóia) fez novamente as malas. O novo destino, patrocinado em parte pela presença do ex-jogador Flávio Conceição, foi a cidade de Nova Odessa. Estava criada a "terceira encarnação" do time, agora oficialmente chamado de Nova Odessa Atlético Clube.

Por não ter um campo em condições na cidade a equipe nunca chegou a entrar em campo para a disputa da segundona, permanecendo presente nos registros da FPF apenas na seção de "mais filiados". Em 2013 finalmente tudo deu certo e o NOAC entrou nas disputas do sub-15 e sub-17 jogando no Estádio Municipal da cidade.

O time faz parte do Grupo 6 dos dois certames, jogando contra SEV, Desportivo Brasil, Primavera, Sumaré, São Bento e Itararé. E se não está perto dos líderes da chave, ao menos tem feito um campeonato bastante digno nessa sua "estreia" oficial. Tanto que a equipe ainda sonha com a chance de vaga na próxima fase. E mesmo não jogando em casa, o rubro-negro de Itu buscava os três pontos para se consolidar na terceira posição da chave, colocação limite para a classificação direta.

Fui para essa peleja de trem e sem demora cheguei na Estação Água Branca. Ali encontrei os amigos Paulo "Shrek" e Luiz Fôlego e rumamos ao centro de treinamento do alviverde. Poucas pessoas enfrentaram o despertador e compareceram lá. Um desses herois era o Mílton, feliz por colocar mais uma equipe na sua Lista e aproveitando o feriado na boa.


Ituano FL (sub-15) - Itu/SP. Foto: Fernando Martinez.


Nova Odessa AC (sub-15) - Nova Odessa/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães e trio de arbitragem da peleja. Foto: Fernando Martinez.

Só que esse primeiro jogo no feriado não teve um nível técnico razoável. As equipes jogaram abaixo do esperado e o CT do Palmeiras viu pouca emoção. Melhor em campo, o Ituano chegou com perigo apenas duas vezes no tempo inicial. Nas duas chances, o goleiro Henrique mostrou serviço e fez boas defesas.


Marcação dos jogadores sub-15 do Nova Odessa com o camisa 10 do Ituano. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo o panorama não mudou muito mas pelo menos já estávamos devidamente acomodados nas arquibancadas do local. O Galo continuou insistindo mas a bola teimava em não entrar. Por sorte, o time achou um golzinho aos 7 minutos em cabeçada do camisa 9 Guilherme. Ele escorou escanteio da esquerda e colocou a pelota no canto direito do arqueiro.


Começo de ataque da equipe rubro-negra. Foto: Fernando Martinez.


Jogada aérea do Ituano no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

O Nova Odessa não ofereceu resistência ao Ituano e a vantagem poderia ter sido ampliada se não fosse a boa atuação de Henrique. O camisa 1 da equipe verde foi o responsável direto pela partida não terminar com maior diferença de gols.


Chute que longe para o Galo que teve ótima defesa do goleiro Henrique. Foto: Fernando Martinez.

No fim, o marcador de Ituano 1-0 Nova Odessa deixou o time da Cidade dos Exageros ocupando o terceiro lugar do Grupo 6 com 16 pontos. O líder é o Desportivo Brasil com 25 e o segundo lugar é do SEV, hoje com 23 pontos. O Nova Odessa está em quinto com 10, três atrás do São Bento, o quarto colocado.

E se no sub-15 a manhã foi de poucas emoções, no sub-17 a coisa foi muito diferente. Vimos uma chuva de gols no gramado palmeirense...

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário