Procure no JP

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Jogaço e empate entre Bernô e Mauaense pela Segundona

Fala, pessoal!

Esse final de semana o JP esteve presente em nada menos que oito partidas (!). De São Vicente até Votuporanga, fizemos uma limpa em jogos de três competições diferentes. Começo o rol de posts com a peleja que acompanhei na sessão noturna da sexta-feira, mais uma vez em São Bernardo do Campo. No gramado sintético do Baetão, EC São Bernardo e Mauaense disputariam mais do que uma partida de futebol, valendo pela 10ªrodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

Imaginei que por causa de férias escolares, teria um caminho sem tanta gente até chegar no ABC, mas foi exatamente o contrário. Peguei uma muvuca tanto no trem, quanto no trólebus que sai de Santo André para São Bernardo. Mas mesmo amassado, cheguei cedo no estádio.

Ao entrar nas dependências do Baetão, notei que as faixas da torcida do Bernô não estavam colocadas. Descobri que isso aconteceu pois integrantes de organizadas do São Bernardo FC prometeram ir nesse jogo apenas para arrancar as faixas do alvi-negro. Graças a isso, os amigos torcedores do vovô do ABC nem levaram as tais faixas, para não dar sopa pro azar. Uma em especial incomodaria esses figuras da torcida do Tigre: A que diz "O verdadeiro".

Bastidores à parte, conversei com o pessoal do Bernô, e como sempre fui muito bem recebido. Logo os times já estavam em campo para as fotos oficiais:


EC São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


GE Mauaense - Mauá/SP. Foto: Fernando Martinez.


Posando para o JP, o árbitro Roney Prado Bustamante, os assistentes Giulliano Neri Colisse e Márcio Jacob e os capitães das equipes. Foto: Fernando Martinez.

Nesse embolado Grupo 6, o jogo era essencial para as pretensões de classificação dos dois times. O Bernô buscava a vitória para continuar na liderança da chave, enquanto o Mauaense, amparado pela parceria com o Tigre, queria mostrar um bom futebol depois de vitórias sem convencer. Justamente por causa dessa parceria com o São Bernardo FC, e por tudo que envolve os bastidores do futebol na cidade, a partida envolvia muitos fatores além das quatro linhas.


Jogadores do EC São Bernardo aguardando a ambulância chegar no Baetão com forte neblina. Foto: Fernando Martinez.

Isso se refletiu durante os 90 minutos dentro do campo. Foi o jogo mais quente e mais disputado que acompanhei nesse ano pela Segundona. Parecia final de campeonato, e o bom público que foi ao Baetão torcer para o Esporte Clube São Bernardo ficou satisfeito com tantas emoções.


Disputa de bola na lateral do campo. Foto: Fernando Martinez.


Goleiro do Mauaense (com a camisa do São Bernardo FC) chutando a redonda pra longe em ataque dos donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo teve os donos da casa jogando um melhor futebol. O time tinha maior poder no setor ofensivo e chegava mais perto do gol adversário. O time de Mauá se segurava na defesa e apostava em contra-ataques. Mas aos 26 minutos a zaga visitante falhou, e o rápido camisa 7 Chuck roubou a bola. Ele seguiu com a redonda, entrou na área e tocou na saída do goleiro. Era o primeiro do Bernô.


Detalhe do primeiro gol do Bernô na partida, marcado pelo camisa 7 Chuck. Foto: Fernando Martinez.

Só que os locais não conseguiram segurar a vantagem e sofreram o empate aos 36. Depois de cruzamento vindo da esquerda, a zaga teve um lapso e a bola sobrou livre para Washington deixar tudo igual no marcador. Mas o que o Mauaense não esperava que na saída de bola, de novo o jogador Chuck mostrasse sua qualidade. Ele entrou pela direita e sofreu falta dentro da área. E dentro da área é pênalti. Na cobrança, Deivid bateu firme e colocou novamente o Bernô na frente do placar.


Segundo gol do EC São Bernardo, marcado por Deivid em cobrança de pênalti. Foto: Fernando Martinez.

O jogo estava eletrizante, e aos 41 o Grêmio quase empatou em chute de longe, com o goleiro Jefferson fez milagre, impedindo que a bola entrasse no ângulo. Mas no minuto seguinte, após ataque pela esquerda, a zaga alvi-negra fez pênalti. Juninho bateu no meio do gol, deixando o jogo novamente empatado e levando o 2x2 para o intervalo.


O jogador Chuck infernizou a zaga mauaense no primeiro tempo em rápidas investidas pela direita. Foto: Fernando Martinez.

Para o segundo tempo, diferente do que aconteceu no primeiro, quem mandou na partida foi o Grêmio Mauaense. Foram os melhores 45 minutos que acompanhei do time na competição, e eles chegaram muito perto da vitória. Só que do outro lado estava o goleiro Jefferson, o nome do jogo e que fez uma série de brilhantes defesas para impedir o triunfo do time visitante.


Série de chances do Mauaense na segunda etapa, aqui para boa defesa de Jefferson. Foto: Fernando Martinez.

A zaga do Bernô deu espaço para os rápidos atacantes adversários, e eles criaram oportunidades pelas laterais e em chutes de longa distância. Vimos pelo menos três defesas fantásticas em chutes fortes já dentro da área. Se estivéssemos nos anos 80, com certeza ele teria sido indicado o melhor jogador da partida e ganharia um famoso "motorádio", distribuído por 9 entre 10 emissoras AM na época.


O Bernô chegou poucas vezes no ataque durante o tempo final, aqui uma das raras aparições ofensivas dos locais. Foto: Fernando Martinez.

O São Bernardo não conseguia chegar no campo ofensivo, e passou o tempo final tomando sufoco. Mas graças ao seu goleiro, a equipe não foi derrotada dentro dos seus domínios. Final de jogo: EC São Bernardo 2-2 Mauaense. O resultado, combinado com a vitória da Portuguesa Santista, deixou o Bernô com 20 pontos e na vice-liderança da chave. O Mauaense agora soma 16 pontos e está na quinta colocação.


Toda a turma que estava no jogo posando ao lado do novíssimo busão do Bernô no final da partida. Foto: Fernando Martinez.

Como sempre, fiquei cofiqueiconversando com o pessoal amigo nas arquibancadas do Baetão após o apito final, e depois ganhei uma carona providencial do amigo Pedro. Nem descansei muito, já que no sábado tinha mais uma série de partidas a me esperar.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário