Procure no JP

terça-feira, 5 de julho de 2011

Desportivo Brasil vence e consolida liderança na Grupo 4 da Segundona

Olá,

Após ausência de uma semana por conta da participação numa Festa Junina, realizada numa propriedade de família, nesse último final de semana, retornei às atividades futebolísticas e, para variar, fui acompanhar duas partidas do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Comecei a jornada dupla, no sábado à tarde, indo até a aprazível cidade de Atibaia, para conferir o que aconteceu no jogo S.C. Atibaia x Desportivo Brasil P.L., valendo pela décima rodada da primeira fase, no seu Grupo 4. O local da partida foi o Estádio Salvador Russani, que irá ser apresentado em detalhes, brevemente, em mais uma matéria da seção "Estádios pelo Brasil".

A partida reuniu duas equipes que estavam no G4 do grupo, sendo que o Atibaia encontrava-se na 3ª posição com 13 pontos, enquanto o Desportivo Brasil ostentava a liderança com 19 pontos. O time da casa entrou em campo com uma motivação extra, promovendo a estreia do experiente meiocampista Adãozinho (ex-São Caetano, Palmeiras, etc), que de cara assumiu a braçadeira de capitão do time.

Como manda a nossa tradição, agora vamos com as fotos das equipes e do trio de arbitragem, que posaram com exclusividade para as lentes do JP, as quais estão apresentadas abaixo:


S.C. Atibaia - Atibaia/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Desportivo Brasil P. L. - Porto Feliz/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem formado por José Roberto Marques, Fabrício Porfírio de Moura e Alexandre Basílio Vasconcellos, ao lado dos capitães. Foto: Orlando Lacanna.

A partida teve início com as equipes se estudando, sendo que nos primeiros quinze minutos, as ações se concentraram entre as duas intermediárias, com o Desportivo Brasil demonstrando mais apetite de ir ao campo de ataque. Aos 6 minutos, o camisa 11 Fogaça, realizou ótima jogada individual pela esquerda e mandou um chute cruzado que exigiu do goleiro Leandro uma boa defesa.


Goleiro Leandro espalmando chute cruzado do Fogaça no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.

O Atibaia demonstrava dificuldade para penetrar na defesa visitante, que ao recuperar a bola, acionava o centroavante Cafu pelos lados do campo. O primeiro arremate do Atibaia à meta adversária, só ocorreu aos 15 minutos através de André Bocão, que saiu pela linha de fundo.

De tanto insistir pelo lado esquerdo, o avante Cafu, do Desportivo Brasil, realizou boa jogada que culminou num cruzamento para Fogaça, que foi derrubado pelo zagueiro Amarildo, resultando na marcação de pênalti, cuja cobrança ficou a cargo de Bruno Silva que inaugurou o marcador aos 21 minutos.


Bola balançando a rede do Atibaia no gol de abertura do Desportivo Brasil. Foto: Orlando Lacanna.

A partida continuou num ritmo morno, com os visitantes controlando a maior parte das ações, chamando o Atibaia para o ataque, visando surpreender em jogadas de velocidade. O time da casa rondava a área adversária, mas apresentava dificuldade para arrematar e, com isso, suas jogadas ofensivas acabavam em cruzamentos que eram neutralizados pela defesa vermelha.


Zaga do Desportivo Brasil afastando um dos diversos cruzamentos do ataque atibaiense. Foto: Orlando Lacanna.

Quando tudo indicava que a primeira etapa terminaria com a vantagem mínima para os visitantes, eis que na marca dos 44 minutos, aconteceu a jogada mais bonita do primeiro tempo e também a mais polêmica, pois num contra-ataque pelo meio, o ótimo camisa 11 Fogaça, escapou sozinho, chapelou o goleiro e tocou de cabeça para o fundo da meta, marcando um golaço e aumentando a vantagem visitante. Esse lance provocou muitas reclamações dos atletas e da torcida do Atibaia, que alegaram ter havido impedimento. Como eu estava atrás do gol, fica impossível precisar a posição do atacante no momento do passe. Notei que o assistente foi convícto no lance, dando condições ao atacante.


Fogaça indo cabecear a bola para o fundo da meta, após ter aplicado lindo lençol no goleiro. Foto: Orlando Lacanna.

Depois do segundo gol, tivemos mais alguns minutos de bola rolando, com o primeiro tempo terminando com a vantagem de 2 x 0 para o time de Porto Feliz. Durante o intervalo, tive o prazer de trocar algumas palavras com o simpático uruguaio Dario Pereira (ex-São Paulo), atual Coordenador de Treinamentos do Desportivo Brasil. Falamos do seu time e também da participação da Celeste Olímpica na Copa América.


O simpático uruguaio Darío Pereira posando para as lentes do JP. Foto: Orlando Lacanna.

A bola voltou a rolar e, logo aos 3 minutos, os visitantes quase chegaram ao terceiro gol, numa espacapada do camisa 9 Cafu, agora pela direita e que culminou com a conclusão de Gabriel que mandou a bola por cima do travessão com muito perigo. O troco dos donos da casa veio aos 9 minutos, quando o goleiro Júnior desviou um cruzamento da esquerda, evitando que os atacantes Didi e Léo Silva chegassem na bola na boca do gol. Foi, a rigor, o primeiro ataque mais perigoso do Atibaia em toda a partida até então.


Primeiro lance de real perigo à meta do Desportivo Brasil. Foto: Orlando Lacanna.

À medida que o tempo ía passando, ficava mais evidente o melhor desempenho do Desportivo Brasil, que quando chegava no ataque, o fazia com perigo, em especial através das jogadas envolvendo o atacante Cafu, como aconteceu aos 14 minutos, numa escapada pela esquerda, cujo arremate foi desviado pelo goleiro atibaiense para escanteio, salvando aquele que seria o terceiro gol dos visistantes.


O ótimo atacante Cafu em mais uma jogada pela esquerda cercado pelo zagueiro Maykon. Foto: Orlando Lacanna.


Agora a ótima defesa do goleiro Leandro desviado para escanteio arremate de Cafu. Foto: Orlando Lacanna.

O Atibaia não desistia de tentar diminuir a diferença, tendo tido a oportunidade de anotar o seu primeiro gol, aos 25 minutos, através de uma cobrança de falta pelo estreante Adãozinho, que obrigou o goleiro Júnior a se esticar todo e mandar a bola para escanteio. Na marca dos 27 minutos, o Desportivo Brasil chegou ao seu terceiro gol, anotado por Gabriel, que realizou excelente jogada individual pela ponta esquerda, passando pelo zagueiro e tocando na saída do goleiro que nada pôde fazer.


Bola indo morrer no fundo da rede atibaiense no terceiro gol do Desportivo Brasil. Foto: Orlando Lacanna.

Com a fatura praticamente liquidada, o Desportivo Brasil deu uma segurada e, com isso, o Atibaia foi com tudo ao ataque e criou pelo menos quatro bons momentos para chegar ao seu primeiro gol, como aconteceu aos 33, 37, 39 e 41 minutos em lances concluídos por Balu duas vezes, Guilherme e Celso, porém os arremates ou paravam nas mãos do goleiro Júnior ou íam para fora. Pelos últimos 15 minutos, o Atibaia merecia pelo menos marcar o seu gol de honra.

Jogo encerrado com o resultado de Atibaia 0 - 3 Desportivo Brasil, que consolidou a liderança do time visitante no grupo, agora com 22 pontos, enquanto o time da casa deixou a zona de classificação, ficando situado na 5ª posição com 13 pontos, estando apenas a 2 pontos do 4º colocado que é o Primavera de Indaituba que está com 15 pontos. Como ainda restam 12 pontos a serem disputados em quatro rodadas , a classificação é perfeitamente possível de ser alcançada.

Tão logo a partida foi encerrada, saí em disparada em direção a São Paulo, pois em menos de duas horas iria embarcar para uma longa viagem em direção a uma cidade que nunca apareceu no JP, conferindo mais uma partida pelo Grupo 1 da Segundona. Aguardem...

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário