Procure no JP

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Depois de 272 dias, Nacional volta a vencer pela Segundona

Olá,

Mais um final de semana se foi e mais uma vez o JP esteve presente em sete partidas pelos mais diversos campeonatos. Eu iniciei a jornada do blog em mais uma peleja do Campeonato Paulista da Segunda Divisão no Estádio Nicolau Alayon. Nacional e Palestra jogariam pela 12ª rodada do Grupo 6 do certame, no que talvez poderia ser a última oportunidade de vitória ferroviária em 2011.

Saí não tão cedo de casa, e numa famosa "operação tartaruga" da CPTM, quase não chego a tempo das fotos oficiais da partida. Desci na Estação Água Branca faltando apenas 10 minutos para o começo do jogo, e após uma pequena correria, cheguei esbaforido nas dependências do estádio. Tudo para conseguir as imagens abaixo:


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Palestra SB - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


O trio de arbitragem do jogo, composto por Adriano de Assis Miranda e os assistentes Fabrício Porfirio de Moura e Rodrigo Soares Aragão junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Somando as 22 partidas das campanhas de Palestra e Nacional até então, as equipes somavam "apenas" 18 derrotas. No primeiro turno, os dois times se enfrentaram e a vitória foi palestrina. Naquela época, o astral dos paulistanos era o pior possível, enquanto o alvi-verde ainda fazia boas partidas. Mas no segundo turno a história é outra. O Nacional melhorou bastante, enquanto o Palestra piorou demais, mostrando um futebol abaixo da crítica.

Com isso imaginávamos que essa poderia ser a chance real de vitória do onze local. Em todos os anos de disputa de campeonatos paulistas, o time da capital bandeirante nunca terminou um certame sem vencer ao menos um só joguinho. Junto comigo, David, Rodrigo Colucci e Sérgio Oliveira esperavam que o favoritismo nacionalino se confirmasse.


Zaga do Palestra sofreu no primeiro tempo, com inesgotáveis ataques do Nacional. Foto: Fernando Martinez.

E confirmando nossas expectativas, o Nacional foi absolutamente superior ao Palestra ao longo de toda a primeira etapa. Aos 14 minutos, a pressão deu resultado e os locais tiraram o zero do marcador. Numa bola lançada em profundidade, Bruno entrou sozinho dentro da área e contou com a sorte, já que o goleiro do Palestra tocou na bola, mas no rebote ela voltou nos pés do jogador local, que tocou para o fundo das redes.


Exato momento em que Bruno tocava a bola para o fundo das redes do Palestra, fazendo o primeiro do dia. Foto: Fernando Martinez.

Sem dar chances ao onze visitante, o placar foi ampliado aos 20 minutos. O camisa 10 Oliveira fez uma bela jogada pela esquerda e cruzou na área. Dois zagueiros e o goleiro do Palestra falharam, e Edu Ungria tocou de cabeça para fazer o seu. Durante os minutos restantes da etapa inicial, o Nacional teve a chance de fazer ainda mais gols, mas perdeu muitas oportunidades. No intervalo, o placar apontava a vitória parcial de 2x0 para os paulistanos.


Momento do segundo gol do Nacional. Edu Ungria conseguiu tocar de cabeça, mesmo com três jogadores palestrinos no lance. Foto: Fernando Martinez.


Marcação firme do time do ABC em lance do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.


O médico do Nacional tirando um ronco no intervalo, e os reservas do clube posando para o JP. Fotos: Fernando Martinez.

No intervalo notei o médico do Nacional tirando uma soneca agradável, enquanto os reservas do time fizeram questão de aparecer novamente aqui no JP. Com o jogo para recomeçar, saí do campo de jogo e fui junto com os amigos presentes acompanhar o ataque dos donos da casa na lateral do gramado. Mas durante os primeiros 20 minutos, só deu Palestra. A equipe do ABC paulista voltou melhor e disposta a não levar mais uma derrota pra casa. Aos 7 minutos, o alvi-verde teve um pênalti a seu favor. Na cobrança, Tássio bateu firme e diminuiu.


Tássio marcou de pênalti para o Palestra, diminuindo o marcador no Nicolau Alayon. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do Nacional pelo alto no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Mas no meio do segundo tempo, o Nacional passou a ameaçar o gol adversário em rápidos contra-ataques. O goleiro palestrino fez boas defesas nesses lances, além de ver a bola bater nas suas traves por duas vezes. Num desses contra-ataques, os locais marcaram o terceiro gol, de novo com Edu Ungria, agora entrando pela direita e tocando por cima do arqueiro.


Exato momento em que Edu Ungria tocava pelo alto para fazer o terceiro gol do Nacional e decretar a primeira vitória em 2011. Foto: Fernando Martinez.

O alvi-verde sentiu o gol e não teve mais forças para buscar melhor sorte na peleja. Final de jogo: Nacional 3-1 Palestra. Ufa! A vitória foi muito comemorada pois depois de 9 meses ou 272 dias, o time ferroviário voltou a vencer um jogo oficial (a última vitória foi contra a Santacruzense, em 16/10/10). Quem sabe isso não seja a volta da equipe para ao menos a disputa de um campeonato razoável em 2012.

Mas a vitória ainda não tirou o time paulistano da lanterna do Grupo 6. O Palestra ainda soma 4 pontos, contra 2 do Nacional, que perdeu 3 no TJD. Só que o time do ABC desencanou do campeonato, e esperamos que a equipe possa voltar aos seus melhores dias no ano que vem. Após o apito final ainda ficamos conversando com os amigos nacionalinos nas dependência do Nicolau Alayon.


Fernando, Carlinhos, Miguel, Colucci, David e Sérgio no final do jogo Nacional 3x1 Palestra. Foto: Um dos maqueiros do clube.

Todos ali dizem que em 2012 tudo será diferente, inclusive com a reestruturação de alguns setores do clube. Tomara que isso aconteça mesmo. Durante o papo, ficamos sabendo que um dos mascotes do estádio morreu faz pouco tempo. O cachorro Palhaço, que sempre estava junto com a cadelinha Neguinha, sofreu um ataque de outros cães numa das madrugadas passadas. Uma pena.

Demoramos para ir embora, e já com a noite chegando tomamos nosso rumo em direção ao trem, aonde todos seguiram para seus lares. Cheguei em casa ainda com tempo de ver o clássico Argentina x Uruguai e me preparar para a viagem no domingo cedo.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário