Procure no JP

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Vasco vira em cima da Portuguesa no Canindé

Fala pessoal!

Depois de ir na Javari no sábado cedo, rumei até o bairro do Pari para já garantir meu ingresso para um dos jogos que mais aguardava pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Cheguei então no Estádio do Canindé um pouco depois das 13 horas e sem fila nem aperto consegui o ingresso para o jogo entre Portuguesa e Vasco da Gama, pela 18ªrodada da competição.

Nas três horas que fiquei esperando, fui almoçar num restaurante que fica perto do meu antigo QG e ainda com a presença do meu irmão, que não conseguiu "se livrar" do bairro ainda. Bom para passar o tempo de forma mais rápida... Voltei ao Canindé e vi que o estádio receberia seu melhor público no ano pela movimentação e chegada em massa dos torcedores. Muito também em função da grande presença da torcida vascaína. E ainda bem que comprei antes, pois na hora do jogo as filas eram quilométricas. Mas entrei no Canindé sem maiores problemas e já de cara encontrei o seu Natal e o amigo Rodrigo Colucci, também para ver o jogão com sotaque lusitano pela Série B.

E além de tudo, esse foi um jogo especial para mim, pois foi a 200ª partida que vi da Portuguesa em estádios. A Lusa é o primeiro time a alcançar essa marca na minha Lista de jogos, e 200 jogos não é coisa para qualquer um não. Em breve, o Juventus também alcançará essa marca, pois faltam apenas 17 partidas para ver o ducentésimo jogo do time da Móoca também.


Times alinhados para o começo da partida no Canindé. Foto: Fernando Martinez.

Bom, mas falando dessa partida, a Portuguesa estreava o técnico Renê Simões, e precisava de uma vitória urgente, pois as três derrotas seguidas deixaram o time fora do G4. E ainda mais jogando em casa, os três pontos era quase uma obrigação. Para o Vasco, que acredito que irá conseguir o acesso para a elite nacional, um empate já estaria bom, pois manteria o time ainda no G4 em busca do acesso em 2010.


Lance no meio de campo no jogo Portuguesa x Vasco. Notem a boa presença dos torcedores vascaínos. Foto: Fernando Martinez.

Ficamos então lá no alto da arquibancada do Canindé, já que o sol não dava trégua. Desde o começo a Portuguesa jogou melhor, e foi premiada com o primeiro gol logo aos 4 minutos. Dinei recebeu bom passe dentro da área, dominou, e tocou na saída do goleiro Fernando Prass. Festa da grande torcida no Canindé e vantagem para o rubro-verde.


Detalhe do primeiro gol (e único) da Portuguesa na partida. Foto: Fernando Martinez.

Só depois dos 10 minutos que o Vasco passou a criar alguma coisa, mas o time não era efetivo, e as chances eram neutralizadas pela zaga lusitana. O jogo ficou mais equilibrado, e só a partir dos 30 minutos a Portuguesa voltou a dominar. E o time mereceu marcar mais um gol, pois teve uma bola na trave em cabeçada de Dinei e com uma tentativa de gol de letra de Heverton. O primeiro tempo então terminou com a vantagem de 1x0 para os donos da casa.


Escanteio para a Lusa no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo, a Portuguesa continuou melhor, e quase ampliou aos 5 minutos, em jogada ótima do jogador Preto. Mas ele foi fominha e perdeu a chance. E para infelicidade da Lusa, o Vasco chegou ao empate aos 11 minutos. Numa bobeada da zaga, o jogador Gian cabeceou livre de marcação e deixou tudo igual.

Era o que precisava para a grande massa vascaína se animar no Canindé. E logo no minuto seguinte a Portuguesa ficou com um a menos quando Ygor foi expulso. Sorte da Portuguesa que pouco depois um atleta do Vasco também recebeu o cartão vermelho, mas isso não foi suficiente para que o jogo ficasse igual novamente. Mesmo assim o time quase marcou o segundo em boa chance do atacante Edno que a zaga do Vasco salvou em cima da linha.


Ataque do Vasco pela direita na segunda etapa. Foto: Fernando Martinez.

Mas para azar da Lusa, quem acabou marcando o segundo foram os cariocas. Aos 37 minutos, Élton fez brilhante jogada pela direita e cruzou para Adriano só empurrar para as redes. Vira-vira no Canindé e a torcida da casa começou a se irritar com mais esse resultado ruim. E para completar a péssima tarde dos paulistas, o Vasco ainda marcou o terceiro de pênalti aos 49 minutos. Élton foi o marcador.


Detalhe do pênalti aonde o Vasco fechou o placar contra a Portuguesa. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Portuguesa 1-3 Vasco da Gama. Com essa vitória, o Vasco fica em segundo lugar na Série B, só perdendo a liderança provisória para o Atlético/GO por ter uma vitória a menos. Já a Portuguesa cai para o 7ºlugar, e até o São Caetano ultrapassou a equipe. Também, quatro derrotas seguidas numa Série B que é extremamente disputada pode ser fatal ao final da competição.

Após o jogo ainda ganhei uma carona até a Avenida Paulista e dali segui rumo de casa. E já imaginando o que veria no domingo. Acabei indo acompanhar o jogo do único paulista sobrevivente na Série D.

Até lá...

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário