Procure no JP

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Red Bull Brasil goleia e se classifica na Segundona

Olá,

Na última quarta-feira foi realizada a quinta rodada da segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão e, por conta disso, retornei à cidade de Campinas para conferir a partida Red Bull F.E.L. x S.E. Matonense, que foi realizada no Estádio Moisés Lucarelli, valendo pelo Grupo 7 da competição.

Com o afunilamento da competição, os jogos acabam assumindo um caráter decisivo, uma vez que a conquista da vitória passa a ser um fator determinante na busca de uma das vagas para a próxima fase e, essa situação, era flagrante na partida em questão, pois uma vitória do time da casa lhe garantiria a classificação, enquanto os três pontos para os visitantes seriam fundamentais para continuarem na luta.

Chegando ao estádio, fui direto para o gramado e de lá pude presenciar a chegada de um bom público, composto basicamente por crianças e adolescentes, num total de 655 pessoas, conforme foi anunciado pelo serviço de som do estádio. Tão logo as equipes e os árbitros adentraram ao gramado, fiz as tradicionais fotos oficiais, as quais estão divulgadas abaixo:


Red Bull F.E.L. - Campinas/SP. Foto: Orlando Lacanna.


S.E. Matonense - Matão/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Thiago de Oliveira Rosa, os assistentes Cláudio Roberto da Costa e Alexandre Basílio Vasconcellos e o quarto árbitro acompanhados pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Início de jogo e logo as equipes saíram com vontade para o ataque, numa movimentação incrível, tornando a partida super corrida e muito agradável de ser assistida. Nesse contexto, os ataques se alternavam, exigindo maior atenção das defesas, principalmente com as bolas aéreas alçadas com frequência para o interior das áreas. O Red Bull tinha mais presença ofensiva, porém o primeiro lance mais agudo foi criado pela Matonense, na marca dos 19 minutos, quando o avante Wagner desviou de cabeça uma bola que assustou o goleiro Luiz Fernando.


Um dos cruzamentos para a área da Matonense no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.


Lance de perigo para a meta do Red Bull em cabeçada de Wagner. Foto: Orlando Lacanna.

Depois do susto, o Red Bull acentuou as jogadas ofensivas, quase chegando ao gol inaugural aos 22 minutos, numa ótima jogada de Cezar que acabou sendo travado na hora do arremete final. Aos 25 minutos, não teve jeito, pois o mesmo Cezar abriu a contagem, concluindo com sucesso uma jogada pelo lado direito.


Bola no fundo da rede da Matonense no primeiro gol do Reb Bull. Foto: Orlando Lacanna.

Quatro minutos após, o bom meia-atacante Diouzer (ex-Atibaia), aumentou a contagem, aproveitando outra jogada criada pela direita. A Matonense assimilou o golpe de ter sofrido dois gols em menos de cinco minutos e não se entregou, inclusive continuou insistindo no campo de ataque, tanto que, aos 38 minutos, o meia Tiaguinho quase diminuiu, mas para sua infelicidade, a bola tocou na rede, porém pelo lado e fora.

A resposta do Red Bull não demorou e, aos 43 minutos, chegou ao seu terceiro gol, em mais uma jogada que nasceu pela direita, num cruzamento que foi aproveitado por Cezar de cabeça, exigindo um verdadeiro milagre do goleiro Eduardo, mas no rebote não teve jeito, pois o atacante Eydison encheu o pé e estufou a rede da Matonense pela terceira vez.

Após mais alguns minutos, o árbitro encerrou o primeiro tempo que pode ser resumido na incrível objetividade do ataque do Red Bull, pois criou quatro boas chances e aproveitou três delas e, com isso, levou para o intervalo a confortável vantagem de três gols. Do mesmo jeito que fiz no último domingo, quando da partida Red Bull x Guaçuano, no intervalo subi para uma das cabines de imprensa e, de lá acompanhei a participação de alguns torcedores na tentativa de acertarem o gol, e serem premiados com uma bola, numa promoção idealizada pelo time da casa. Ninguém conseguiu, mas foi divertido.

Depois do descanso nos vestiários, as equipes voltaram para o segundo tempo que começou num ritmo mais cadenciado, com o Red Bull jogando mais plantado e a Matonense já não apresentando o mesmo pique e demonstrando dificuldade para furar o bloqueio defensivo dos anfitriões.


Oportunidade desperdiçada pelo Red Bull no início do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.


Tentativa de ataque da Matonense dificultada pela defesa adversária. Foto: Orlando Lacanna.

Na primeira ação ofensiva mais contundente do Red Bull, aos 17 minutos, saiu o quarto gol do time da casa, anotado de cabeça por Diouzer e, para variar, em mais uma jogada que nasceu pelo lado direito. Aliás, os quatro gols nasceram de jogadas criadas pelo lado direito do ataque do Red Bull, o que demonstra ser uma jogada forte do time do energético.

Ao sofrer o quarto gol, a Matonense desanimou de vez, praticamente parando em campo e assistindo o Red Bull jogar e, dessa maneira, o time da casa foi criando várias oportunidades, as quais foram desperdiçadas, ora por conta das boas defesas do goleiro Eduardo, ora pelo excesso de preciosismo na hora da conclusão.


Goleiro Eduardo evitando mais um gol do Red Bull. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos dez minutos, o Red Bull criou seis ótimos momentos, os quais, se fossem convertidos em gols, transformaria o placar numa goleada histórica, mas como isso não aconteceu, a partida foi encerrada com o placar registrando Red Bull Brasil 4 - 0 Matonense que sacramentou a classificação do time da casa com uma rodada de antecedência e encerrou as chances do time de Matão.

Mais um jogo encerrado e mais uma viagem de retorno para São Paulo, já planejando as coberturas do próximo fim-de-semana.

Abraços,

Orlando

Um comentário:

  1. eu queria munto jogar profisonalmenti ligue pra min 38320208 78178329

    ResponderExcluir