Procure no JP

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

JP na Segunda Divisão mineira: Fabriciano vence o Lavras fora de casa

Fala pessoal!

Na última quarta-feira resolvi fazer um bom e velho "Especial do Mês" e me mandei para Minas Gerais, aonde fui acompanhar uma partida do genial Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. Tive a companhia do maior conhecedor do Sul de Minas Victor Minhoto até a cidade de Lavras, para o jogo entre os novíssimos Lavras FC e Fabriciano FC, pela terceira rodada da primeira fase do torneio. O jogo aconteceu no fantástico Estádio Juventino Dias.

Saí de São Paulo cedinho rumo à Cambuí, cidade agradável no Sul de Minas. Lá encontrei o Victor e seguimos pela Fernão Dias até Lavras. Em duas horas e meia de viagem muito papo e consegui matar um pouco da saudade das belíssimas paisagens que temos na região. Chegamos cedo na cidade e como tempo era o que mais tínhamos fomos procurar um lugar para almoçarmos.


Escudos do Lavras FC e do Fabriciano FC, que não costumam aparecer muito pela internet. Fotos: Fernando Martinez.

Mas não sabíamos que seria uma tarefa árdua achar um lugar legal. Primeiro fomos ao Shopping local e ele parecia cenário daqueles filmes apocalípticos, aonde as pessoas fogem de tudo e deixam os lugares intactos para trás. Encontramos apenas uma clínica dentária aberta, enquanto a praça de alimentação e 98% das lojas estavam fechadas, sem o menor sinal de presença humana.

Fomos então ao centro de Lavras e começamos a perguntar qual seria a melhor pedida de almoço. Duas pessoas em locais diferentes nos indicaram um boteco perto da UFLA. Resolvemos arriscar, mas olha... o lugar não ganharia nem em delírios o selo JP de qualidade. Não tinha cardápio, as paredes eram imundas, as mesas quebradas e a entrada da cozinha era a mesma entrada do banheiro feminino. A gente ainda comseguiu durar 2 minutos dentro do local.

Mas demos sorte, pois na frente do boteco tinha um ótimo lugar que servia vários tipos de pães. E acompanhando a refeição uma trilha sonora fantástica que, entre outros, tinha Neil Young, Tom Petty e Paul McCartney. Satisfeitos, fomos ainda visitar o campo da UFLA. Estádio fantástico, com uma arquibancada que não fica a dever para estádios bem maiores do nosso interior.

Finalmente depois dessa epopéia toda chegamos ao Juventino Dias e já fomos começar nossos contatos com a diretoria dos dois clubes em busca de informações. Fomos muito bem recebidos tanto pelo Marcelo, atual presidente do Fabriciano, quanto pelo Gerente de Futebol do Lavras FC, Wesley. Deixamos aqui um abraço para o pessoal dos times.

Mas o jogo estava na hora de começar, e então as equipes entraram no gramado do estádio e posaram de forma exclusiva para as lentes do JP:


Lavras FC - Lavras/MG. Foto: Fernando Martinez.


Fabriciano FC - Coronel Fabriciano/MG. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem da partida e capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

O jogo foi válido pela terceira rodada da Segunda Divisão. Na primeira fase, o campeonato tem três grupos, dois com cinco times e um com seis times. Para a Segunda Fase, que será um Hexagonal, os dois primeiros de cada chave se classificarão. Os times do duelo de quarta-feira etsão na Chave C, que além dos dois tem as equipes do Tombense, Contagem, Sport de Juiz de Fora e o tradicionalíssimo Fabril.

Antes desse jogo as duas equipes somavam uma vitória e uma derrota, e a vitória aqui seria essencial para que os líderes da Chave não se distanciassem. E por jogar em casa, o Lavras teria a "obrigação" de garantir os três pontos. Nesses campeonatos de tiro curto, qualquer ponto perdido em casa pode ser fatal.


Falta para o Fabriciano pela direita do seu ataque no começo da partida. Foto: Fernando Martinez.

Eu e o Victor então fomos acompanhar o ataque do Fabriciano no primeiro tempo pois o sol era forte, e o ataque do time visitante nos presenteava com uma agradável sombra. A ártida começou atrasada pois a ambulância atrasou, e após 15 minutos a árbitra apitou para o início do combate. E foram os visitantes quem começaram melhor, dominando o meio-campo e levando bastante perigo para o gol do Lavras.


Mais uma chegada do time visitante pela direita. Foto: Fernando Martinez.

O Lavras até tentava, mas não conseguia criar chances perigosas. E as duas primeiras ótimas chances do jogo vieram em sequência e foram do time azul. A primeira foi aos 22, num belo chute do jogador Neguinho de fora da área que desviou na zaga. O goleiro Lucas fez um milagre ao conseguir jogar a bola para escanteio. Aos 22, foi a vez de Verçosa chegar pela direita e encher o pé. O goleiro fez mais um milagre e de novo mandou para escanteio.


Chute de fora da área do time do Fabriciano. Foto: Fernando Martinez.

No contra-ataque, o Lavras quase marcou numa bobeada do goleiro Nivaldo, aonde a bola tocou de leve na trave. Enquanto os times jogavam, nós ficamos conversando com um fotógrafo do time vermelho e um dos gandulas. Muita conversa também sobre o Fabril, e a triste situação que o time tradicional se encontra atualmente.

A partida ia seguindo para o seu intervalo quando o Fabriciano abriu o marcador aos 38 minutos. E foi o zagueiro Ney quem tocou de coxa após escanteio da esquerda. A zaga do time da casa falhou e viu a equipe visitante chegar no intervalo com a vantagem mínima no placar.


Exato momento da marcação do primeiro gol do jogo. O zagueiro do Fabriciano bateu de coxa para deixar o time visitante na frente do marcador. Foto: Fernando Martinez.

Nesse intervalo eu e o Victor fomos até a arquibancada do Juventino Dias para mudar um pouco o ângulo das fotos, e dali vimos uma fantástica reação do Lavras na segunda etapa. Antes disso, conseguimos a camisa do time da casa para a nossa coleção. Com certeza uma das peças mais difíceis.


Bom chute de fora da área do time do Lavras no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Os times voltaram a campo e com certeza a conversa da comissão técnica do time vermelho foi altamente proveitosa. A equipe voltou com outro espírito e muito melhor no gramado. O time jogou em cima do Fabriciano e criou nos primeiros minutos grandes chances para empatar o jogo. O gol parecia questão de tempo, e então aos 11 minutos o camisa 2 Alisson acertou um chutaço de fora da área que entrou no ângulo esquerdo do goleiro Nivaldo. Tudo igual no placar.

Aos 17 minutos a arbitragem anulou um gol do Lavras que muitos no estádio não entedenderam o motivo. Do nosso ângulo ficou uma dúvida enorme também, mas como estávamos longe não temos muito o que falar. Quatro minutos depois, o time do Fabriciano esfriou um pouco o ânimo do time da casa com a marcação de um pênalti a seu favor. O jogador Ivan cobrou e o goleiro Lucas fez uma fantástica defesa. A torcida do Lavras foi á loucura.


Pênalti perdido pelo time do Fabriciano, com ótima defesa do goleiro Lucas. Foto: Fernando Martinez.

O mais doido foi que num dos muros do estádio tinham cerca de 50 torcedores do Fabril, "secando" o Lavras e gritando a cada boa chance do Fabriciano. Mas na hora do pênalti perdido, eles não tiveram muito o que comemorar. Após essa chance, o jogo voltou a ficar equilibrado e com a temperatura bastante alta.


Chute forte pela esquerda que levou bastante perigo ao gol do Lavras. Foto: Fernando Martinez.

Jogadas ríspidas aconteceram e a arbitragem resolveu aplicar alguns cartões. Por volta dos 40 minutos um dos lances capitais da partida. Numa disputa na lateral, o camisa 16 do time azul Emílio, acertou um tapa no camisa 2 Alisson. Mas a arbitragem resolveu dar somente cartão amarelo ao atleta do FFC e outro para o atleta do Lavras. Mas ele já tinha amarelo, e acabou sendo expulso.


No final, o Lavras tentou marcar o segundo, mas sofreu o segundo gol num rápido contra-ataque. Foto: Fernando Martinez.

Mesmo com um a menos, o Lavras foi para cima buscando a virada e os três pontos em casa. Mas a equipe não conseguia furar o bloqueio defensivo do Fabriciano, e as bolas alçadas não fizeram sucesso. O jogo foi então se aproximando do seu final, e aos 49 minutos o castigo para o time da casa. Num contra-ataque rápido do jogador Emílio (aquele mesmo da confusão) fez uma jogada fantástica, driblou dois zagueiros do time da casa e chutou no canto direito do goleiro. Muita comemoração do pessoal do time azul, do pessoal que estava no muro torcendo contra o Lavras, e uma vitória suada nos acréscimos.

Final de jogo: Lavras 1-2 Fabriciano. E foi só a árbitra apitar o final do jogo que o pessoal da casa foi para cima dos jogadores e comissão técnica do time azul. O pau quebrou, e alguns tomaram chutes e muitos socos antes da polícia entrar em ação. Os jogadores trocaram algumas ameaças, e o jogo da volta promete ser mais quente ainda.


O pau quebrou no final do jogo. Aqui dois momentos da muvuca. Fotos: Fernando Martinez.

O Fabriciano então conseguiu três pontos importantíssimos buscando sua vaga na Segunda Fase. Mas o empate teria sido mais justo, pois cada uma das equipes jogou melhor num tempo do jogo. Mas ainda faltam sete jogos para cada time, e o campeonato está só começando.

Após a partida então rumamos novamente pela Fernão Dias até a cidade de Cambuí. Ainda ganhei um "conheça sua cidade" com o Victor me mostrando as principais atrações da cidade do Sul de Minas, antes de eu pegar meu ônibus com destino à São Paulo. Esperamos que em breve consigamos trazer novamente algum jogo desse campeonato fantástico para as páginas do JP.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário