Procure no JP

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Guaratinguetá nas quartas-de-final da Série C do Brasileiro

Olá,

Seguindo com o meu final de semana futebolístico, no último domingo me dirigi ao Vale do Paraíba, viajando até a cidade de Guaratinguetá, para acompanhar no Estádio Prof. Dario Rodrigues Leite, também carinhosamente chamado de "Ninho da Garça", a partida Guaratinguetá F.L. x Ituiutaba E.C. válida pela última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série C.

Essa partida era decisiva para a definição da segunda equipe do Grupo C que se classificaria para a próxima fase da competição, sendo que os donos da casa tinham a vantagem do empate, enquanto os visitantes só se classificariam com a vitória. Com esses ingredientes, havia uma grande movimentação na cidade, bem como a expectativa de que a equipe local pudesse garantir a vaga.

Como comecei a viagem logo pela manhã, tive a oportunidade de fazer um "city tour" pela cidade e pude observar várias faixas espalhadas em diversos cruzamentos divulgando a partida. Além disso, também vi postos de venda antecipada de ingressos, ao preço único de R$ 5,00 que só valia para os homens, pois as mulheres não precisavam pagar ingresso. O público oficial divulgado foi de 5.474 pessoas, mas com certeza tinha mais gente.

Cheguei ao estádio com tempo de sobra e quando o horário das equipes entrarem em campo chegou, lá fui eu para a beira do gramado para fazer as tradicionais fotos oficiais da partida, que mais uma vez são exclusivas e estão abaixo:


Guaratinguetá F.L. - Guaratinguetá/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Ituiutaba E.C. - Ituiutaba/MG. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem. Foto: Orlando Lacanna.

Vale registrar que, antes do início da partida, a Diretoria do Guaratinguetá prestou uma homenagem aos seus atletas Rocha e Nenê, ao entregar para cada um deles, uma placa comemorativa por terem envergado a camisa do time da casa por mais de 100 vezes. No futebol atual, não deixa de ser uma marca expressiva. Parabéns a todos.


Os atletas Rocha e Nenê recebendo homenagem da Diretoria do Guaratinguetá. Fotos: Orlando Lacanna.

Bem, agora falando da partida, vi um início super movimentado, com o time da casa, mesmo jogando pelo empate, saindo com tudo para cima dos mineiros, tanto que, aos 11 minutos, o estádio explodiu de alegria com a marcação do primeiro gol dos anfitriões, marcado pelo avante Laécio. Aliás, foi um golaço, com o atacante pegando de primeira uma bola recebida de cabeça de Diego Dedoné que fez o papel de pivô.


Lance de perigo para a meta mineira no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

O Ituiutaba assimilou o golpe e, apenas um minuto após, igualou o placar, num gol marcado por Paulinho Pedalada, calando a festa da torcida local que ainda comemorava o gol do seu time. A boa movimentação das equipes continuava sendo mantida, tornando a partida agradável de ser assistida, prendendo a atenção dos torcedores o tempo todo. Nessa toda, algumas chances foram criadas pelas duas equipes, como aconteceu pelo lado do Guaratinguetá, aos 16 minutos, numa cabeçada perigosíssima de Rocha que exigiu difícil defesa do goleiro mineiro Jônatas.


Jogada de ataque do Guaratinguetá pela esquerda. Foto: Orlando Lacanna.

A resposta mineira veio aos 24 minutos, num belo arremate do ala Betão que carimbou o travessão da meta paulista defendida por César. Os últimos vinte minutos também foram bem movimentados, porém as jogadas se concentraram nas intermediárias, com as equipes pecando um pouco no último passe antes do arremate final e, dessa forma, o empate de 1 a 1 foi mantido até o fim da primeira etapa.


Lance de perigo do ataque mineiro. Foto: Orlando Lacanna.

No intervalo deixei o gramado e fui acompanhar o segundo tempo de um outro ângulo e vi um Guaratinguetá determinado na busca da vitória, cuja missão ficou facilitada logo aos 8 minutos, quando o árbitro expulsou o zagueiro mineiro Neylor que recebeu o segundo cartão amarelo. Cinco minutos depois, o Ituiutaba teve o seu segundo jogador expulso, agora o ala Betão que também recebeu o segundo cartão amarelo, numa decisão equivocada do árbitro que exagerou no rigor, exibindo o cartão amarelo sem necessidade.

Com dois homens a mais, os donos da casa impuseram um ritmo ofensivo mais forte e naturalmente chegaram ao seu segundo gol, aos 19 minutos, marcado novamente pelo bom avante Laécio, ao aproveitar um passe açucarado de Nenê que roubou a bola do adversário próximo à grande área.


Início da jogada que resultou no segundo gol do Guaratinguetá. Foto: Orlando Lacanna.

Para piorar as coisas para o time mineiro, aos 23 minutos, houve um pênalti claro a seu favor não assinalado pelo árbitro carioca, numa jogada em que o zagueiro Samuel literalmente atropelou o atacante Jackson no interior da área.


Jogada faltosa no interior da área não marcada pelo árbitro. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos quinze minutos, o Guaratinguetá criou cinco chances sucessivas de gol, mas seus atacantes não estavam numa tarde feliz no quesito finalização. No meio desse bombardeio, o Ituiutaba, que demonstrou um espírito de luta incrível, quase chegou ao seu gol de honra no final da partida.


Uma das várias oportunidades desperdiçadas pelo Guaratinguetá na etapa final. Foto: Orlando Lacanna.

Fim de jogo com o marcador mostrando Guaratinguetá 2 - 1 Ituiutaba que classificou o time paulista para as quartas-de-final, quando enfrentará o time gaúcho do Caxias em jogos de ida e volta, decidindo uma das quatro vagas para o Brasileiro da Série B em 2.010. Deixo claro que os equívocos da arbitragem não tiraram os méritos da vitória do Guaratinguetá que foi merecida, pois foi melhor durante o jogo, inclusive quando estava onze contra onze.

Partida encerrada e início de mais uma viagem de retorno para São Paulo e, como sempre, já pensando nas próximas coberturas.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário