Procure no JP

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Flamengo ganha a primeira pela Copa Paulista

Opa,

Domingo foi dia de acompanhar um campeonato que ainda não tinha aparecido nesse ano de 2009 aqui no JOGOS PERDIDOS. Falo da Copa Paulista, torneio que dá vaga para a Copa do Brasil 2010. Caí da cama cedo demais, e resolvi ir até a cidade de Guarulhos, para o jogo entre Flamengo e Portuguesa Santista, no Estádio Antônio Soares de Oliveira.

Com um calor forte fora de época, combinei com o seu Natal para seguirmos até a cidade da Grande São Paulo. Chegamos em cima da pinta, graças a uma corrida de última hora do seu Natal que deixou ele longe do caminho normal que fazemos. Mas faz parte, e logo quando chegamos já fomos garantir nosso lugar na cabine de imprensa do estádio guarulhense.

E a campanha dos dois times até aqui na Copa não condiziam com o que rolou na Série A2 desse ano, pois a Portuguesa estava rodeando o G4 do Grupo 4 e o Flamengo estava em último lugar, ainda sem ganhar nenhum jogo até ali, isso em cinco rodadas disputadas. Mas sempre com estréia de treinador as esperanças se renovam, e o Flamengo confiava em um bom jogo.


Chute de longe para o time rubro-negro. Foto: Fernando Martinez.

A etapa inicial então começou e o Flamengo foi para cima do time santista, criando boas chances de gol. O primeiro então veio rápido, aos 16 minutos. Em cobrança de escanteio da esquerda, o atacante Nei Bala (aquele mesmo dos bons tempos do Nacional no começo dos anos 2000) subiu mais alto que todo mundo e desviou para o fundo do gol.


Lance do primeiro gol do Flamengo, em cabeçada do atacante Nei Bala. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto a gente curtia o jogo, percebíamos que o serviço do pessoal do Flamengo com a imprensa está impecável. Água e cafezinho na cabine, escalações na parede e bastante simpatia do pessoal. Parabéns ao clube, e esperamo que continue assim daqui para frente.


Falta perigosa para os donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

Bom, e enquanto o Flamengo segurava o 1x0, a Portuguesa resolveu ir pra cima do time da casa. A partir dos 30 minutos a equipe de Santos passou a incomodar o gol do Corvo e deu sustos na torcida guarulhense. O goleiro do Flamengo fez duas defesas fantásticas e levou o jogo para o intervalo com a vantagem mínima do rubro-negro.


A Portuguesa tentou no final do primeiro tempo, como visto nesse chute, mas sem sucesso. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo conversamos com o pessoal da imprensa por ali e também buscamos informações sobre os jogos da Segundona que estavam terminando ao meio-dia. Depois de alguma espera, já soubemos dos placares e já fomos fazer nossas contas de quem tem mais chances de classificação para a Terceira Fase.

O segundo tempo então veio com o Flamengo massacrando a Portuguesa nos primeiros 10 minutos. O time marcou dois gols no início da segunda etapa, já matando o jogo. O segundo veio aos 3 minutos, com Rafael Fusca tocando na saída do goleiro e o terceiro aos 6, em cobrança de pênalti cobrada com categoria de novo por Rafael Fusca.


O terceiro gol Flamengo em cobrança de pênalti. Segundo gol de Rafael Fusca no jogo. Foto: Fernando Martinez.

A partida estava definida, e vimos um jogo aberto e com muitas chances de gol para os dois times. O Flamengo então marcou seu quarto gol aos 25 minutos. E foi um golaço, com um lançamento de 50 metros nos pés do jogador Caio, que colocou no ângulo direito do goleiro Chico. Aos 28, a Portuguesa diminuiu em outro golaço, agora com Tupã chutando de fora da área.


Atacante da Portuguesa sofrendo marcação flamenguista. Foto: Fernando Martinez.

O jogo foi se aproximando do final e quase nos acréscimos o Flamengo ainda ampliou sua vitória. Aos 43 minutos, e depois de dois chutes que a zaga lusitana salvou, o camisa 15 Erivélton só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes e fechar a grande goleada.


Bola estufando as redes da Portuguesa, no último gol do Flamengo fechando a goleada de 5x1. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Flamengo 5-1 Portuguesa Santista. Foi a primeira vitória do rubro-negro, com estilo e que ainda por cima tira o time da lanterna do seu grupo, agora com o São José. A Portuguesa levou o mesmo número de gols que tinha levado nos cinco jogos anteriores, e agora busca a reabilitação em casa contra o líder Juventus.

Após a partida o seu Natal ainda conseguiu a enorme proeza de perder o chip da sua máquina digital. Como? Acredito que ele nem tenha idéia de como foi. Mas mesmo assim ainda ganhei uma carona até a Rodoviária do Tietê para fazer visitas que já devia faz tempo...

E nesse meio de semana tem mais cobertura por aqui!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário