Procure no JP

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Fernandópolis vence o Mauaense de virada pelo Grupo 10 da Segundona

Opa,

Nesse último final-de-semana só estive presente em uma partida, mas uma das mais legais que aconteceram pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Segui pelos trilhos do metrô e da CPTM até a cidade de Mauá, e depois de andar um pouco já estava no Estádio Pedro Benedetti, aonde jogaram Mauaense e Fernandópolis, em jogo válido pela terceira rodada da segunda fase do Grupo 10. Já não via o time do Fefecê desde 2002, e minha presença era obrigatória, além de tudo porque a equipe leva meu nome.

Mas olha, sempre me esqueço do tempo que leva para chegar na cidade do ABC paulista. Levei mais de duas horas de casa até a porta do estádio, e graças a isso, cheguei com o jogo já começado. Dessa vez infelizmente ficaremos sem as fotos oficiais. Mas acho que mesmo se tivesse chegado cedo não iria enfrentar o "mangue" e me sujar todo na lama que virou o antigo gramado mauaense. Não havia a menor condição de pisar na maior parte do campo.


Duas imagens que mostram bem o estado do gramado (?) do Estádio Pedro Benedetti. Não ia entrar nessa lama nem amarrado. Fotos: Fernando Martinez.

E o jogo seria decisivo, pois os dois times ainda não tinham somado pontos nessa segunda fase. A vitória aqui poderia ser o último suspiro de alguma das equipes em busca da classificação. Mesmo com o atraso dos salários e tudo mais, o Mauaense tentaria a superação para conseguir os três pontos. Para o Fefecê então, uma vitória fora de casa seria perfeito.


Lance do jogo entre Mauaense e Fernandópolis. Foto: Fernando Martinez.

Ao chegar já encontrei o pessoal que administra o estádio, sempre simpático comigo. Fui então para as arquibancadas, e encontrei um perdido seu Natal por lá. Vi então um jogo bastante disputado na primeira etapa. Não muito após a minha chegada, o Mauaense abriu o marcador, através do jogador Diego. Isso aconteceu aos 17 minutos.


Saída do goleiro do time da casa em ataque do Fernandópolis. Foto: Fernando Martinez.

Mas a festa durou pouco, já que o Fernandópolis empatou aos 21 minutos. O jogador Rodriguinho aproveitou bobeada da zaga mauaense e chutou sem marcação para o fundo das redes do time da casa. O time de Mauá sentiu o gol, e os visitantes passaram a dominar o jogo. Ainda na primeira etapa, o time poderia ter virado o marcador, mas não conseguiu o segundo gol.

O Grêmio ainda criou uma chance de gol, mas seus jogadores não conseguiam completar as jogadas de ataque, deixando a torcida local bastante irritada. Mas o intervalo veio com o empate em 1x1 no placar. Aproveitei então para descer no gramado (?) para o segundo tempo. Ia tentar as fotos dos times quando eles voltassem para o campo. Mas as condições eram impraticáveis para qualquer tipo de foto, então depois de examinar o estado do lamaçal, desisti da idéia.


Jogador do Fernandópolis, completamente limpo, tentando se desvencilhar da marcação de atleta do Mauaense. Foto: Fernando Martinez.

Na volta então para a segunda etapa conversei rapidamente com o árbitro Guilherme Cereta de Lima, já velho conhecido do pessoal aqui do JP. E então foi a vez do tempo final começar. E desde o começo, o Fernandópolis já tomou conta do jogo, não dando muitos espaços ao time mandante.


Ótima chance dos visitantes, com a bola passando muito perto do gol. Foto: Fernando Martinez.

A Águia jogava muito melhor, e muitas chances de gol apareceram. O time colocou bola na trave, fez blitz em escanteios seguidos, mas a virada não chegava. Mesmo assim a equipe não desanimou. E aos 27 minutos o time finalmente fez seu segundo gol. Após boa jogada de todo ataque, Alex acertou chute colocado de fora da área no canto direito do goleiro do Mauaense e deixou o time visitante na frente do placar.


Mais uma boa saída do goleiro do time da casa, salvando mais um gol da Águia. Foto: Fernando Martinez.

A festa aumentou aos 37, quando o jogador Pedro Paulo engatilhou um perfeito contra-ataque e tocou na saída do goleiro. Sem mais nada a fazer, o Mauaense se lançou ao ataque. O time até conseguiu diminuir com Fábio aos 44 minutos, num gol em que a bola ainda tocou na trave antes de entrar, mas era tarde.


Exato momento do chute que originou o terceiro gol do Fernandópolis, marcado por Pedro Paulo. Foto: Fernando Martinez.


Quase o time visitante ainda marca o quarto gol nos acréscimos da partida. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Mauaense 2-3 Fernandópolis. O Fefecê ainda respira no grupo 10, e com dois jogos em casa, ainda sonha com a vaga para a Terceira Fase. Para o Mauaense, o campeonato parece terminado, restando quatro jogos para que o tim acabe a competição com dignidade. Sempre torcemos pelo time de Mauá, mas nesse ano acho que não dá mais. Ao ir embora, ainda fiz a foto oficial do quarteto de arbitragem... e na lama, como fez questão de frisar o árbitro.


Foto oficial do quarteto de arbitragem da partida, com o árbitro Guilherme Cereta de Lima, os auxiliares Maria Eliza Correia Barbosa e Junivan Rodrigues de Sousa e o quarto árbitro Luciano Monteiro dos Santos. Foto: Fernando Martinez.

Bom, voltei então para São Paulo com uma boa carona do seu Natal para descansar vendo alguns filmes no sábado à noite. E no domingo a minha atual condição financeira não me deixou ver nenhum jogo... mas faz parte.

Até a próxima

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário