Procure no JP

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Virada sensacional do Olímpia sobre o ECUS pela Segundona

Olá,

Após ter acompanhado dois jogos no sábado, um na Vila Guarani em São Paulo e outro em Santos, no domingo pela manhã, fui até a vizinha cidade de Suzano, mais precisamente ao Estádio Francisco Marques Figueira, também chamado de Suzanão, com o objetivo de conferir a partida E.C. União Suzano x Olímpia F.C., válida pela terceira rodada da terceira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, em seu Grupo 15.

No dia anterior (sábado) havia sido realizada a partida Port. Santista 2 - 0 Independente, que teve cobertura do JP, valendo pelo mesmo grupo da competição, cujo resultado deu uma embolada geral na classificação. Diante disso, a conquista da vitória era de suma importância para as duas equipes, visando a permanência no campeonato. O time da casa estava na 4ª posição com apenas 1 ponto, enquanto o time do interior entrava em campo com 2 pontos, na 3ª posição. A partida tinha todos os ingredientes para ser sensacional.

Apesar de ter chegado ao estádio uma hora antes do início da partida, quase perdi a chance de fazer as fotos oficiais, pois saí do gramado para tomar um café oferecido pelo ECUS para o pessoal da imprensa e, quando me dei conta da proximidade da entrada das equipes, quis voltar ao gramado e me deparei com os portões trancados e aí foi aquela correira para achar a pessoa que estava com a chave. Felizmente o portão foi aberto e consegui fazer as fotos, mais uma vez na condição de exclusivas, contando com a colaboração dos dois times e dos árbitros que já estavam no gramado para execução do Hino Nacional Brasileiro. As fotos estão abaixo:


E.C. União Suzano - Suzano/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Olímpia F.C. - Olímpia/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem comandado por Luiz Vanderlei Martinucho, seus assistentes Vicente Romano Neto e Luís Alexandre Nilsen, além do 4º árbitro Alexandre Bigai Miranda, ao lado dos capitães. Foto: Orlando Lacanna.

A partida começou com muita velocidade, com os dois times mostrando muita disposição, tanto na marcação, quanto na vontade de atacar, tornando a partida cheia de alternativas. O primeiro bom momento aconteceu logo aos 5 minutos e foi do Olimpia, numa jogada pela direita, cujo cruzamento foi aproveitado por Denis, que não pegou bem na bola, perdendo boa chance. Se tivesse acertado em cheio, poderia complicar a vida do goleiro Geison.


Saída precisa do goleiro Geison do ECUS neutralizando cruzamento. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo seguia equilibrado, com o ECUS tendo mais posse de bola, mas encontrando dificuldade para penetrar na forte defesa visitante, que cobria bem os espaços e não tinha vergonha de chutar para o lado que desse, visando destruir o ataque do adversário.


Zagueiro do Olímpia impedindo avanço do atacante Thales do ECUS. Foto: Orlando Lacanna.


Agora uma boa saída do goleiro Klayton do Olímpia. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo com a partida equilibrada, foram os donos da casa que tiveram as melhores chances após os primeiros 20 minutos, como aconteceu aos 22, nos pés de Thales, que recebeu passe açucarado da direita, porém a sua conclusão foi desviada pela zaga e a chance foi embora. Aos 41 minutos, foi desperdiçada a melhor chance da primeira etapa e foi novamente com o camisa 9 Thales, que cabeceou próximo ao bico da pequena área, mas a bola foi para fora, com o goleiro Klayton tirando com os olhos. Diante disso, primeiro tempo terminou sem abertura da contagem, num bom jogo.

Durante o intervalo conversei com o Auxiliar Técnico do Olímpia, Douglas Santos, que disse que o pessoal do Olímpia acompanha o JP e nos convidou para irmos até lá, não só para fazermos a cobertura da alguma partida, como também para fazermos uma matéria sobre o estádio local, para ser exibida na seção "Estádios pelo Brasil" que também é muito admirada pelo pessoal do "Galo Azul". Sugestão registrada e vamos fazer o possível para viajarmos até lá ainda em 2.011.


Alguns dos vários amigos do JP torcendo pelo ECUS. Foto: Orlando Lacanna.

Com a partida reiniciada, o Olímpia foi com tudo para o ataque e só não inaugurou o placar, logo aos 2 minutos, por conta da infelicidade do camisa 2 Muller, que cabeceou sozinho próximo à pequena área, mas a bola não teve o endereço certo. Foi a melhor chance dos visitantes até aquele momento do jogo.


Chance de ouro desperdiçada pelo Olímpia no começo do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

A resposta do ECUS não demorou e foi fatal para a defesa visitante, pois numa jogada rápida iniciada no campo de defesa suzanense, o ágil camisa 11 Thales, invadiu pelo meio o tocou com categoria para marcar o primeiro gol da partida, aos 7 minutos, colocando o time da casa à frente no marcador. Cinco minutos depois, o ECUS desperdiçou uma chance incrível de aumentar a diferença, numa jogada que terminou com a conclusão do camisa 17 Roberto, que mesmo sem goleiro, não conseguiu mandar a bola para o fundo da rede, pois a zaga desviou.


Bola no fundo da rede do Olímpia e Thales comemorando o gol do ECUS. Foto: Orlando Lacanna.


Agora o camisa 17 Roberto desperdiçando ótima chance para aumentar o placar. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no placar, o bom time do Olímpia continuou buscando a igualdade, tendo criado dois bons momentos, através de arremates do camisa 8 Aguinaldo aos 15 e 18 minutos, sendo que o primeiro foi defendido pelo goleiro e o segundo foi desviado para escanteio, cuja cobrança permitiu ao zagueiro e capitão olimpiense André cabecear, livre de marcação, com a zaga suzanense desviando novamente. O Olímpia vinha crescendo na partida.

A partida seguia sendo disputada com muita disposição e, na marca dos 21 minutos, o Olímpia teve o seu atleta Gilso expulso do gramado, após receber o segundo cartão amarelo, deixando sua equipe com um homem a menos e em desvantagem no marcador. O ECUS tinha tudo para definir a partida a seu favor.

Além da vantagem no placar e um atleta a mais, o ECUS teve a grande chance de aumentar a diferença, aos 31 minutos, quando o árbitro marcou pênalti, que foi cobrado Thales e defendido pelo goleiro Klayton. Esse lance foi decisivo para a mudança da história da partida, ocorrida em apenas 3 minutos.


Goleiro Klayton defendendo pênalti e evitando o 2º gol do ECUS. Foto: Orlando Lacanna.

Na primeira descida ao ataque por parte do Olímpia, um minuto após a defesa do pênalti, o gol de empate aconteceu e foi anotado pelo centroavante Jardel, aproveitando um sobra de bola no interior da área. Dois minutos depois, o mesmo Jardel, agora de cabeça, marcou o 2º gol olimpiense, deixando o time e a torcida do ECUS perplexos com a virada em apenas 3 minutos e ainda com a perda do pênalti.


Detalhe do gol da virada do Olímpia anotado por Jardel. Foto: Orlando Lacanna.

Evidentemente que o ECUS sentiu o baque da virada, mas, mesmo assim, tentou de todas as maneiras chegar pelo menos ao empate, porém o time do Olímpia segurou a onda e conseguiu um feito espetacular.

Fim de jogo com o resultado de ECUS 1 - 2 Olímpia, que colocou o time do interior na 2ª posição do grupo com 5 pontos, ao lado da Portuguesa Santista, mas perdendo a liderança por conta do saldo de gol inferior (1 x 2). Quanto ao ECUS, a derrota o deixou na última (4ª) colocação com apenas 1 ponto, comprometendo sua trajetória na busca pela classificação, muito embora ainda faltam 3 partidas para cada equipe e muita coisa possa mudar. Tão logo a partida foi encerrada, voltei para a Capital para almoçar e acompanhar o Brasileirão pela telinha, assistindo uma mancada atrás da outra dos primeiros colocados na classificação da Séria A.

Quando me preparava para escrever esse texto, tive conhecimento de uma notícia muito triste, envolvendo o atleta do ECUS, Jonathan Godoy, que esteve no banco de reservas com a camisa 16. Ele faleceu na manhã da segunda-feira, em razão de um acidente de carro, que envolveu outra vítima fatal, o também atleta Wilker Nelson Aparecido Rodrigues, que jogou pelo Osasco F.C. Em meu nome e de todos integrantes do JP, ficam aqui registradas as nossas condolências às duas famílias.

Abraços,

Orlando

Um comentário: