Procure no JP

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Briosa vence e assume liderança do Grupo 15 da Segunda Divisão

Olá,

Num fim de semana em que o JOGOS PERDIDOS esteve presente em cinco jogos, esse que vos escreve acompanhou três, sendo que a minha jornada tripla começou no sábado pela manhã, numa partida válida pelo Paulista Feminino, envolvendo as equipes do Centro Olímpico e da ABD. Logo após, desci novamente a Serra do Mar e fui até a cidade de Santos, com o objetivo de ver de perto mais uma partida do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

A pedida foi dar uma chegada até o histórico Estádio Ulrico Mursa, local do confronto entre a A.A. Portuguesa contra o Independente F.C. da cidade de Limeira, que valeu pela terceira rodada da terceira fase da competição em seu Grupo 15. Esse encontro reuniu o líder e o único invicto da competição com 18 partidas sem perder, no caso o Independente, com 4 pontos e a Port. Santista, vice-líder, com 2 pontos. Portanto, um duelo importantíssimo visando a definição das vagas à terceira fase, uma vez que o vencedor daria um passo enorme para a conquista de uma delas.

A viagem até o litoral foi supertranquila e rapidamente já estava de posse das duas escalações e no interior do gramado, aguardando a entrada dos atletas e dos árbitro para as tradicionais fotos oficiais, que novamente são exclusivas e estão apresentadas abaixo:


A.A. Portuguesa - Santos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Independente F.C. - Limeira/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Philippe Lombard e os assistentes David Botelho Barbosa e Alberto Poletto Masseira junto aos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Como a Briosa vinha de dois empates e ainda não havia realizado uma partida que enchesse os olhos da torcida e da imprensa, havia uma grande expectativa sobre o que a Lusa das praias poderia realizar numa partida de tremenda importância para a sequência do campeonato. Logo nos primeiros minutos, a Lusa já dava mostras que estava numa tarde inspirada, pois começou dominando e indo com frequência ao ataque.

Não demorou muito e, aos 13 minutos, a torcida local fez a festa, comemorando um golaço do camisa 11 Filipe, que mandou, de primeira, um balaço disparado da direita que entrou no alto da meta defendida por Diego, que quando se deu conta do petardo, a bola já estava no fundo da sua meta.


Jogada aérea do ataque Luso no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.


Saída precisa do goleiro Diego neutralizando mais um ataque da Portuguesa. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo em vantagem do placar, a Portuguesa ditava o ritmo da partida e mantinha o controle das ações, indo várias vezes ao ataque. O time de Limeira só chegou com perigo, na marca dos 21 minutos, quando o camisa 11 Felipe Nunes, arrematou da entrada da área, mandando a bola rente à grama no canto baixo direito da meta de João paulo, que pulou como um gato e desviou para escanteio, cuja cobrança obrigou outra boa intervenção do goleiro santista.


Cruzamento vindo da cobrança de escanteio desviado pelo goleiro João Paulo. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar de uma ou outra fustigada do time limeirense, a Portuguesa continuava mandando na partida, sendo que o seu domínio foi transformado no segundo gol, aos 27 minutos, num outro belo gol do excelente atacante Filipe, que invadiu pela esquerda, ganhou da zaga e tocou com estilo para o gol vazio. Outro belo gol do atacante que tem um futuro promissor.


Bola no alto da rede limeirense no 2º gol da Portuguesa. Foto: Orlando Lacanna.

Nos último 15 minutos, a Portuguesa deu uma segurada, porém em momento algum permitiu ao Independente gostar do jogo, levando para o intervalo a boa vantagem de 2 x 0, restando ainda 45 minutos de luta para a Briosa tentar quebrar a invencibilidade do adversário e subir na tabela de classificação.

Em desvantagem no placar, o Independente voltou com maior ímpeto ofensivo, tentando diminuir a vatagem lusa, porém o setor defensivo santista estava numa boa jornada e não permitia ao time interiorano, criar grandes coisas, a não ser alguns arremates de meia distância e cruzamentos, mas nada que colocasse em xeque o goleiro João Paulo.


Jogada aérea do Independente no começo do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar de melhora do time limeirense no segundo tempo, apenas na marca dos 17 minutos, foi criado o primeiro lance de relativo perigo, quando o camisa 18 João Santos arrematou por cima do travessão, causando um certo perigo ao goleiro praiano. A resposta da Portuguesa foi imediata, numa arrancada pela direita de Leandro Kivel, que cruzou para o interior da área, porém Cleiton chegou um segundo atrasado e não conseguir cabecear. Foi o melhor momento da Briosa na segunda etapa.


Goleiro limeirense desviando toque de cabeça de Leandro Miranda. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo transcorria sob controle luso, sendo que nos últimos 20 minutos, os visitantes só chegaram aos 25 e 34 minutos e, mesmo assim, com arremates de fora da área, um do camisa 10 Gustavo e o outro do camisa 11 Felipe Nunes, sendo que o primeiro passou por cima do travessão e o segundo foi defendido pelo arqueiro luso.


Zagueiro luso se esticando todo para despachar a bola pra frente. Foto: Orlando Lacanna.

Fim de jogo com o marcador estampando Port. Santista 2 - 0 Independente, resultado que colocou o time de Santos na liderança do grupo com 5 pontos, ao lado do Olímpia, porém com um saldo de gol superior (2 x 1). A derrota deixou o time de Limeira na 3ª colocação com 4 pontos. Aliás, achei a apresentação dos visitantes muito modesta, em se tratando de uma equipe que vinha de uma invencibilidade de 18 partidas. Por outro lado, dos jogos que vi da Portuguesa durante esse ano, sem dúvida, essa foi a melhor apresentação, enchendo de esperança o seu torcedor quanto a conseguir a classificação à quarta e decisiva fase, quando 8 equipes vão lutar pelas 4 vagas à Série A3 em 2.012.

Depois do apito final, mais um rápido retorno para São Paulo, para um merecido descanso, pois no domingo pela manhã, a cobertura da Segundona teria mais um capítulo com a presença do JP numa cidade da Grande São Paulo, mas isso é história para mais tarde. Aguardem...

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário